“Mundo dos negacionistas” tem “revolução contra vacinas no Cazaquistão”, “seguro não pago na França” e “fim da pandemia na Espanha”

Neste A Semana em Fakes, Edgard Matsuki, editor do Boatos.org, relembra as notícias falsas internacionais que ajudam a “desenhar o mundo do negacionismo”.

Não é de hoje que notícias falsas sobre “coisas que aconteceram no exterior” são vastas na internet. Isso, aliás, não é exclusividade da desinformação sobre a pandemia. Porém, um movimento que voltou a ganhar força nos últimos dias nos chamou atenção e merece ser citado.

Notícias falsas sobre supostas situações que teriam ocorrido em outros países e serviriam como exemplo de “como deveríamos nos comportar por aqui” em relação a pandemia foram constantes nos últimos dias. Dentre tantas, resolvemos destacar três.

Uma delas mostrava imagens das manifestações violentas que tomam conta do Cazaquistão (país do leste europeu) junto com informações falsas de que os protestos foram motivados porque o “povo acordou” e se revoltou contra o passaporte vacinal. Além de a mensagem ter um tom negacionista e incitar a violência, ela é falsa. Os protestos no país são de caráter político e tiveram como estopim o aumento nos combustíveis.

Outra história falsa vem da França e visa causar o pânico em relação a vacinas. Se espalhou na internet uma história bizarra de um “idoso rico” que morreu por conta das vacinas aponta que o seguro se negou a pagar uma indenização porque considerava a vacinação como “suicídio”. Obviamente, o conteúdo antivacinas é só uma fake news para assustar os menos informados. O caso não ocorreu e as regras do país preveem, sim, a indenização em questão.

Por fim, há uma história vinda da Espanha: uma distorção de uma fala de autoridades do país aponta que a “pandemia havia acabado”. Além da mensagem ser falsa, ela é de tom imprudente. Afinal, nem aqui, nem na Espanha a pandemia, pelo menos por enquanto, acabou.

Esse movimento só nos faz deixar um pedido. Como nem sempre é possível entender o contexto em que se dá situações no exterior, é preciso ter cuidado redobrado com informações que surgem sobre outros países. Aquela informação bombástica que vem de fora pode ser distorcida ou falsa para (como nos casos citados) atender a segundas intenções.

Trends da semana

Palavras mais buscadas no Boatos.org nos últimos dias

  1. O México conseguiu (Confira detalhes aqui)
  2. Anvisa (Confira detalhes aqui)
  3. Ankole (Confira detalhes aqui)
  4. Preço gasolina RLAM (Confira detalhes aqui)
  5. Lula (Confira detalhes aqui)
  6. Vacina (Confira detalhes aqui)
  7. Pfizer (Confira detalhes aqui)
  8. Cazaquistão (Confira detalhes aqui)
  9. Robert malone (Confira detalhes aqui)
  10. Venezuela (Confira detalhes aqui)

Os desmentidos mais lidos do Boatos.org nos últimos dias

  1. Lula foi flagrado em uma lancha de nome Lulalu (Confira detalhes aqui)
  2. México conseguiu é um vírus que vai invadir seu celular (Confira detalhes aqui)
  3. Anvisa alerta que vacinas causam ataque cardíaco (Confira detalhes aqui)
  4. Presidente do Chile é flagrado drogado (Confira detalhes aqui)
  5. Dra. alerta sobre vacinas contra Covid-19 (Confira detalhes aqui)

Destaques nas redes sociais

Edgard Matsuki é editor do site Boatos.org, site que já desmentiu mais de 7 mil notícias falsas

Desde o início de 2021, o Boatos.org promove a seção “A Semana em Fakes”, com análises sobre assuntos relacionados a fake news. O conteúdo é aberto para republicação em veículos de mídia. No momento, publicamos o conteúdo no Jorn., Portal MetrópolesPortal T5, Conexão Marília e O Anhanguera (caso tenha interesse, entre em contato com o Boatos.org para saber as condições). Para ver todos os textos da seção, clique aqui.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet