Adélio Bispo de Oliveira foi espancado no presídio e quase morreu #boato

Boato – Adélio Bispo de Oliveira, homem acusado de esfaquear Jair Bolsonaro (PSL), foi espancando por outros presos na cadeia e quase morreu.

Existem algumas fake news que sempre circulam quando acontece algum fato impactante. Uma delas é a teoria da conspiração que começa com “o escândalo que todo mundo suspeitava” (por sinal, já desmentimos a versão Bolsonaro aqui). Outra é a história do “homem espancado na prisão”.

De acordo com uma mensagem que começou a viralizar no WhatsApp e no Facebook, Adélio Bispo de Oliveira apanhou dos outros presos no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (CERESP) e quase morreu. O texto, que ao final, tem um link para um site “daqueles”, aponta que os outros presos falaram que deram a surra “a mando de Deus” e é acompanhado de imagens dele ferido. Leia o texto que circula online:

OS PRESOS JÁ DERAM AS BOAS VINDAS PARA O ESFAQUEADOR PETISTA NO PRESÍDIO!!!! *Homem que esfaqueou Bolsonaro é espancado no presídio e quase morre!* Homem que esfaqueou Bolsonaro durante campanha na tarde da última quinta-feira (06) é brutalmente espancado ao chegar no presídio. Segundo informações, Adelio Bispo de Oliveira foi brutalmente espancado por outros detentos, no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (CERESP), Gameleira – Belo Horizonte Mg. […]

Os detentos disseram ter dado a surra no homem “a mando de Deus”. O homem que esfaqueou o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), Adelio Bispo de Oliveira, foi indiciado na Lei de Segurança Nacional, segundo a Polícia Federal. A pena para esse tipo de crime é de reclusão de 3 a 10 anos, podendo ser aumentada em até o dobro, se o fato resultar em lesão corporal grave; e até o triplo se resultar em morte.[…]

Adélio Bispo de Oliveira foi espancado no presídio e quase morreu?

Não demorou muito para a história começar a aparecer na internet. Mas será mesmo que a informação que aponta que Adélio Bispo de Oliveira foi espancado no presídio e quase morreu é real? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Ao ver o link no final da matéria, já percebemos de que se trata de uma notícia falsa. O site já é figurinha carimbada nos nossos desmentidos. Os “donos” (ou “o dono”) já haviam lançado duas notícias falsas após o ataque a Bolsonaro em sites “parceiros”: a de que Adélio Bispo de Oliveira recebeu R$ 350 mil e a que Maria do Rosário pagou os advogados do acusado.

Do mesmo site que publicou a informação do espancamento surgiram as informações (desmentidas no Boatos.org) sobre o caminhoneiro que se matou após receber uma multa do governo, do brasileiro que foi espancado na Rússia e outras. Ou seja, a fonte não é das mais confiáveis mesmo. Junte isso ao fato do texto que circula online ter as principais características de um boato online (coisa que os autores dessa fake news já sabem de cor) e as desconfianças aumentam.

Com isso em mente, fomos checar a informação sobre como está Adélio Bispo de Oliveira. Não há em nenhuma fonte confiável a informação de que ele foi espancando na cadeia. Aliás, o homem que esfaqueou Bolsonaro sequer ficou preso em Belo Horizonte (MG) (como aponta o texto). Depois de ser detido em Juiz de Fora (MG), ele foi transferido para o presídio federal de Campo Grande (MS).

Por fim, a foto do homem com as costas feridas. Ela não tem nada a ver com Adélio Bispo de Oliveira. Ela é de um homem de Cuiabá (MT) que teria sido espancado pela esposa e foi retirada desta reportagem do programa Comando Geral, apresentado pela TV Cuiabá (filiada da Rede Brasil) e datada de 2010.

Resumindo: a história que aponta que Adélio Bispo de Oliveira, homem que esfaqueou Jair Bolsonaro, foi espancado na prisão é falsa. A história surgiu em um site de fake news, cita informações que não representam a realidade (como o “local da agressão”) e a foto é de outra situação, de 2010. Ou seja, é mais um boato que circula online.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

2 comentários em “Adélio Bispo de Oliveira foi espancado no presídio e quase morreu #boato

  • 09/09/2018 em 15:16
    Permalink

    Coitado ,não vão chamar os direitos desumanos e a ONU Lixo pra defender ele ????????

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)