Robert Malone é o cientista que inventou as vacinas e está certo ao dizer que pegar covid é melhor do que se imunizar #boato

Boato – Cientista Robert Malone é o criador das vacinas contra a Covid-19 e está certo ao afirmar que é melhor pegar a doença do que se vacinar.

As fake news sobre as vacinas contra a Covid-19 não são novidade na internet, mas se intensificaram de maneira extrema no final de 2021. A situação coincidiu com a liberação dos imunizantes contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos.

E apesar dos inúmeros desmentidos sobre o assunto, muitas histórias falsas sobre o tema seguem surgindo na internet. Para piorar, essas histórias falsas apenas se repetem e intercalam entre os mesmos assuntos.

Exemplo disso é a história de hoje. De acordo com uma publicação que está sendo compartilhada nas redes sociais, Robert Malone seria o cientista responsável pela criação das vacinas contra a Covid-19. Ainda segundo a história, Malone estaria certo ao afirmar que pegar Covid-19 seria melhor do que se imunizar contra a doença. Confira:

Versão 1: “E agora!!! Se o cara, O cientista que criou a vacina!!! Fez esse pronunciamento”. Versão 2: “Estes produtos não podem atingir a imunidade de rebanho e parar o covid. Eles não são completamente seguros e a natureza completa dos riscos permanecem desconhecidas. Em contraste, a imunidade natural que sistemas imunológicos saudáveis desenvolvem, após a infecção e a recuperação do covid, é duradoura. Ampla e altamente protetora de doença e morte causada por este vírus. Se há risco, deve haver escolha!”. Versão 3: Criador da Vacina da Pfizer, Robert Malone, assume publicamente para o mundo, que AS VACINAS ESTAVAM EM TESTE E QUE NÃO FUNCIONA

Robert Malone é o cientista que inventou as vacinas e está ao dizer que pegar covid é melhor do que se imunizar?

A informação viralizou rapidamente nas redes sociais, em especial, no Twitter e se tornou referência para grupos negacionistas. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da origem da informação e dos dados equivocados apresentados no texto.

Ao analisar a mensagem, percebemos que ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, os erros de pontuação e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, ao longo da pandemia a quantidade de fake news que circularam sobre as vacinas contra a Covid-19 foi gigantesca. A equipe do Boatos.org já desmentiu centenas delas. Vale ressaltar que histórias falsas promovidas por líderes negacionistas, como Robert Malone, sempre fazem muito sucesso em grupos antivacina.

Mas no mundo real, as coisas não são bem assim. Após espalhar diversas informações falsas e duvidosas sobre os imunizantes contra a Covid-19 e a pandemia, Robert Malone acabou banido (permanentemente) do Twitter.

E bem, as informações apresentadas no texto de hoje também não são verdadeiras. A equipe do Boatos.org já desmentiu essas informações. Ao contrário do que aponta o texto, Robert Malone não é o inventor das vacinas. De fato, o cientista participou do desenvolvimento da tecnologia da vacina do tipo mRNA. Em 1989, ele contribuiu com evidências iniciais sobre a relação entre o mRNA e a entrega e a produção de proteínas nas células. Apesar disso, o método de injetar o mRNA no corpo humano só foi desenvolvido em 2004, por um grupo de pesquisadores, como a vice-presidente da BioNTech, Katalin Karikó. E de acordo com ela, não existe um criador da vacina do tipo mRNA, mas sim uma força-tarefa e um esforço coletivo para o desenvolvimento da tecnologia.

Se isso não bastasse, ainda há a teoria de que pegar Covid-19 é melhor do que se vacinar contra a doença. Dados recentes da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp) mostram que, ao longo de 2021, 80% das mortes causadas pela Covid-19 foram de pessoas que não se vacinaram. E de acordo com médicos do Rio de Janeiro, pessoas não-vacinadas que estão internadas com Covid-19 sentem arrependimento por não terem se vacinado. Só isso já demonstra que ficar doente não é melhor do que se vacinar, uma vez que a chance de você morrer contraindo a doença é muito maior do que se vacinando.

Por fim, assim como já cansamos de repetir por aqui, infelizmente, ser cientista, pesquisador ou se formado em alguma universidade não quer dizer muita coisa. As ideias negacionistas estão em qualquer lugar, inclusive nas universidades. E Robert Malone é um belo exemplo de cientista que nega a Ciência e colocou no ralo todo o conhecimento adquirido ao longo de sua vida profissional, adotando um comportamento anti-científico. Dessa forma, ele não pode ser considerado uma fonte de informação confiável.

Em resumo: a história que diz que Robert Malone é um cientista que inventou a vacina de mRNA e está certo ao dizer que pegar Covid-19 é melhor do que se imunizar é falsa! Robert Malone participou sim do desenvolvimento da tecnologia da vacina do tipo mRNA, mas foi só. O trabalho do cientista ocorreu em 1989 e estava vinculado a uma pesquisa com outros diversos cientistas. A vacina de mRNA só surgiu em 2004. Além disso, dados recentes de diversos instituições brasileiras mostram que os não vacinados são a maioria entre os internados e mortos pela Covid-19. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3HIppbu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso