STM dá 72 horas para Alexandre de Moraes explicar manipulações do TSE nas eleições 2022 #boato

Boato – Após receber provas da fraude eleitoral, STM dá 72 horas para Alexandre de Moraes explicar manipulações nas eleições 2022.

Sem dúvida alguma, um dos assuntos mais comentados após o final das eleições de 2022 é a não aceitação do resultado das urnas por parte de muitos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Como forma de protesto, muitos deles iniciaram bloqueios criminosos em rodovias ao longo do país, prejudicando o trânsito e o transporte de insumos para a alimentação e a saúde. Dentre os pedidos dos manifestantes para acabar com os bloqueios está o golpe militar e a prisão do ministro Alexandre de Moraes.

E de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, o Superior Tribunal Militar (STM) estaria certo de que as eleições de 2022 teriam sido fraudadas. Segundo a publicação, o STM teria provas de fraude eleitoral, concedidas pela auditoria do Exército. Ainda segundo a história, o STM teria dado ao ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE, 72 horas para explicar as manipulações jurídicas do TSE nas eleições de 2022. Confira:

Versão 1: “Com provas de fraude eleitoral em mãos pela auditoria do exército, STM dá ao ministro Alexandre de Moraes 72 horas para explicar manipulações jurídicas do TSE nas eleições de 2022. Ministro saiu em silêncio e não quis dar entrevista após se reunir com Bolsonaro”. Versão 2: “STM dá 72 horas para o TSE explicar Relatório das Eleições, elaborado pelas Forças Armadas do Brasil”.

STM dá 72 horas para Alexandre de Moraes explicar manipulações do TSE nas eleições 2022?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no Twitter e no Facebook e chegou até aos apoiadores de Bolsonaro que ocupam as rodovias. Entretanto, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da falta de provas e de lógica.

Ao se deparar com a mensagem, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, completamente alarmista, a falta de fontes confiáveis e a ausência de notícias sobre o assunto em veículos de comunicação confiáveis.

Além disso, histórias falsas sobre o ministro Alexandre de Moraes e sobre supostas fraudes nas eleições 2022 já circulam há algum tempo na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que Alexandre de Moraes teria vendido as eleições de 2022 para Lula e PT em um escândalo que todos já suspeitavam. Também a que indicava que a fraude nas urnas do Nordeste teria sido comprovada e virado notícia internacional e, por fim, a que apontava que as Forças Armadas comprovaram a fraude nas eleições e devem apresentar relatório nas próximas horas.

Já estamos cansados de dizer por aqui que não existem provas de que as eleições de 2022 foram fraudadas. O ônus da prova é sempre de quem acusa e, nesse caso, quem acusa nunca apresenta provas (dizer que existem relatórios, provas e eles nunca serem divulgados não funciona como prova). Por outro lado, as análises do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre os dados, do segundo turno das eleições de 2022, mostram que não existem divergências em relação ao dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ao procurar por mais informações na internet, não encontramos nenhuma informação sobre o assunto no site do Superior Tribunal Militar (STM). Não existe nenhum documento ou sequer uma nota sobre a suposta história. Também não encontramos nada em nenhuma outra fonte confiável.

Se isso não bastasse, o Superior Tribunal Militar (STM) não tem a atribuição de fiscalizar civis ou as eleições brasileiras. O STM é o órgão máximo da Justiça Militar. A ele cabe a responsabilidade de julgar crimes militares previstos no Código Penal Militar brasileiro.

Por fim, os apoiadores do presidente Bolsonaro que estão participando das manifestações criminosas em rodovias do país perderam completamente a noção da realidade. Além de criarem e compartilharem fake news, eles também estão caindo nas próprias mentiras. Diversos vídeos, publicados nos últimos dias, mostram essas pessoas chorando e até mesmo se jogando no chão em comemoração a histórias que não são reais. Um exemplo é a história de hoje. Essas pessoas seguem vivendo em um universo paralelo e, sem o menor senso crítico, estão se tornando chacota nacional.

Em resumo: a história que diz que o STM teria dado 72 horas para o ministro Alexandre de Moraes explicar as manipulações do TSE sobre as eleições 2022 é falsa! Além de não existir nenhum documento ou nota do STM sobre o assunto, o órgão não é responsável por fiscalizar civis. Na realidade, o STM é o órgão máximo da Justiça Militar, responsável por julgar crimes militares com base no Código Penal Militar brasileiro. Como o ônus da prova é de quem acusa e, quem acusa, não mostra provas, podemos cravar que a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso