Médicos por la Verdad falam a verdade ao relatar que a pandemia da Covid-19 é uma farsa, vacina da gripe e 5G causam a doença, que testes, isolamento e máscaras fazem mal e que a cloroquina é a cura #boato

Boato – Graças ao grupo Médicos por la Verdad, da Espanha, as pessoas descobriram que a pandemia da Covid-19 é uma farsa, que testes isolamento e máscaras fazem mal, que o vírus veio das vacinas da gripe e pelo 5G e que a cloroquina é a cura.

Caramba (a gente queria começar o texto com outra palavra, mas essa é a que dá para publicar)! Há vezes em que é difícil manter a paciência perante algumas informações relacionadas à Covid-19 que surgem por aí. Enquanto há muita gente lutando para minimizar o número de mortes, parece que tem gente jogando contra. E até médicos ajudam na disseminação de desinformação.

A última história que circula na internet (e se popularizou no Brasil graças a um vídeo de um médico) aponta que um grupo autointitulado Médicos por la Verdad descobriu toda “a verdade sobre a Covid-19”. A base de tudo seria uma “conferência” desses médicos que revelava, entre outras coisas, que a pandemia é uma farsa, que a Covid-19 foi causada pelas vacinas da gripe, que testes PCR, isolamento e máscaras não têm efetividade e que efetivo mesmo é a cloroquina.

Obviamente, não iremos colocar os vídeos aqui (nem dos médicos espanhóis tampouco do médico brasileiro) para não dar voz à desinformação. Mas vamos deixar um texto com um “resumo do que foi dito”. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido no link:

A força da verdade O médico Djalma Marques relata que 140 médicos—do grupo Médicos por la Verdad—se reuniram no dia 25 de julho de 2020 na Espanha, no auditório do Palácio de la Prensa em Madri, com cerca de 400 participantes, dentre eles vários membros da impressa internacional. […]

Alguns pontos foram ressaltados: ( 1 ) O covid-19 é uma falsa pandemia criada com fins políticos ( 2 ) É uma ditadura mundial com a desculpa de saúde pública. ( 3 ) As vítimas do corona vírus não superam em número às que morreram devido à gripe sazonal no ano passado na grande maioria dos países. ( 4 ) Os protocolos médicos foram alterados em diversos países para exagerarem os resultados.

( 5 ) O confinamento de pessoas sadias e o uso forçado de máscaras não tem qualquer base científica ( 6 ) A doença não tem um único padrão infeccioso, mas uma combinação deles. Na verdade, existem padrões tóxicos cruzados, devidos à combinação da contaminação eletromagnética do 5G e da vacinação contra a gripe.

( 7 ) A vacina contra a gripe continha um antígeno que matou muitos idosos—certamente com o fim de reduzir a população idosa. ( 8 ) Devemos dizer a nossos governos que não pensem, nem de longe, forçar as pessoas a se vacinarem. Nem devem, sequer recomendar a vacinação. Isso, por um mínimo de prudência. ( 9 ) O único estudo para avaliar as vacinas contra a gripe e o corona vírus é um estudo do Pentágono em 2020 que constatou que a vacina aumenta os riscos de corona vírus em 38% dos casos.

( 10 ) Solicita-se à imprensa um esforço de responsabilidade que não foi visto até agora. A mídia se dedicou a um bombardeamento contínuo de informações sobre a pandemia sem se pesar nem a quantidade, nem a qualidade das informações. ( 11 ) A hidroxicloroquina tem se mostrado um medicamento seguro que tem dado os melhores resultados no tratamento desse vírus. ( 12 ) Essa pandemia trata-se de uma farsa nunca vista na história da medicina, nem da humanidade. […]

Médicos por la Verdad falam a verdade ao relatar que a pandemia da Covid-19 é uma farsa, vacina da gripe e 5G causam a doença, que testes, isolamento e máscaras fazem mal e que a cloroquina é a cura?

Nunca na história do Boatos.org tivemos um título tão extenso (longe de qualquer padrão jornalístico). Também pudera, o conteúdo em questão “vomita” diversas fake news em uma só. E, além de fazer um título imenso, cabe a nós apenas desmentir o que é dito pelos tais “Médicos por la Verdade”.

Antes de começar a pontuar item por item, vamos falar um pouco sobre que conhecemos do tal grupo. Na realidade, o tal “Médicos por la Verdad” é a reunião de diversos profissionais que, de acordo com sites de checagem na Espanha, têm se dedicado a criar conteúdo negacionista (e falso) sobre a Covid-19.

Uma das médicas, por exemplo, já criou um vídeo falando falsamente que os exames PCR não funcionam para detectar a Covid-19. Outra médica já lançou um conteúdo falso sobre máscaras. Ou seja: fizeram uma “seleção” de médicos que criaram conteúdo falso e criaram uma “coletiva” (que, na realidade, foi um pronunciamento gravado em vídeo).

É importante citar que sites espanhóis (antes mesmo da história chegar ao Brasil e fascinar negacionistas por aqui) também desmentiram as informações contidas no tal comunicado do “Médicos por la Verdad”. Você pode ler, em espanhol, dois desmentidos no site Maldita e no site Newtral.

Dito isso, vamos desmentir, ponto a ponto, as informações relatadas na mensagem que está viralizando por aqui. Em muitos casos, tratam-se de fake news já desmentidas no Boatos.org. Em outros, são informações falsas já refutadas por fontes oficiais, veículos de mídia e sites de checagem de informações:

1) O covid-19 é uma falsa pandemia criada com fins políticos. É uma ditadura mundial com a desculpa de saúde pública. As vítimas do corona vírus não superam em número às que morreram devido à gripe sazonal no ano passado na grande maioria dos países. Os protocolos médicos foram alterados em diversos países para exagerarem os resultados.

No mundo temos, hoje, mais de 18 milhões de casos confirmados da doença (sem contar a subnotificação) e quase 700 mil mortos. Falar que isso é uma farsa “criada” para controlar as pessoas é, no mínimo, algo sem lógica. Os números, de cara, desmentem os médicos.

Menos de sete meses após o anúncio da primeira morte pela doença no mundo, o número de vítimas por Covid-19 já superou a estimativa máxima do número anual de mortes por gripe no mundo. Não há provas de que protocolos foram alterados para inflar o número de mortes (temos alguns desmentidos sobre isso aqui, aqui e aqui). É importante citar que os números alarmantes se deram mesmo com medidas de isolamento social. Se não fizéssemos “nada”, com certeza teríamos um quadro muito mais desastroso.

2) O confinamento de pessoas sadias e o uso forçado de máscaras não tem qualquer base científica. A doença não tem um único padrão infeccioso, mas uma combinação deles. Na verdade, existem padrões tóxicos cruzados, devidos à combinação da contaminação eletromagnética do 5G e da vacinação contra a gripe.

Mais informações falsas. Como não há uma cura para a Covid-19 e não há, até o momento, vacina, a melhor forma de se proteger da doença é evitando se contaminar. Como o vírus é passado, principalmente, por gotículas de saliva, as máscaras e o isolamento têm efetividade. Ou seja, a tese sobre máscaras e isolamento é baseada em informações falsas já desmentidas, por exemplo, aqui e aqui.

O mesmo podemos falar do 5G e da vacina “causar a Covid-19”. Tratam-se de informações falsas que circulam na internet e que já foram desmentidas. Para mais detalhes, acessem links aqui e aqui, mas, basicamente, não existem quaisquer evidências científicas em fontes confiáveis que relacionem vacinas, 5G e coronavírus.

3) A vacina contra a gripe continha um antígeno que matou muitos idosos—certamente com o fim de reduzir a população idosa. Devemos dizer a nossos governos que não pensem, nem de longe, forçar as pessoas a se vacinarem. Nem devem, sequer recomendar a vacinação. Isso, por um mínimo de prudência. O único estudo para avaliar as vacinas contra a gripe e o corona vírus é um estudo do Pentágono em 2020 que constatou que a vacina aumenta os riscos de corona vírus em 38% dos casos.

Mais fake antigas. Essa história de redução populacional e vacinas é algo já desmentido algumas vezes no Boatos.org. É claro que devemos tomar a vacina da Covid-19 assim que ela for testada e confirmada como segura (é por isso que há uma demora). Por fim, o estudo citado é fake e já foi desmentido nos EUA.

4) Solicita-se à imprensa um esforço de responsabilidade que não foi visto até agora. A mídia se dedicou a um bombardeamento contínuo de informações sobre a pandemia sem se pesar nem a quantidade, nem a qualidade das informações. A hidroxicloroquina tem se mostrado um medicamento seguro que tem dado os melhores resultados no tratamento desse vírus. Essa pandemia trata-se de uma farsa nunca vista na história da medicina, nem da humanidade. […]

Vamos começar pelo “meio”. Como já falamos diversas vezes, não há qualquer comprovação de que a hidroxicloroquina cure a Covid-19 (já desmentimos isso diversas vezes aqui, aqui, aqui e aqui). Sobre a imprensa ter um esforço de responsabilidade, cá estamos. E, por isso mesmo, que estamos desmentindo esse monte de teses esdrúxulas.

Resumindo: ao contrário do que o nome sugere, o “Médicos por la Verdad” não fala a verdade sobre a Covid-19. As informações passadas pelo grupo e repassadas aqui no Brasil são um amontoado de fake news sobre a doença e não ajudam em nada no combate a ela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Faip9f
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet