Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > Pavel Vorobyov, Vernon Coleman e outros revelam farsa da vacina contra Covid-19 e da pandemia #boato

Pavel Vorobyov, Vernon Coleman e outros revelam farsa da vacina contra Covid-19 e da pandemia #boato

Pavel Vorobyov, Vernon Coleman e outros revelam farsa da vacina contra Covid-19 e da pandemia, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Vídeos mostram especialistas revelando a farsa das vacinas contra Covid-19 e da pandemia, que seriam experimentos genéticos

Nas últimas semanas, o número de fake news sobre a pandemia da Covid-19 e também sobre as vacinas contra a doença voltaram a crescer e a causar medo na população, uma vez que apresentam dados distorcidos e mentirosos sobre a situação.

Desde que a vacina bivalente, que protege contra a cepa original da Covid-19 e também contra a variante ômicron, foi lançada no mercado, diversas histórias falsas apontam sobre os malefícios e os problemas que o imunizante poderia causar.

Exemplo disso é a história de hoje. De acordo com uma publicação que está sendo compartilhada por aí, a pandemia da Covid-19 seria puramente política e não existiriam vacinas reais contra a doença. Segundo o vídeo que acompanha a publicação, as vacinas seriam vírus geneticamente modificados que estariam sendo injetados nas pessoas de forma experimental e que causariam a alteração do DNA. Ainda segundo a história, o objetivo da vacina, na verdade, seria o controle e a redução da população mundial. E por fim, ainda de acordo com a história, as vacinas não seriam seguras, uma vez que os testes para comprovar a segurança de um imunizante demoram cerca de 3 a 5 anos para ficarem prontos. Confira:

Vídeo: é falso que Lula foi flagrado beijando Suzanne von Richtofhen

“1) Pavel Vorobyov, Doutor em Ciências Médicas, professor, Chefe do Departamento de Hematologia e Geriatria em Moscou: “A vacinação contra o covid é um disparate do início ao fim. Hoje se conhecem vários milhares de mutações desse vírus, então que tipo de vacina dar? A situação com o covid é pura política. Francamente, não ouvi falar de nenhuma vacina real contra o covid. Sei que existem vírus geneticamente modificados, que são injetados nas pessoas sob o pretexto da proteção contra o covid. Tais experiências nunca foram realizadas em seres humanos antes… Isto pode mudar o DNA de uma pessoa. E é por isso que estas assim chamadas vacinas anti-covid não têm nada a ver com as vacinas! Embora tenham sido registradas, ninguém sabe como e por quê. Como é possível registrar um vírus? Eu realmente não sei. Além disso, tais vacinas estão sendo testadas nas pessoas praticamente de maneira obrigatória. Sabe, na história mundial, também houve testes de bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki. E estas vacinas anti-covid são basicamente a mesma coisa. Trata-se da destruição em massa de pessoas”. 2) Dr. Vernon Coleman, médico, Inglaterra: “Os especialistas mostram que os vacinados serão os que mais ameaçarão a humanidade. Eles representarão uma grande ameaça para qualquer pessoa que tenha sido vacinada, mas também para qualquer pessoa que não tenha sido vacinada… Os corpos das pessoas vacinadas estão se tornando laboratórios que produzem vírus letais”.  3) Prof. Dr. Alexander Alekséyevich Redko, presidente da Associação Profissional dos Trabalhadores da Saúde de São Petersburgo: “Só se pode vacinar contra infecções estáveis: varíola, raiva… Você dá a injeção a uma pessoa e ela adquire imunidade por toda a vida. Mas se o vírus muda e é completamente diferente a cada seis meses, por que correr o risco e participar de algum tipo de experimento com humanos?” 

4) O advogado Reiner Fuellmich é iniciador dos segundos Tribunais de Nuremberg em relação ao escândalo do covid-19. Adverte: “Esta coronacrise deve ser renomeada como ‘coronaescândalo’ que, entretanto, desembocou provavelmente no maior crime contra a humanidade jamais perpetrado. Isto não tem nada a ver com a saúde. O principal objetivo é o controle e, muito provavelmente, também o que faz parte do great reset: a redução da população. … Isto não é uma vacinação. O que está sendo feito é uma terapia genética experimental.” Portanto, trata-se realmente de crimes de lesa humanidade. 5) O especialista financeiro e misterioso filantropo Jacques Attali afirmou: “O futuro consistirá em encontrar a forma de reduzir a população… Naturalmente, não poderemos executar pessoas nem estabelecer campos. Encontraremos ou causaremos algo, uma pandemia; e os fracos e os medrosos sucumbirão. Vamos livrar-nos deles fazendo-os acreditar que é para seu próprio bem. Os estúpidos acreditarão e pedirão o tratamento. Nós nos asseguraremos de que o tratamento esteja disponível e acessível, um tratamento que seja a solução. Então, a seleção dos idiotas far-se-á por si só: eles irão para o matadouro por conta própria”. Brzezinski e outros fizeram declarações semelhantes. 6) O falso profeta do Apocalipse, que atualmente é o pseudo-papa Bergoglio, negou o primeiro mandamento do Decálogo ao entronizar o demônio Pachamama no Vaticano (2019). O primeiro mandamento, porém, é o fundamento da fé bíblica e salvadora! Ao promover a legalização das uniões sodomitas (2020), Bergoglio derruba todos os princípios morais básicos. Com o slogan “vacinação para todos”, Bergoglio promove o atual experimento de massa em humanos que leva ao genocídio da humanidade. Esta vacinação, de caráter obrigatório, também está sendo imposta pelo pseudo-patriarca Kirill de Moscou, e até mesmo aos monges, sob pena de serem expulsos do mosteiro. Ambos os líderes religiosos, embora ignorantes em medicina, acusam absurdamente a maioria da população saudável de ser irresponsável por não ter aceitado a propaganda falaciosa e ter rejeitado a vacinação perigosa.

Comentários adicionais dos especialistas: 7) Dr.a Galina Borisovna Kirillicheva (em 2010): “O pior que pode acontecer é que as vacinas tornem-se um meio de destruição em massa… Atualmente a ciência está desenvolvendo as nanovacinas que contêm nanochips. Todo o mundo deve sabê-lo e devemos impedi-lo!” Em 2021: “Estão preparando a vacinação contra o covid… Alguns falam da possibilidade de vacinar as crianças. Isso é verdadeiramente absurdo e, francamente, é um crime.” Podemos imaginar os estragos causados pela vacinação em massa que elimina a população resistente.” Damos vacinas a pessoas saudáveis, a crianças saudáveis. E, como a pesquisa mais recente demonstrou, dar uma vacina a uma pessoa saudável traz terríveis consequências negativas para seu corpo.” Sim, as vacinas são realmente muito prejudiciais.” Este é um verdadeiro crime e devemos lutar contra ele, escrever, falar…” 8) Prof. Alexander Borisovich Poletayev (2 de Fevereiro de 2021 assistiu a uma conferência contra as vacinas e morreu repentinamente em 6 de Março de 2021) «Como está indicado em nossa Constituição, não se deve nem se pode impor uma vacinação obrigatória. Se alguém, na televisão, nos diz que a vacina é absolutamente segura, isso é uma completa bobagem. Pode-se fabricar uma vacina em poucos meses, mas demora um mínimo de 3 a 5 anos para provar sua eficácia. Não é possível arrear as pessoas como uma manada de ovelhas e obrigá-las a vacinar-se estalando o chicote até que se resolva a questão de quem assumirá a responsabilidade. A produção de vacinas e sua distribuição traz uma grande quantidade de dinheiro, nada menos que o narcotráfico. Quando há muito dinheiro em jogo, a consciência, às vezes, é deixada de lado”. 9) Prof. Alexander Alekséyevich Redko Todos devem decidir por si mesmos, mas tem que ser um consentimento informado de acordo com o Código de Nuremberg. Por favor, me deem a informação sobre a composição da vacina. — Nós lhe daremos parte dela, a outra parte é um segredo comercial. E por que deveriam injetar-me esse segredo comercial? lógica do profissional médico nos diz: se um vírus muda, não pode haver uma vacina inofensiva contra ele!

Pavel Vorobyov, Vernon Coleman e outros revelam farsa da vacina contra Covid-19 e da pandemia?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial. no Twitter e agitou os grupos antivacina. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da falta de provas e pela repetição de fake news que já foram desmentidas.

Ao analisar a história, percebemos se tratar de uma repetição de fake news que já foram desmentidas pela equipe do Boatos.org. A primeira teoria da história de hoje é a de que a Covid-19 não existe. Como já explicamos por aqui, não existem provas disso. Muito pelo contrário, as provas mostram que o vírus e a doença são reais (com sintomas reais e com mortes reais).

A segunda teoria defendida pela história de hoje é que as vacinas podem alterar o DNA das pessoas. Assim como mostramos em nosso desmentido, as vacinas utilizam tecnologias que já são amplamente conhecidas e apenas ensinam o organismo a combater o vírus de uma forma segura. Os imunizantes não são capazes de atuar no DNA humano.

