Por que bolsonaristas (quase) não ligam para as fake news sobre Bolsonaro

Quantidade de fake news a favor do presidente e quantidade de notícias reais desfavoráveis ao governo faz com que nem todos percebam ou se importem com algo: existem, sim, informações falsas sobre Bolsonaro em redes sociais. Falamos sobre isso no A Semana em Fakes, do Boatos.org.

Há algumas semanas, falamos aqui no A Semana em Fakes sobre os maiores alvos de fake news eleitorais. Está bem claro que, até o momento, a “esquerda” (que engloba Lula, PT, partidos aliados e movimentos sociais) é a maior vítima da desinformação online. Em segundo lugar, está o TSE e o processo eleitoral em geral.

A quantidade de ataques contra estes grupos faz com que as notícias falsas sobre o “medalha de bronze” passem batidas. Falamos isso porque nem todos percebem, mas também existem fake news sobre o presidente Jair Bolsonaro.

Quando falamos em fake news, não estamos falando notícias reais negativas sobre o presidente (que são chamadas erroneamente de fake news). Estamos falando de desinformações que “brotam” em redes sociais e são desfavoráveis à figura de Bolsonaro ou pessoas próximas. São fake news como a que apontava que a facada em Bolsonaro era falsa por ser uma “invenção da maçonaria”, que ele havia sido flagrado bêbado nos EUA ou que teria dito que se alistaria no exército de Hitler.

Em tempos de pós-verdade (que as notícias falsas ajudam a reforçar pensamentos pré-concebidos), essas fake news, sem dúvida, ajudam a aumentar a rejeição ao atual presidente. Isso posto, fica a pergunta: por que bolsonaristas não ligam tanto para isso? Temos dois motivos razoáveis para responder isso.

O primeiro está na realidade. Com uma gestão tenebrosa na pandemia (que só não foi pior graças à CPI da pandemia, a atuação de estados e do STF e a pressão da sociedade em prol de, por exemplo, a aquisição de vacinas), economia cambaleante e polêmicas/denúncias quase que diárias vindas do governo, outras coisas causam mais danos a Bolsonaro do que fake news esporádicas.

O segundo é estratégico. Se bolsonaristas reclamassem se “influenciadores e páginas de esquerda que criam fake news” teriam que olhar para os próprios “influenciadores e páginas de direita” que desinformam. Com a quantidade de fake news pró (e seu compartilhamento) é maior do que a quantidade de fake news contra, talvez seja mais lucro, para eles, deixar as “balelas correrem solto”.

Deste quadro, podemos tirar duas conclusões (pelo menos por enquanto) tristes: 1) não existe grupo que não cria e que não sofre com a desinformação. 2) Os bolsonaristas parecem não se importar muito com esta situação. Na realidade, estão até na zona de conforto.

Trends da semana

Palavras mais buscadas no Boatos.org nos últimos dias

  1. Coca cola (Confira detalhes aqui)
  2. Lula (Confira detalhes aqui)
  3. Código de barras
  4. Chile (Confira detalhes aqui)
  5. 95004-1117 (Confira detalhes aqui)
  6. Voto parcial (Confira detalhes aqui)
  7. Argentina (Confira detalhes aqui)
  8. Bolsonaro (Confira detalhes aqui)
  9. Coca-Cola (Confira detalhes aqui)
  10. Colômbia (Confira detalhes aqui)

Os desmentidos mais lidos do Boatos.org nos últimos dias

  1. Fake news que aponta que filho de Lula é o maior acionista da Petrobras (Confira detalhes aqui)
  2. Promoção falsa que aponta que a Coca-Cola está um frigobar por conta do aniversário (Confira detalhes aqui)
  3. Fake news que aponta que o presidente da Colômbia disse que vai compartilhar casas com mais 65m² (Confira detalhes aqui)
  4. Informação errada que aponta que 57 anos é a nova idade do idoso no Rio de Janeiro (Confira detalhes aqui)
  5. Fake news que aponta que robôs chineses dançaram na Disneylândia do país (Confira detalhes aqui)

Destaques nas redes sociais

Desde o início de 2021, o Boatos.org promove a seção “A Semana em Fakes”, com análises sobre assuntos relacionados a fake news. O conteúdo é aberto para republicação em veículos de mídia. No momento, publicamos o conteúdo no Jorn., Portal MetrópolesPortal T5, Conexão Marília, O Anhanguera e RP10 (caso tenha interesse, entre em contato com o Boatos.org para saber as condições). Para ver todos os textos da seção, clique aqui.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet