Vitamina C com zinco e vitamina D curam e previnem o coronavírus #boato

Boato – Médicos descobriram dois aliados no combate contra o coronavírus: vitamina C com zinco e a vitamina D curam e previnem a doença.

O mundo continua apreensivo com a situação do novo coronavírus. Enquanto o número de casos de infectados aumenta diariamente, os boatos na internet também se multiplicam. E um dos tipos de desinformação que mais se multiplica está relacionada a possíveis curas da doença. Hoje, vamos falar de duas.

De acordo com mensagens que se espalham em redes sociais (áudios, vídeos, mensagens etc etc etc), tomar vitamina C com zinco ou/e vitamina D ajudaria a prevenir o coronavírus ou a se curar da doença no caso de uma infecção.

Também vimos as recomendações no meio de mensagens já desmentidas aqui (por outros motivos) como o falso boletim do Departamento de Saúde do Canadá, mensagens atribuídas ao diretor do Hospital das Clínicas.

Vitamina C com zinco e vitamina D curam e previnem o coronavírus?

E lá vamos nós. Assim como em tantos outros casos, as dicas de suplementação para não “pegar coronavírus” ou para “se curar do coronavírus” se espalharam com força por aí. Mas será mesmo que procedem as informações de que Vitamina C com zinco e vitamina D curam e previnem o coronavírus? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

É óbvio que todas as substâncias citadas são importantes para a saúde das pessoas e que uma deficiência dessas vitaminas e mineral podem acarretar em problemas na saúde (assim como a deficiência de outras vitaminas e minerais). Porém, “se entupir de vitamina C, zinco e vitamina D” não é, ao contrário do que apontam algumas mensagens, garantia de estar livre  da doença.

Se você acha que é o Boatos.org quem estão falando isso, se engana. Em uma rápida busca na internet, o que não faltaram foram desmentidos por parte de autoridades na área da saúde. O Ministério da Saúde, por exemplo, foi enfático ao taxar como “fake news” as teses de que vitamina C e zinco curam e previnem o coronavírus e que a vitamina D faz o mesmo. Em ambos os casos, a explicação é a seguinte:

Atenção! Não acredite em cura milagrosa do novo coronavírus

Não compartilhe esta notícia, as informações são falsas! Até o momento, não há nenhum medicamento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus. As recomendações de prevenção feitas pelo Ministério da Saúde são:

Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas, Realizar lavagem frequente das mãos, Utilizar lenço descartável para higiene nasal, Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, Higienizar as mãos após tossir ou espirrar, Não compartilhar objetos de uso pessoal, Manter os ambientes bem ventilados, Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença, Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Deu para entender? Não existe, até o momento, nada que tenha a eficiência comprovada de prevenção ao coronavírus. Em relação ao tratamento, como se trata de um vírus, o melhor caminho é tratar os sintomas.

Não foi só o Ministério da Saúde que refutou as teses que ligam as vitaminas C e D e o zinco à cura do coronavírus. A Sociedade Brasileira de Infectologia se pronunciou em relação ao uso de vitamina D. A entidade publicou, inclusive, uma nota de repúdio. Leia:

IMPORTANTE || Infelizmente, em momentos de grande mobilização ao redor de um tema, oportunistas aproveitam para espalhar notícias falsas. A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) repudia a informação, difundida em vídeo via Whatsapp, de que apoie estratégias de “reforço de imunidade” e “imunodulação com vitamina D” como únicas estratégias para prevenção ao coronavírus. Ao se deparar com informações deste tipo, desconfie. Não compartilhe e busque informações com médicos e órgãos confiáveis.

O Harvard Medical School chegou a classificar, também, o tratamento do coronavírus com “vitamina C” como infundado. A Organização Mundial da Saúde também se posicionou contra o uso de vitamina C. A entidade chegou a falar que o uso indiscriminado por ser, inclusive, perigoso. O mesmo vale (como aponta essa matéria) para o uso indiscriminado de vitamina D.

Resumindo: apesar da “boa intenção” (será) de muitos, não há qualquer comprovação de que tomar vitaminas (seja C, D ou outras) e suplementos minerais (seja zinco ou outros) ajude na prevenção ou cura do coronavírus. Trata-se de mais uma “cura milagrosa” que surgiu na internet.

Em tempo: no meio dessas histórias, algo peculiar aconteceu no interior do Paraná. Uma proprietária de uma farmácia foi autuada pela polícia porque anunciou um “tratamento com vitaminas” para curar o coronavírus. Nada mais justo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2UyyDRF

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)