Nota oficial do governo de São Paulo dá dicas sobre Covid-19 (coronavírus) e fala sobre fechamento de fronteiras #boato

Boato – Governo do estado de São Paulo divulgou, em nota oficial, que o coronavírus não sobrevive a 26 ºC, que a célula é maior do que o normal, que devemos fazer o teste da respiração para evitar o vírus e que vai fechar as fronteiras do estado. 

Parece que, no meio da pandemia do novo coronavírus, algumas mensagens falsas continuam insistindo em circular na internet. Os textos que contêm informações erradas sobre o Covid-19 estão conseguindo sobreviver graças a mudanças na autoria deles. No caso de hoje, o “autor” da mensagem seria o “governo do estado de São Paulo”.

Em meio a um texto descrito como uma “nota oficial” do governo, há uma série de restrições de mobilidade (em que chega a ser citado até o fechamento de fronteiras) e uma série de informações sobre o novo coronavírus (a maioria falsas). Leia a mensagem que circula online (desculpem o volume do texto):

NOTA OFICIAL DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SOBRE O CONVID19 LEIA COM ATENÇÃO: O Governo do Estado de São Paulo acaba de fazer uma coletiva transmitida pela TV Cultura e faz uma mudança drástica no estado pelo caso do Coronavírus veja quais são : A partir de agora estão suspensas aulas em todas as escolas Publicas e faculdades publicas, foi pedido ás escolas particulares, Faculdades particulares para que fechassem também. Foi determinado para que todos os Shoppings, Cinemas, teatros e casa de shows para que fossem fechado e grandes eventos cancelados a partir de hoje. Foi determinado todos os Funcionários públicos acima de 60 anos para que trabalhem em casa. Todos exames de mama que é aquela carreta que vai a todos municípios contra o câncer de mama foram cancelados. Pode durar até 5 meses essa epidemia e os próprios médicos da coletiva já deixaram registrado que vai ter perdas sim, mas já estão fazendo isso para que diminua o numero de mortes. Foi deliberado para que igrejas suspendam cultos e missas. Estão sendo contratado médicos e alongando os horários de funcionamento dos postos de Saúde em todas as cidades, inclusive a suspensão de férias na área da saúde. Se houver abuso de preço em partes dos produtos de higienização como álcool gel e máscara é para denunciar. Diminuição de transporte público. Proibição de auditórios na televisão. Proibido Viagens a não ser se for por extrema Urgência incluindo as internacionais, as fronteiras serão fechadas.

A infecção pelo vírus Corona não causa um resfriado com o nariz pingando ou tosse com catarro, mas uma tosse seca: esta é a coisa mais fácil de se saber. O vírus não resiste ao calor e morre se exposto a temperaturas de 26 a 27 graus: portanto, consuma, frequentemente, bebidas quentes, como chá, chá de ervas e caldo durante o dia ou simplesmente água quente: líquidos quentes neutralizam o vírus e não é difícil de beber. Evite beber água gelada ou comer cubos de gelo ou neve para quem estiver nas montanhas principalmente crianças! Para quem pode fazê-lo, exponha-se ao sol: 1. A coroa do vírus é bastante grande (diâmetro de cerca de 400 a 500 nanômetros), portanto qualquer tipo de máscara pode detê-la: na vida normal, não são necessárias máscaras especiais. Por outro lado, a situação é diferente para médicos e profissionais de saúde expostos a fortes cargas de vírus e que precisam usar equipamentos especiais. Se uma pessoa infectada espirrar na sua frente, a três metros de distância, ela jogará o vírus no chão e impedirá que ele caia sobre você. 2. Quando o vírus é encontrado em superfícies metálicas, ele sobrevive por cerca de 12 horas. Portanto, quando tocar em superfícies metálicas, como puxadores, portas, eletrodomésticos, suportes em bondes, etc., lave bem as mãos e desinfecte-as cuidadosamente. 3. O vírus pode viver aninhado em roupas e tecidos por cerca de 6/12 horas. Detergentes normais podem matá-lo. Para roupas que não podem ser lavadas todos os dias, se você puder expô-las ao sol o vírus morrerá.

Como se manifesta: 1. O vírus primeiro se instala na garganta, causando inflamação e sensação de garganta seca. Este sintoma pode durar 3/4 dias. 2. O vírus viaja através da umidade presente nas vias aéreas, desce para a traquéia e instala-se no pulmão, causando pneumonia. Esta etapa leva cerca de 5/6 dias. 3. A pneumonia ocorre com febre alta e dificuldade em respirar, não é acompanhada pelo frio clássico. Mas você pode ter a sensação de se afogar. Neste caso, entre em contato com seu médico imediatamente. Como você pode evitá-lo: 1. A transmissão do vírus ocorre, principalmente, por contato direto, tocando tecidos ou materiais nos quais o vírus está presente: lavar as mãos com frequência é essencial. O vírus sobrevive apenas em suas mãos por cerca de dez minutos, mas em dez minutos muitas coisas podem acontecer: esfregar os olhos ou coçar o nariz, por exemplo, e permitir que o vírus entre na garganta. Portanto, para o seu próprio bem e para o bem dos outros, lave as mãos com muita frequência e desinfecte-as! 2. Você pode gargarejar com uma solução desinfetante que elimina ou minimiza a quantidade de vírus que pode entrar na sua garganta: ao fazê-lo, você o elimina antes que ele desça na traquéia e depois nos pulmões. 3. desinfete o teclado do PC e os telefones celulares.

O novo NCP do coronavírus pode não mostrar sinais de infecção por muitos dias, antes dos quais não se sabe se uma pessoa está infectada. Mas, quando você está com febre e/ou tosse e vai ao hospital, seus pulmões já estão com 50% de fibrose e é tarde demais! Os especialistas de Taiwan sugerem fazer uma verificação simples que podemos fazer sozinhos todas as manhãs: respire fundo e prenda a respiração por mais de 10 segundos. Se você completá-la com sucesso, sem tossir, sem desconforto, uma sensação de opressão, etc., isto mostra que não há fibrose nos pulmões, indicando, essencialmente, nenhuma infecção. Em momentos tão críticos, faça essa verificação todas as manhãs em um ambiente com ar limpo! Estes são conselhos sérios e excelentes de médicos japoneses que tratam casos de COVID-19. Todos devem garantir que a boca e a garganta estejam úmidas, nunca SECA. Beba alguns goles de água pelo menos a cada 15 minutos. POR QUE? Mesmo que o vírus entre na sua boca, a água ou outros líquidos o varrerão pelo esôfago e pelo estômago. Uma vez no estômago, o ácido gástrico mata todo o vírus. Se você não beber água suficiente com mais regularidade, o vírus pode entrar em seus brônquios e pulmões, o que é muito perigoso. Compartilhe estas informações com sua família, amigos e conhecidos, por solidariedade e senso cívico.

Nota oficial do governo do estado de São Paulo deu recomendações sobre Covid-19 (coronavírus) e fechou as fronteiras?

A mensagem se espalhou com muita força na internet e nos chamou atenção. Mas será mesmo que esse texto (com cara de corrente do WhatsApp) foi divulgado como uma “nota oficial do governo do estado de São Paulo”? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Antes de falar dos pontos em si, algumas informações gerais. A primeira delas que a mensagem em questão tem quase todas as principais características de boatos. Ela é vaga, alarmista, com erros de português e pedido de compartilhamento. Destaque para os erros de português (a doença chega a ser tratada como Convid-19), algo que enfraquece e muito a tese de que o governo de São Paulo é o autor do texto.

A segunda delas é que a mensagem em questão é uma mistura de diversos textos já desmentidos no Boatos.org. A primeira parte, que fala dos 26 ºC, já foi desmentida com a atribuição a um “médico de Wuhan” e a Fiocruz. A segunda parte do texto, que fala sobre respirar fundo para evitar o vírus, já foi atribuída a médicos de Taiwan, hospital de Stanford e governo do Canadá. O “mix” de informações já foi atribuído à Unicef. Fizemos até dois vídeos a respeito:

A terceira delas é que, ao buscar pelas informações no site do governo de São Paulo, nada encontramos. Encontramos, inclusive, um desmentido sobre “fechamento” de fronteiras do estado. Leia nota oficial (essa sim) do governo de São Paulo:

É falsa mensagem sobre fechamento de fronteiras em SP População deve procurar informações verdadeiras em veículos de comunicação sérios e por meio do site oficial do Governo do Estado O Centro de Contingência do coronavírus do Governo de São Paulo informa que é falsa a mensagem que está circulando em grupos de WhatsApp de que teria sido determinado o fechamento das fronteiras do Estado.

Não há fechamento de fronteiras. O Centro de Contingência ressalta que o compartilhamento de fake news como essa é um desserviço à população e à saúde pública. A população deve procurar informações verdadeiras em veículos de comunicação com credibilidade e por meio do site oficial do Governo do Estado de São Paulo em: http://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus.

Agora, vamos aos detalhes. Como vocês viram, as medidas restritivas escritas na mensagem estão erradas. Em relação às “dicas” para se prevenir a doença, quase todas estão erradas (dê atenção apenas na dica de lavar as mãos). Como já tratamos disso, relembre o que foi escrito a respeito:

Sobre a “segunda parte do texto”:

1 – O primeiro elemento que nos chama atenção é que o que fala sobre a sobrevivência do coronavírus (Covid-19) em temperaturas de 26 ºC ou 27 ºC. Apesar de, realmente, os coronavírus (como o Covid-19 ou o vírus da SARS) não sobreviverem a altas temperaturas, a informação não procede. O primeiro motivo é lógico: se os vírus morressem com 27 ºC, eles não sobreviveriam à temperatura corporal (em média de 36 ºC).

Ainda não há consenso de qual a temperatura que pode matar o coronavírus. Este pesquisador (que fala sobre a questão da água, que será abordada mais à frente) diz que o coronavírus morre a 56 ºC depois de 30 minutos. Esse outro estudo fala que, em superfícies, o coronavírus “morre em algum tempo” a mais de 30 ºC (mas não instantaneamente). Nada encontramos sobre 26 ou 27 ºC.

2 – Essa parte da mensagem parte de um pressuposto que toda infecção por coronavírus se torna pneumonia. A letalidade da doença, que está em um nível de 2 a 3%, já prova que não é “todo caso” que vira pneumonia. Apenas quem está imunodeprimido ou é idoso sofrem maiores consequências.

3 – Essa parte acerta ao recomendar lavar as mãos e não tocar os olhos e a boca. Essa dica você pode seguir.

4 – Apesar de o cuidado com superfícies ser uma dica importante, ainda não se sabe quanto tempo o vírus sobrevive externamente (isso depende de outros fatores). Também não achamos nada sobre o metal ser mais propício ao coronavírus do que em outras superfícies. Esse estudo não faz distinção do tipo de superfície.

5 – Essa é a parte central do boato. Beber água quente ou chá quente não mata o vírus. No artigo que fala em 56 ºC por 30 minutos matar o coronavírus aponta que ninguém consegue ficar tanto tempo exposto à água quente neste temperatura.

Há mais uma detalhe nesta última versão da história. Também está errada a informação que aponta que gargarejar água morna mata o coronavírus. Como apontam a OMS e o Ministério da Saúde, ainda não há uma cura para a doença.

Outro ponto: a informação que aponta que a célula do coronavírus é “maior do que o normal” também está errada. De acordo com o Africa Check, o Covid-19 não é “uma célula” e sim um agente infeccioso que invade células de organismos vivos. O tamanho dele é “como o da Sars”.

Sobre a “terceira parte do texto”:

 Ao buscar pelas recomendações apresentadas na mensagem, nada encontramos nas cartilhas da OMS ou do Ministério da Saúde. Como não existe uma cura para a doença, as principais recomendações de prevenção são relacionadas à higiene e, no caso de suspeita de doença, à busca por autoridades médicas.

Buscando mais sobre o assunto, descobrimos que, em Taiwan (local no qual são citados os médicos em questão), a história foi desmentida pelo Centro de Verificação de Fatos de Taiwan (uma associação criada por jornalistas locais para checar informações na internet).

Após consultar médicos locais, o site em questão apontou que a mensagem contém diversos erros. O primeiro está em apontar o pulmão apresenta “fibrose sem aviso prévio no caso do coronavírus”. Um médico consultado disse que “é impossível não apresentar sintomas”. Também é errado dizer que “50% dos pulmões se mostraram fibróticos no caso do coronavírus”.

Saindo um pouco do artigo de Taiwan, é importante ressaltar que, apesar de causar uma preocupação mundial (justamente por ser um vírus novo), o coronavírus não tem mostrado uma taxa de letalidade alta. A letalidade tem se mostrado nos mesmos níveis da gripe comum.

Voltando ao artigo de checagem de Taiwan, os médicos locais não só reforçaram que não existiu recomendação em relação ao “método de respirar fundo” como também apontaram que desconhecem a tal técnica. Para julgar se um pulmão está fibrótico (seja por coronavírus ou outro motivo), é preciso ir a um hospital e fazer exames específicos.

A segunda parte do boato foi desmentida neste outro artigo de checagem, da AFP Fact Check. Assim como apontamos, o serviço de checagem da agência de notícias não achou nenhuma recomendação em fontes confiáveis sobre o assunto.

Resumindo: nem a mensagem que está circulando na internet é do governo do estado de São Paulo tampouco as recomendações sobre o novo coronavírus são reais. Trata-se de um velho boato que insiste em sempre voltar a circular na internet.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/2WpysZT

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet