Vacinação universal é anulada por Supremo Tribunal dos Estados Unidos #boato

Boato – O Supremo Tribunal dos Estados Unidos determinou o fim da vacinação universal contra a Covid-19. Agora, os responsáveis pelas vacinas irão para o Tribunal de Nuremberg.

Estamos em uma fase da pandemia em que, apesar dos números chocantes de mortes (não podemos nos conformar com 250 pessoas morrendo por dia por causa de um vírus), o debate público sobre o assunto arrefeceu.

O que, como apontamos no último A Semana em Fakes, ainda existe é uma série de notícias falsas antigas sobre a pandemia insistindo em circular. A de hoje fala sobre uma suposta decisão do “Supremo Tribunal dos Estados Unidos”.

De acordo com o texto que circula por aí, o Supremo Tribunal dos Estados Unidos decidiu pelo fim da vacinação universal contra a Covid-19. Mais do isso, o Tribunal apontou que os responsáveis pela vacina serão levados ao Tribunal de Nuremberg. Leia o texto que circula por aí:

VACINA UNIVERSAL FOI ANULADA Uma grande vitória para a liberdade, a Suprema Corte dos EUA anulou a vacinação universal. Os especialistas em doenças infecciosas dos EUA Bill Gates, Antoni Fauci e Big Pharma perderam um processo da Suprema Corte dos EUA por não provarem que todas as suas vacinas nos últimos 32 anos eram seguras para a saúde do cidadão!

A ação foi movida por um grupo de cientistas liderados pelo senador Robert F. Kennedy Jr., que disse: “A nova vacina contra a Covid deve ser evitada a todo custo. Ele chamou urgentemente sua atenção para questões importantes relacionadas à próxima vacinação contra o Covid-19.

Pela primeira vez na história da vacinação, as chamadas vacinas de mRNA de próxima geração interferem diretamente no material genético do paciente e, portanto, alteram o material genético individual, que é a manipulação genética, o que já era proibido e anteriormente considerado crime no Tratado de Nuremberg de 1945. A vacina COVID Sars 2 não é uma vacina tradicional. O que sempre foi uma vacina?

Era sempre o próprio patógeno, um micróbio ou vírus que era atenuado, ou seja, enfraquecido, e introduzido no corpo para produzir anticorpos. Faz parte do mais novo grupo de mRNAs (Ácido Ribonucleico Mensageiro). Uma vez dentro de uma célula humana, o mRNA reprograma o RNA da célula, que por sua vez reprograma o DNA normal da célula, que começa a produzir outra proteína. Ou seja, não tem nenhuma semelhança com as vacinas tradicionais porque é uma ferramenta de influência genética!

Como resultado de vacinações de mRNA sem precedentes, os vacinados não poderão mais continuar tratando os sintomas da vacina. As pessoas vacinadas terão que aceitar as consequências, pois não podem mais ser curadas simplesmente removendo toxinas do corpo humano, como uma pessoa com um defeito genético como síndrome de Down, síndrome de Klinefelter, síndrome de Turner, genética de insuficiência cardíaca, hemofilia, fibrose cística, síndrome de Rett, etc.), porque o defeito genético é eterno!

Isso significa claramente: se um sintoma de vacinação se desenvolver após a vacinação com mRNA, nenhum terapeuta poderá ajudar, pois os danos causados ​​por esse tipo de vacinação serão geneticamente irreversíveis.

BRAVO ROBERT KENNEDY JR. GRANDE NOTÍCIA O SUPREMO TRIBUNAL DOS ESTADOS UNIDOS VACINAÇÃO UNIVERSAL ANULADA Desta forma, todos os países do mundo, as organizações civis e todos nós que lutamos contra este VENENO MORTAL Agora temos uma sentença REAL que apoia o quão prejudicial é essa chamada vacina mortal. Assim como as vacinas que utilizaram nos últimos 33 anos, onde não conseguiram demonstrar sua eficácia.
Esta VACINA DA MORTE viola o tratado de NUREMBERG de 1945 PROIBIÇÃO DE MANIPULAÇÃO GENÉTICA que estes contivessem mRNA que alteram o DNA humano e agora sejam TRANS-HUMANOS COMPARTILHE ESTA INFORMAÇÃO VALIOSA!

Vacinação universal é anulada por Supremo Tribunal dos Estados Unidos?

Infelizmente, esse tipo de história continua sendo compartilhada e continua desmotivando a vacinação mundo afora. Porém, aqui estamos para apontar que se trata de uma fake news. Mais do isso, uma fake news velha. Relembre o que escrevemos sobre o assunto:

Para começar, a mensagem não só tem características de boatos online (como ser alarmista, com erros de português e não citar fontes confiáveis) como também cita informações falsas já desmentidas aqui no Boatos.org. Uma delas é a tese falsa (e batida) de que as vacinas mRNA alterariam o DNA das pessoas. Já desmentimos isso em algumas oportunidades (como aqui, aqui e aqui).

Ao buscar sobre a suposta decisão da Suprema Corte norte-americana (que seria um contrassenso), nada encontramos. Ao contrário, ao buscar sobre o assunto em francês, achamos desmentidos. Um da AFP e outro do serviço Verificat.

Ambos desmentiram que qualquer decisão da Suprema Corte apontava para proibição da vacinação universal da Covid-19. Além disso, a AFP ressaltou que são os estados que definem sobre a vacinação no país (e não a Suprema Corte ou o governo dos EUA) e a Verificat ressaltou que as acusações contra as vacinas mRNA são falsas.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que o Supremo Tribunal dos Estados Unidos suspendeu a vacinação universal e ainda denunciou os responsáveis para o Tribunal de Nuremberg.  Trata-se de uma fake news que já desmentimos outrora aqui.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet