Carlos Alberto Decotelli, ministro da Educação, chamou Miriam Leitão de “Miriam Leitoa” #boato

Boato – O novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, já fez uma publicação no Twitter debochando da jornalista Miriam Leitão. Ele a chamou de “Miriam Leitoa”.

A troca no Ministério da Educação tem gerado diversas informações falsas na internet. Na semana passada, tivemos que desmentir alguns boatos que falavam do ex-ministro Abraham Weintraub (leia aqui, aqui e aqui). Hoje, vamos falar de uma história envolvendo o novo ministro, Carlos Alberto Decotelli.

De acordo com prints que circulam na internet, Carlos Alberto Decotelli já fez declarações misóginas e com apologia à tortura no Twitter. A prova seria um post no qual ele teria chamado a jornalista Miriam Leitão (que foi torturada durante a ditadura) de “Miriam Leitoa”. Leia duas versões da história que circula online:

Versão 1: MISOGINIA E APOLOGIA A TORTURA! Carlos Alberto Decotelli fez postagem com alusão ao uso de uma cobra por oficiais do exército na sessão de tortura contra Miriam Leitão. Além disto, o novo ministro chama a jornalista de “Miriam Leitoa”. Eis o nível da canalhice do novo ministro de educação do governo Bolsonaro!

Versão 2: Todos conhecem o depoimento da jornalista Miriam Leitão. Durante a ditadura, ela foi presa grávida e colocada em uma cela junto com uma cobra jiboia. Não é preciso dizer mais nada. Recentemente, o senhor Carlos Alberto Decotelli não gostou de alguma coisa que Miriam escreveu. E postou (mantenho a pontuação e a acentuação originais): “Miriam Leitoa é muito patética essa senhora tem que ser interditada. Acho que a Jibóia afetou seus neurônios.” É uma declaração semelhante à de jair bolsonaro, quando elogiou o coronel brilhante ulstra, fazendo brincadeira com as torturas que praticava. Carlos Alberto Decotelli acaba de ser nomeado ministro da Educação. Dá nojo.

Carlos Alberto Decotelli, ministro da Educação, chamou Miriam Leitão de “Miriam Leitoa”?

As mensagens com os supostos prints se espalharam com muita força na internet. Mas será mesmo verdade que o novo ministro da Educação Carlos Alberto Decotelli fez as tais publicações (um tanto quanto deselegantes) sobre Miriam Leitão? A resposta é não.

O que não falta na internet são fake news relacionadas a supostos tuítes de autoridades. Em alguns casos (como aqui, aqui e aqui), tratavam-se de montagens. Em outros casos tratavam-se de perfis falsos (aqui, aqui e aqui). No caso da história de hoje, temos um caso de perfil fake.

A solução está, justamente, em uma publicação (essa, sim, verdadeira) do Ministério da Educação. Via Twitter, a pasta apontou que o ministro Carlos Alberto Decotelli não tem perfil no Twitter. “O Ministério da Educação informa que o novo ministro da pasta, Carlos Alberto Decotelli, não possui perfil na rede social Twitter. Todas as contas registradas com o nome do ministro são, portanto, falsas”, disse a mensagem.

Resumindo: a história que aponta que o ministro da Educação Carlos Alberto Decotelli fez publicações ofensivas à jornalista Miriam Leitão no Twitter. O perfil em questão é fake e o próprio MEC esclareceu isso.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)