Golpistas se aproveitam de pessoas necessitadas com sites falsos no WhatsApp

Mensagens falsas falando sobre doações, programas do governo e até de funcionalidade do Banco Central se espalharam nas últimas semanas. Edgard Matsuki, editor do Boatos.org, fala sobre esse tipo de golpe.

Quando falamos em golpes de internet, a máxima “a ocasião faz o ladrão” se encaixa. Nos últimos tempos, a ocasião é a crise econômica que o país passa e que aumenta a necessidade por doações e programas de distribuição de renda. Já o “ladrão” são golpistas que criam sites falsos para roubar dados.

Nas últimas semanas, tivemos que desmentir três mensagens no WhatsApp com links de sites que prometem benefícios e doações, mas, na realidade, não passam de páginas falsas que visam roubar dados e fazer com que golpistas faturem.

Um dos sites usava o nome da Droga Raia e prometia um tal de “fundo de pobreza”. Para ganhar uma doação de R$ 1.000, a pessoa teria que entrar em um site (detalhe: nosso antivírus apontou que ele tinha um Trojan), responder a perguntas e compartilhar o link do site com amigos no WhatsApp.

Outro site apontava para o “cadastro” para o recebimento do Auxílio Brasil. O procedimento era semelhante. A grande diferença estava no fato de a pessoa ser obrigada a colocar dados como nome completo, CPF e cidade.

Uma terceira história apontava que um site chamado Registrato (que, na realidade, Registrato é o nome de um sistema do Banco Central) estaria liberando dinheiro via Pix para as pessoas que, adivinha só, entrassem no site e compartilhassem um link com amigos.

Em comum nos três casos está o fato que, em nenhum deles, a oferta é verdadeira, que a informação falsa se aproveita, principalmente, de camadas mais frágeis da população e que, sempre há uma segunda intenção com o fake. Com os sites falsos, os golpistas conseguem lucrar com publicidade e, em alguns casos, conseguem lucrar com os dados dos internautas.

Estes não foram os primeiros e não serão os últimos golpes que vão aparecer no WhatsApp. Por isso, fica o alerta, principalmente, se você está precisando de dinheiro: mais do que nunca, ninguém está dando nada de graça. Por isso, fique esperto com aquela promessa incrível que circula no seu aplicativo de mensagens.

Trends da semana

Palavras mais buscadas no Boatos.org nos últimos dias

  1. Ankole (Confira detalhes aqui)
  2. Robert malone (Confira detalhes aqui)
  3. Pfizer
  4. Registrato
  5. Lula
  6. Ivermectina (Confira detalhes aqui)
  7. Robert Malone (Confira detalhes aqui)
  8. Vacina
  9. Alemanha (Confira detalhes aqui)
  10. Droga Raia

Os desmentidos mais lidos do Boatos.org nos últimos dias

  1. Maurício Meirelles teve um caso com Gabriel Medina (confira detalhes aqui)
  2. Registrato dá dinheiro em Pix no WhatsApp (confira detalhes aqui)
  3. Alemanha encontrou a cura do coronavírus (Confira detalhes aqui)
  4. Lula diz que vai transformar o Brasil e China comunista (Confira detalhes aqui)
  5. Correios compram avião graças ao fim da corrupção

Destaques nas redes sociais

Edgard Matsuki é editor do site Boatos.org, site que já desmentiu mais de 7 mil notícias falsas

Desde o início de 2021, o Boatos.org promove a seção “A Semana em Fakes”, com análises sobre assuntos relacionados a fake news. O conteúdo é aberto para republicação em veículos de mídia. No momento, publicamos o conteúdo no Jorn., Portal MetrópolesPortal T5, Conexão Marília e O Anhanguera (caso tenha interesse, entre em contato com o Boatos.org para saber as condições). Para ver todos os textos da seção, clique aqui.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet