Cidinha Campos descobriu que Freixo e o PSOL têm uma milícia secreta de policiais #boato

Boato – A ex-deputada estadual Cidinha Campos descobriu que o deputado federal Marcelo Freixo e o PSOL têm uma milícia secreta formada por policiais.

A descoberta dos executores do crime contra a vereadora Marielle Franco reacendeu o debate sobre o assunto na internet. Não foi apenas isso. Desde que Ronnie Lessa e Élcio Queiróz foram presos, muitas notícias falsas começaram a circular na internet.

Nos últimos dias, desmentimos boatos que imputavam o crime a Bolsonaro e família (como esse, esse e esse) e notícias falsas que tentavam ligar o crime ao PSOL (essa, essa e essa). Novamente, vamos falar de uma história relacionada ao segundo grupo.

De acordo com uma mensagem que circula na internet, a ex-deputada estadual Cidinha Campos denunciou que o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) e o partido têm um “milícia secreta” de policiais. A prova estaria em um vídeo. Leia a mensagem que circulou (no Facebook e WhatsApp) e a filmagem que a acompanha:

Então a Cidinha Campos descobriu que o PSOL-Freixo tem uma milícia secreta de policiais? Paga com o dinheiro do contribuinte? Acobertada pelo presidente da assembléia? Isso a mídia não publica? Parabéns Cidinha Campos. Parabéns à internet e à sua divulgação nas redes pq sem ela jamais saberíamos diante da censura imposta pelo mídia de esquerda que controla a informação supostamente livre.

Cidinha Campos descobriu que Freixo e o PSOL têm uma milícia secreta de policiais?

O que não faltaram foram compartilhamentos e “dedinhos apontados” contra o deputado. Mas será mesmo que a tal denúncia sobre milícia de policiais foi feita e será que ela procede? A resposta é não. Calma que a gente explica tudo para vocês.

Antes de falar do caso em si, temos que nos atentar para três elementos. O primeiro deles é que a mensagem carrega algumas das principais características de boatos na internet (vaga, alarmista, com erros de português). O segundo deles é que (conforme mencionado anteriormente) histórias falsas relacionadas (direta ou indiretamente) ao caso Marielle têm pipocado na web. O terceiro é que a filmagem não é recente, visto que nem Cidinha nem Freixo são deputados estaduais (o que elimina muito do critério de “novidade” como denotado pelo termo “descobriu”).

Os elementos citados já nos fez desconfiar da história. Uma olhada no vídeo e uma procura no contexto da situação ajudam a reforçar a desconfiança. Como é possível ver na filmagem, Cidinha, na realidade, não fala em “milícias de policiais”. Na realidade, ela questiona o fato da segurança de Freixo não ser identificada. Vamos relembrar o discurso dela, realizado em 17 de abril de 2018 (se você quiser ver a discussão na íntegra, assista ao vídeo ou veja aqui):

Primeiro, a Cidinha Campos disse que Freixo faz Photoshop das imagens dele. Depois disse que o deputado teria “funcionários fantasmas” não declarados para fazer a segurança e começou a ler o nome das pessoas. Freixo interrompeu e disse que, se ela revelasse os nomes, a vida deles ficaria em risco. O presidente da sessão, André Ceciliano, interviu e pediu para ela ler “só o primeiro nome”.

Cidinha leu os nomes e indagou se o presidente da sessão sabia da lista. A resposta dele foi que a lista não era clandestina e se iniciou mais uma discussão. Cidinha insistiu que os nomes dos policiais não estão inscritos no Diário Oficial e Freixo reiterou que o motivo era a segurança deles.

Quando tomou a palavra, Freixo disse que é necessário que ele ande com escolta por causa da participação dele na presidência da CPI das milícias e ameaças de morte que surgiram em seguida. Ele disse novamente que, por questões de segurança, não pode publicar o nome e o número de seguranças, mas que internamente a Alerj sabe. Depois disso, houve mais discussão e a sessão seguiu.

Só a análise do discurso já mostra que não há nada de “milícias” de Freixo. Vale dizer que essa questão relacionada a “funcionários fantasmas” já foi levantada por Cidinha em 2010 e, na época, virou notícia. Ou seja: além disso provar que a mídia não “escondeu o caso”, o critério de “novidade” é detonado.

Neste ano, um blog contrário a Freixo chegou a levantar a “questão dos fantasmas” com uma matéria com o título “A lista secreta de funcionários fantasmas de Freixo que a Globo não quer divulgar”. O próprio deputado respondeu:

Seguranças cedidos oficialmente pelo governo em função das ameaças da Milicia. Seus nomes não podem ser divulgados por razão de proteção às suas vidas. Todos devidamente documentados. Ok? Laranja é outra coisa. Pergunta pro Flávio Bolsonaro que ele te explica.

Resumindo: para começar, a deputada Cidinha Campos não acusa, em nenhum momento, Freixo de ter milicianos. A “tese” brotou (como em tantos boatos) em um post na internet. Além disso, a acusação de que os policiais “são fantasmas” foi rebatida pelo próprio deputado e pelo presidente da Alerj em 2018. Fim.

Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)