A terceira teoria da história de hoje é que as vacinas estão sendo usadas para matar a população. Como já foi explicado por aqui, a Covid-19 representa um risco imensamente maior à saúde do que a vacina. De acordo com os dados de pesquisas científicas, a chance de ser internado por Covid-19 é 257 vezes maior do que desenvolver uma reação grave à vacina.

A quarta teoria é a de que as pessoas vacinas representam um risco às pessoas que não se vacinaram contra a Covid-19. Isso não existe. Já explicamos por aqui que, na verdade, quem representa um perigo para a sociedade são as pessoas que podem, mas insistem em não se vacinar, porque colocam em risco pessoas que não podem se imunizar e pessoas de grupos de risco. Além de colaborarem para o desenvolvimento de novas variantes do vírus.

A quinta teoria é a de que a OMS seria julgada em Nuremberg por crimes contra a humanidade. Em 2021, a equipe do Boatos.org desmentiu essa informação, mostrando que a história se sustenta em uma teoria maluca sem pé nem cabeça e em um documento sem nenhuma validade.

A sexta teoria é a de que a vacina foi criada para reduzir a população mundial. Assim como já explicamos por aqui, essa história é antiga no mundo dos grupos antivacina. E o mais importante: não existem provas disso (até porque, se isso fosse verdade, teríamos milhares de mortes todos os anos – o que não acontece).

A sétima teoria aponta que o papa estaria auxiliando na exterminação da população ao recomendar o uso da vacina. Como já denunciamos aqui, isso é mentira. Desde que o papa Francisco assumiu o cargo, ele vem sendo perseguido com histórias falsas. Além disso, as vacinas são comprovadamente seguras e toda essa história envolvendo Francisco surgiu a partir de teorias conspiratórias.

A oitava teoria aponta para a existência de nanochips nas vacinas. Já alertamos aqui no Boatos.org que essa história é antiga e já circulou em outras fake news sobre vacinas. A verdade é que não existem nanochips nas vacinas e nenhuma das acusações sobre o assunto apresentam provas.

A nona teoria presente na história de hoje indica que as vacinas foram disponibilizadas sem testes. Assim como já explicamos, além das vacinas passarem por estudos rigorosos com diversos testes em todas as suas etapas, todos esses estudos são avaliados por agências reguladoras antes de serem disponibilizadas à população.

A décima teoria apontada na história de hoje afirma que as vacinas não protegem contra à Covid-19. Assim como já desmentimos por aqui, essa é uma história antiga e não é verdade. As vacinas auxiliam a proteger contra os casos graves da Covid-19, diminuindo drasticamente as internações e as mortes pela doença.

Sobre as pessoas que são citadas na história de hoje, algumas delas não transmitem nenhuma confiança e outras foram vítimas de fake news. Pavel Vorobyov é um médico russo, entretanto, contribui com a desinformação há algum tempo. Histórias compartilhadas por ele já foram desmentidas pela Unicef, pela USAID e pela Media Net (Centro Internacional para o Jornalismo).

Vernon Coleman é um clínico geral conhecido mundialmente por defender teorias conspiracionistas e por ser um ativista anti-vacina. Ele já se envolveu em diversas polêmicas sobre o assunto ao longo de sua vida e apenas compartilha ideias contra a Ciência.

Alexander Redko é doutor em ciências médicas e suas falas foram retiradas de contexto, como mostra um serviço de checagem da Ucrânia. Na ocasião, ele falava sobre a vacina russa Sputnik V, mas ao recortar a fala, parece que Redko está falando sobre todas as vacinas.

Já o escritor Jacques Attali teve trechos de seu livro retirados de contexto. Algumas partes, inclusive, foram mal-traduzidas para dar a entender algo que não era verdade.

Já outros nomes foram citados em uma fake news desmentida aqui no Boatos.org. Alguns cientistas tiveram frases e trechos retirados de contexto, enquanto outros já foram acusados de distorcer propositalmente estudos científicos para chegar em um determinado resultado.

Em resumo: a história que diz que Pavel Vorobyov, Vernon Coleman e outras pessoas teriam revelado a farsa da vacina contra Covid-19 e da pandemia é falsa! A história de hoje apenas faz um apanhado de diversas fake news que já foram desmentidas tanto no Boatos.org quanto em outros serviços de checagem. Além disso, as pessoas citadas na história ou tiveram suas falas retiradas de contexto ou não apresentam nenhuma credibilidade. Ou seja, a história de hoje é apenas mais do mesmo feito pelas mesmas pessoas.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 9275-5610

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/41sX0QS
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso