Weintraub foi nomeado por Trump no Banco Mundial e terá acesso a dados bancários de corruptos #boato

Boato – Em uma jogada de mestre, Donald Trump nomeou Abraham Weintraub no Banco Mundial para ex-ministro da Educação ter acesso a todas as transações de corruptos no Brasil.

A saída de Abraham Weintraub do ministério da Educação e a indicação dele para assumir um cargo no Banco Mundial ainda tem gerado informações falsas na internet. A última delas aponta para uma suposta “jogada de mestre” do presidente dos Estados Unidos Donald Trump (e, claro, de Jair Bolsonaro).

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): https://bit.ly/3cDxFZE

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Um texto de caráter ufanista (bem típico desse tipo de fake news) aponta que Abraham Weintraub foi indicado pelo presidente dos Estados Unidos para ocupar um cargo no Banco Mundial. Mais do que isso: a mensagem aponta, ainda, que Weintraub estaria em um cargo que tem informações privilegiadas de movimentações bancárias e que usaria o cargo para “pegar corruptos” no Brasil. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo:

UM PESADELO CHAMADO WEINTRAUB O golpe do mestre Jair: Se muitos desejavam a saída do ministro da educação de sua pasta, agora lamentam profundamente. O ex-ministro foi nomeado pelo Presidente DONALD TRUMP como diretor executivo do Banco Mundial, em especial, na gerência financeira da América Latina. *Problemas:*

1) há verbas em educação, universidades e projetos culturais de música, artes e TV que vêm do Banco Mundial. 2) o Banco Mundial tem acesso à todo sistema financeiro e bancos no mundo. Qualquer lavagem de dinheiro ou transferências ilícitas, são facilmente detectadas pelo seu eficiente monitoramento cibernético. Aperfeiçoado depois do 11 de Setembro. 3) todos os serviços de inteligência militar e policial de quase todos os países trabalham em harmonia e paralelismo com o banco Mundial. Inclusive eles monitoram a COAF e Receita Federal. Deu pra imaginar?

Se Weintraub agora terá a chave dos segredos. Vai poder monitorar todos aqueles que tiveram laranjas nas suas empresas, ou negociações dúbias, quanto a transparência financeira. Lula e seus filhos, juntos aos governadores e prefeitos corruptos. Um golpe de mestre. O presidente Bolsonaro deu o xeque-mate. O xerife Trump deu o game-over na América Latina com Weintraub.

Weintraub foi nomeado por Trump no Banco Mundial e terá acesso a dados bancários de corruptos?

A mensagem se espalhou com muita força na internet, principalmente em grupos bolsonaristas no WhatsApp. Mas será mesmo que a informação que aponta que Abraham Weintraub foi nomeado por Donald Trump para o Banco Mundial e que, com o cargo, poderá investigar “corruptos no Brasil”? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Já, de cara, a mensagem nos chamou atenção por conta das características. Ela é vaga, alarmista, com erros de português e não cita qualquer confiável que corrobore com a informação. Só faltou o pedido de compartilhamento para fechar o “pacote completo”. Já desconfiados, resolvemos buscar por mais detalhes em relação ao assunto. Logo descobrimos que as informações não procedem.

A primeira delas é a que aponta que Donald Trump “indicou” Weintraub para o Banco Mundial. Essa informação não procede. O ex-ministro da Educação, que deve presidir um grupo de nove países (Brasil e outras economias menores), foi indicado pelo governo brasileiro (que possui o poder de fazer a indicação para o cargo).

Ao contrário do que o texto sugere, Trump não tem o poder de indicar nomes para as representações de outros países no Banco Mundial. Ele tem o poder, como era de se imaginar, de indicar o representante do seu país.

A segunda informação que não procede é a que aponta que Weintraub vai poder “investigar” a corrupção. Ao contrário do que diz a mensagem, o Banco Mundial não tem acesso a “todas transações bancárias” do mundo. Isso é protegido pelo sigilo bancário e apenas uma autorização da justiça poderia quebrá-lo. Qualquer prática de espionagem sem autorização da justiça não seria nada mais do que arapongagem.

Como aponta essa publicação, o Banco Mundial é uma agência mundial que tem como objetivo criar ações e mecanismos de financiamentos para combater a pobreza no mundo. Não tem nada de “órgão fiscalizador” em suas atribuições.

Vale dizer que há um “detalhe” que mostra o absurdo da mensagem. Se, de fato, o Banco Mundial tivesse poder de fiscalizar a corrupção mundial e Bolsonaro tivesse a intenção de “pegar esses corruptos”, porque a indicação do “super Weintraub” só surgiu agora? Não seria melhor já ter indicado antes para “acabar com a mamata”?

Resumindo: a mensagem que circula online e aponta que Trump indicou Weintraub para investigar a corrupção no Brasil não só é falsa como também é absurda. Não passa de mais um boato que insiste em circular no WhatsApp.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2CZjkqO

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)