Hacker invadiu telefone de Alexandre de Moraes, que está sendo investigado pela FFAA #boato

Boato – Um hacker invadiu o telefone celular de Alexandre de Moraes e descobriu que o ministro do STF recebeu R$ 60 milhões do PT. Agora, FFAA está o investigando.

Infelizmente, há muitas fake news que não se encerram após o primeiro desmentido (seria ótimo se as pessoas tivessem bom senso para pararem de mentir a partir do momento em que fossem desmentidas). Isso ocorreu na história de hoje.

De acordo com uma mensagem que está circulando online, um hacker teria invadido o telefone de Alexandre de Moraes e descoberto que o ministro recebeu R$ 60 milhões do PT durante as eleições. O texto, publicado em um site especializado em fake news, também apontou que as Forças Armadas (FFAA) estão o investigando.

Confira também: É falso que Lulinha foi preso no Paraguai! Confira o desmentido em vídeo:

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

Há, ainda, outras informações que envolvem nomes como Ana Paula do Vôlei, um delegado da Polícia Federal e do comandante-geral do Exército. Leia trechos do texto que circula online (não vamos colocar tudo porque é muita baboseira):

Hacker acessa telefone de Moraes e descobre envolvimento do servidor em esquemas de quadrilha Alexandre de Moraes investigado pelas FFAA: BOMBA! Hacker expõe ligação de magistrado com ex-presidiário. O magistrado teria formado uma quadrilha junto com Lula para desviar dinheiro do fundão eleitoral. Mais de 60 milhões foram desviados pela campanha do PT. O ministro proibiu a Polícia Federal de investigar o repasse milionário para uma empresa de fachada que pertence ao ex-presidiário.

Um Hacker invadiu o celular do ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal e expôs a conta bancária do ministro nas redes sociais. Foram encontrados  valores milionários nas contas, provavelmente de origem ilícita, com transferências nominais originárias do PT. Tratam-se de valores que foram transferidos para a conta do ministro como sendo pagamento de propina. Moraes foi alvo de investigação pelo delegado Rodrigo Bartolamei, que suspeitou que o ministro havia recebido propina para acabar com investigações que pediam pelo indiciamento do ex-presidiário Luiz Inácio. O magistrado teria formado uma quadrilha junto com Lula para desviar dinheiro do fundão eleitoral.

Mais de 60 milhões foram desviados pela campanha do PT. O ministro proibiu a Polícia Federal de investigar o repasse milionário para uma empresa de fachada que pertence ao ex-presidiário. O Hacker além de expor os dados do ministro, expôs também conversas do ministro Alexandre de Moraes com políticos. Moraes teria trocado até de aparelho celular após os vazamentos. Moraes é acusado de participar de um esquema que favoreceu o ex-presidiário Luiz Inácio e elegeu novamente a quadrilha do petista pelo total favorecimento do ministro, que teria recebido quantias milionárias em propina, compra de votos com valores milionários em dinheiro vivo transportado em ônibus descoberto pela polícia Federal.

Lula foi completamente blindado pelo ministro Alexandre de Moraes sendo considerado pelo delegado da PF que foi responsável pelas investigações, como chefe de quadrilha. Até mesmo o comandante do exército Freire Gomes ao questionar o esquema envolvendo o petista e o ministro cobrou a apuração sobre a interferência de Moraes na investigação contra Lula. De acordo com o General, o ministro Alexandre de Moraes anulou provas, prendeu opositores que denunciaram o ministro, mandou perseguir delegados que investigaram o envolvimento de Lula com Moraes que acabou beneficiando o ex-presidiário. E teria interferido para que Lula não fosse preso após o delegado Bartolamei ter pedido indiciamento do petista. Um grande esquema que prejudicou o presidente da República e elegeu um ex-presidiário pelo favorecimento de um ex-advogado que recebeu propinas milionárias. […]

Hacker invadiu telefone de Alexandre de Moraes, que está sendo investigado pela FFAA?

A história rendeu muitos cliques nos sites que a publicaram (ou seja: fizeram gente lucrar com fake news). Só há um detalhe: a história que aponta para o hacker é falsa e já foi desmentida pelo Boatos.org.

Na primeira versão da balela, o que estava circulando era um print atribuído ao jornalista Caio Coppolla. Não só ele não havia publicado nada como também a história do hacker é uma fantasia. Relembre o que escrevemos:

A mensagem já nos deixa muito desconfiados da veracidade da informação. O texto que circula online é vago, alarmista, tem erros de português e não cita qualquer fonte confiável que comprove a denúncia.

Não bastasse isso, o que não falta é mensagem apócrifa que aponta para acusação contra Alexandre de Moraes. Nos últimos tempos, desmentimos, só para citar alguns exemplos, que o Exército estava na porta do STF para o prender, que ele teria fugido do Brasil, que teria renunciado ou, ainda, que o STM teria dado 72 horas para ele “explicar a fraude” nas eleições.

Ao buscar por detalhes sobre o assunto, que facilmente viraria notícia, nada encontramos em fontes confiáveis. A única coisa que vimos foram mensagens soltas em redes sociais. Ou seja: a história foi tirada do nada.

Para completar, não há qualquer indicio que autoridades tenham gravações comprometedores (por sinal, se tivessem e não fizessem nada, estariam prevaricando) e Caio Coppolla não tem nada a ver com a história. A mensagem que circula online é de um print em um “grupo de admiradores” do jornalista.

Vale apontar que apontar que a informação que aponta que um hacker invadiu o tal telefone continuar sendo falsa. Não há qualquer indício de que as Forças Armadas (que não têm papel investigatório) estejam em cima de Alexandre de Moraes.

Resumindo: não procede a informação que aponta que um hacker invadiu o celular de Alexandre de Moraes e que descobriu uma propina de R$ 60 milhões do PT. Trata-se de uma fake news já desmentida que voltou a circular graças a má-fé de espalhadores de desinformação.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet