Lula é proibido de deixar o Brasil em novembro de 2022 #boato

Boato – A senadora eleita Bia Kicis anunciou em novembro de 2022 que Lula foi proibido de deixar o Brasil por um juiz do Distrito Federal.

Nesta semana, Lula fez a sua primeira viagem internacional após vencer as eleições no Brasil. No Egito, ele foi convidado para a COP 27 e deve discursar nesta quarta-feira (16). Em meio a isso, um vídeo “bomba” está circulando online.

Nas imagens, a senadora eleita Bia Kicis (aliada de Bolsonaro) anuncia que Lula foi impedido de deixar o país. No vídeo, ela diz que a Justiça Federal do Distrito Federal determinou a apreensão do passaporte do presidente eleito. Leia o lettering que consta na mensagem:

Preste atenção nesse vídeo. Olha o que aconteceu com Lula curta é comenta. Lula proibido de deixar o país. Bia Kicis. Juiz do DF determina apreensão de seu passaporte.

Lula foi proibido de deixar o país em novembro de 2022?

A história circulou com todas as forças na internet e gerou comemorações por conta de quem não nutre simpatia por Lula. Porém, é falsa a informação que aponta para a proibição em novembro de 2022.

Na realidade, o vídeo de Bia Kicis é antigo. Mais do que isso, ele já foi utilizado em outra fake news desmentida pelo Boatos.org (desta vez, de 2021). Como o desmentido de outrora vale para hoje, relembre o que escrevemos:

O histórico recente de informações falsas de problemas de Lula com a Justiça já chama atenção e nos deixa desconfiados. Desde quando uma ativista de direita da Espanha fez acusações sem nenhuma prova (e com a anuência de alguns veículos de mídia) de que Lula e o PT teriam ligação com o narcotráfico, uma enxurrada de informações falsas sobre “algo que aconteceu com Lula” surgiu.

Depois da “denúncia inicial”, já desmentimos histórias falsas que apontavam que a Interpol estava investigando Lula, que ele havia sido acusado como traficante nos EUA, que havia desistido de ser candidato em 2022, que iria voltar para a prisão imediatamente e que estava tentando fugir para a Venezuela.

Assim como nos casos anteriores, a informação sobre apreensão do passaporte em novembro de 2021 é falsa. Ao buscar pelo assunto em fontes confiáveis, nada encontramos. Vamos raciocinar: se a história fosse real, com certeza teria virado notícia (quiçá manchete) nos principais veículos de mídia do Brasil.

Ao analisar o vídeo da Bia Kicis, vimos que ela fala em viagem para Etiópia. Foi aí que descobrimos que a apreensão do passaporte e a fala da deputada não são recentes. A apreensão do passaporte ocorreu em 25 janeiro de 2018. A decisão foi do juiz Ricardo Leite, da Justiça Federal do DF. Foi no mesmo dia que a hoje deputada publicou o vídeo. 

A decisão durou por uma semana. O juiz Bruno Apolinário do TRF-1 decidiu que o passaporte deveria ser devolvido ao ex-presidente no dia 2 de fevereiro de 2018. Ou seja: a decisão foi revertida dias depois da gravação do vídeo.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que Lula foi proibido de deixar o país em novembro de 2022. O vídeo de Bia Kicis é antigo e trata de uma decisão da primeira instância de 2018 que acabou sendo derrubada posteriormente.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet