Texto “Esclarecimento para que população não seja enganada” lista verdades sobre a Covid-19 #boato

Boato – Texto responde dúvidas, dá conselhos e fala verdades para que “população não seja enganada” sobre o surto da Covid-19. 

A pandemia da Covid-19 segue com toda força. Nas últimas semanas, a Europa viu nascer uma segunda onda da doença, com um grande aumento no número de infectados, mortes e a adoção de novas medidas de proteção.

Essa informação anda deixando muitos brasileiros preocupados, em especial, alguns cientistas, profissionais da saúde e políticos, que estão a frente do combate contra a Covid-19.

Mas nos últimos dias, uma história nada responsável anda dizendo por aí que a Covid-19 não é “tão grave assim”. Isso tem estimulado muitas pessoas a baixarem a guarda nas medidas preventivas. De acordo com a publicação, o surto da Covid-19 não seria uma pandemia. Além disso, o texto ainda cita diversos tratamentos alternativos contra a doença, como o uso de hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina. Confira:

“ESCLARECIMENTO PARA QUE A POPULAÇÃO NÃO SEJA MAIS ENGANADA: 1. O VÍRUS EXISTE? Sim, como muitos outros vírus. 2. TEM CURA? Sim, se você usa os medicamentos adequados e não deixa sua saúde nas mãos de sistemas de saúde corruptos e mercantis. 3. EXISTEM BONS MÉDICOS? Sim e muitos, uns estão agindo de forma discreta dando tratamentos adequados, outros têm sido mais corajosos e há muitos vídeos nas redes que falam desses tratamentos, e muitos já foram ameaçados, desclassificados ou silenciados. 4. OS CIENTISTAS ESTÃO INVESTIGANDO? Sim e existe um sindicato mundial convocado e convocando mais médicos e cientistas chamados Médicos e Cientistas pela Verdade, para expor a falsidade do tratamento que têm dado à questão do bug. 5. É UMA PANDEMIA? Não. A OMS mudou o termo que se referia à pandemia, antes que o bug fosse lançado para poder acabar com a pandemia. 6. É CONTAGIOSO? Sim, como toda gripe. 7. SE EU PEGAR O VÍRUS, SIGNIFICA QUE EU VOU MORRER? Não. Se tiver sintomas, basta tomar o remédio adequado desde o primeiro dia.Tratamento precoce com Hidroxicloroquina + Ivermectina + Azitromicina + Suplementos para fortalecer o sistema imunológico (Vitamina D +Vitamina C + Zinco) tem demonstrado excelente eficácia. Exija de seu médico. 

8) PODE SER PREVENIDO? Sim, estando limpo como sempre deveria estar, e mantendo um sistema imunológico elevado. E você também tem: Ozonoterapia, Dióxido de Cloro com o protocolo preventivo. Tomar sol te proporciona Vitamina D que é uma aliada no fortalecimento do sistema imunológico. 9. A CONTAGEM DE CONTAGIADOS E MORTOS PELO VÍRUS SÃO CERTAS? Não. Nos EUA foi descoberto que qualquer dado, seria na verdade 10% daquele número, porque as causas de mortes foram outras doenças, e os testes não são confiáveis, eles dão falsos positivos. 10. ASSINTOMATICOS SÃO CASOS REAIS DE POSITIVOS? O ser humano possui muitos microrganismos e vírus no corpo e isso não significa que você seja uma pessoa doente ou infectado, ou que tenha o vírus, porém, os vírus que são supostamente “tão agressivos” apresentam alguns sintomas nos pacientes porque o corpo libera alarmes de um intruso (febre, dor de cabeça, vômito, etc.) e de acordo com a teoria de Koch a resposta é NÃO. 11. O VÍRUS FOI CRIADO? Sim, em um laboratório. 12. PARA QUE PROPÓSITO? Para ser a desculpa para restringir as liberdades, mudar o sistema econômico atual para um mais opressor / escravizador, assustador, obediência de rebanho cego. 9) MUITOS PAÍSES FAZEM PARTE DESSE PLANO MALICIOSO? Sim.

14. SAIREMOS DISTO? Sim. E todos aqueles que contribuíram para as mortes e o plano cairão, e pagarão pelo que fizeram. 15. DEVO TER MEDO? Não. O medo diminui seu sistema imunológico e o torna mentalmente controlável. 16. A MÍDIA FAZ PARTE DO PLANO? Sim. Os donos da mídia são cumplices. Isso se chama controle da mente. 17. O QUE DEVO FAZER? Você se protege, e se adoecer já sabe como se curar em casa, ou com seu médico de confiança que não se comprometa com o protocolo de abandono. 18. DEVO SER VACINADO? Não. Você não precisa. Mais cedo ou mais tarde, todos nós teremos contato com o vírus (93% são assintomáticos). A imunidade acontecerá naturalmente, a chamada imunidade de rebanho. É o seu corpo, e é seu direito decidir sobre ele, e sobre sua saúde física e mental. Você confiaria em uma vacina, depois que um vírus foi criado para exterminar a humanidade? 19. ISSO É UMA GUERRA? Sim! E seremos vitoriosos!! Precisamos ficar juntos e acordar outras pessoas, dando muitas informações. (Autor desconhecido)”.

Texto “Esclarecimento para que população não seja enganada” lista verdades sobre a Covid-19?

É claro que as publicações sobre a Covid-19 seguem fazendo sucesso nas redes sociais, especialmente, no Facebook. O texto em questão já conta com dezenas de compartilhamentos. Apesar disso, a história não é bem assim!

Ao ler o texto, é possível perceber que ele traz algumas informações reais (e bastante óbvias), como a existência do vírus e da doença e que ela pode ser prevenida (pelo menos, a história não nega a existência de tudo). Entretanto, a parte boa acaba por aí.

Quando lemos o restante do texto, podemos perceber que ele apresenta diversas características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, o pedido de compartilhamento e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, fake news sobre o assunto Covid-19 não faltam na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras dessas histórias e você pode conferir todas elas aqui.

Dito isso, vamos ao que interessa: entender o que é mentira e o porquê. Para isso, o desmentido de hoje será no formato de tópicos (para facilitar a compreensão). Confira:

1) Uso de medicamentos para tratamento e prevenção da Covid-19

O texto cita o uso de remédios para o tratamento e também na prevenção da Covid-19. Entretanto, ao contrário do que aponta o texto, o uso de medicamentos no tratamento da Covid-19 não tem comprovação científica. Nem cloroquina, nem azitromicina, nem ivermectina, nem nitazoxanida, nem ozonioterapia e muito menos o uso de vitamina D. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas dois medicamentos mostraram eficácia contra o SARS-CoV-2, a dexametasona (que diminui a mortalidade de pacientes graves) e o remdesivir (que diminui o tempo de internação). Entretanto, eles só demonstraram eficácia em quadros graves. Além disso, vale ressaltar que a automedicação (e até o uso de vitaminas sem recomendação médica) representa um enorme risco à saúde e nenhum medicamento deve ser administrado sem a supervisão de um profissional.

2) Médicos e cientistas pela Verdade

O texto indica que existem bons médicos e cientistas que estariam expondo “toda a farsa por trás da Covid-19”. De acordo com o texto, eles estariam organizados em um grupo chamado Médicos e Cientistas pela Verdade. Há algum tempo, a equipe do Boatos.org já desmentiu a história de que os “Médicos por la Verdad” estariam distribuindo informações corretas sobre a pandemia. Na época, mostramos que o texto que estava circulando nas redes sociais apenas disseminava desinformação. E, na realidade, aquilo que é apontado como “bons médicos”, não passa de médicos espalhando fake news ou médicos concordando com aquilo que o autor do texto pensa (e colocando a vida de muita gente em risco).

3) OMS mudou o termo “pandemia”

A história indica que a OMS, supostamente, teria mudado a classificação de pandemia da Covid-19. Ao procurar por mais informações na internet, descobrimos que isso não ocorreu. Desde o dia 11 de março de 2020, o surto por Covid-19 é considerado uma pandemia. E dada a situação, essa caracterização ainda deve permanecer por bastante tempo.

4) A Covid-19 é uma gripe e existe tratamento precoce

O texto indica que a doença é contagiosa, assim “como toda gripe”. De fato, a Covid-19 é bastante contagiosa, mas não porque é uma “gripe”. No início da pandemia, a taxa de transmissão do SARS-CoV-2 ficava em torno de 3 (alta, mas bastante distante da taxa de transmissão do sarampo, por exemplo, que gira em torno de 12). Entretanto, o que faz com que o SARS-CoV-2 seja tão contagioso é a própria estrutura do vírus. Segundo estudos, o SARS-CoV-2 teria sofrido mutações, afetando o gene Spike (que codifica a proteína responsável pela ligação do vírus às células humanas). Com o aumento do potencial do vírus se ligar às células humanas, o contágio também aumenta. Ou seja, a Covid-19 não é contagioso, porque é uma gripe. Se isso fosse verdade, então, toda doença contagiosa seria uma gripe, como o sarampo, a caxumba etc.

Quanto ao tratamento precoce, isso também não existe. A equipe do Boatos.org já desmentiu que o uso de vitamina D, vitamina C e zinco não é suficiente para prevenir o contágio. Não existe comprovação científica sobre a combinação. Além disso, o uso indiscriminado dessas substâncias pode ocasionar problemas de saúde. Ou seja, para evitar a Covid-19, as medidas de proteção são essenciais!

5) Contagem de mortos e infectados está errada

Essa é outra história que circulou com força ao longo da pandemia. Aqui no Brasil, inclusive, tivemos inúmeras histórias que tentaram enganar as pessoas a respeito de uma suposta “farsa” no número de mortos e contaminados, como o icônico caso do borracheiro que teria morrido após um acidente, mas o óbito teria sido registrado como Covid-19. Os dados sobre a contagem de mortos e infectados são analisados e atualizados por instituições de pesquisa sérias, como o caso da Universidade Johns Hopkins (que reúne os números desde o início da pandemia). E a imensa quantidade de dados não deixa mentir: o caso é sério e o SARS-CoV-2 tem feito inúmeras vítimas ao longo dos dias. Além disso, se existe alguma farsa aqui, certamente, é a subnotificação, já que diversos países, como o Brasil, não conseguem testar toda a população e ainda trabalham na contramão da transparência dos dados.

6) Vírus criado em laboratório, restrição de liberdades, mudança do sistema econômico e tudo aquilo “que a Globo não mostra”

Logo no início da pandemia, muitas fake news davam conta que o SARS-CoV-2 teria sido criado em laboratório. Como já alertamos aqui no Boatos.org, essa história não passa de um delírio coletivo. Diversos estudos já mostraram que o SARS-CoV-2 é um vírus natural, ou seja, não foi feito em laboratório. E isso já é um consenso entre os pesquisadores. Ou seja, não existe nenhum plano maléfico por trás da pandemia, assim como sugere o texto. Além disso, essa história de mudança do sistema econômico também já foi desmentida pela equipe do Boatos.org. Já essa história sobre a mídia querer esconder informações e estar colaborando para o “plano maléfico” da China não faz o menor sentido. Vale lembrar que já desmentimos essa teoria aqui.

7) Não tomar a vacina e imunidade de rebanho

Quem acompanha o Boatos.org sabe que, nas últimas semanas, o assunto vacina contra a Covid-19 tem sido um dos temas mais abordados por aqui. E, bem, ao contrário do que aponta a história, a imunidade de rebanho não é a melhor alternativa para combater o SARS-CoV-2. E existe uma explicação bastante simples pra isso: quando você se infecta com o SARS-CoV-2, não existe nenhuma garantia de que você vai sobreviver para contar a história. O desenvolvimento da doença é bastante imprevisível. Assim como muitos jovens não apresentaram nenhum sintoma, tantos outros acabaram morrendo. E se estamos falando de pessoas mais velhas, essa situação piora ainda mais. Ou seja, a imunidade de rebanho por contaminação é uma ideia completamente burra, uma vez que o risco de morte é enorme. Como já explicamos aqui no Boatos.org, as vacinas passam por um longo processo de estudo até chegar à população, passando por testes sobre a segurança e eficácia nas mais diversas condições. Dessa forma, se vacinar (quando o imunizante estiver disponível) ainda é a melhor opção para combater a Covid-19.

Em resumo: a história que diz que o texto “Esclarecimento para que população não seja enganada” mostra a verdade sobre a Covid-19 é falsa! O texto, na verdade, reúne diversas informações já desmentidas tanto no Boatos.org quanto em outros serviços de checagem. Alguns dados citados ao longo do texto, de fato, são reais, como a existência do vírus e da doença e a alta taxa de transmissão do SARS-CoV-2. Entretanto, o resto das orientações são pura abobrinha, como a automedicação com substâncias que não têm respaldo científico, a ideia de que os dados estariam sendo super inflados e a própria afirmação de que o vírus teria sido criado em laboratório. Sem falar nos conselhos horrorosos para que as pessoas não se vacinem. Um pouco mais de conhecimento em Biologia e um pouco menos de tempo em frente ao “zap zap” seria suficiente para evitar que esse tipo de história se espalhe. Ou seja, a história não passa de balela. Não acredite e, muito menos, compartilhe!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2QvB43t
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK