Estudo da Universidade de Hamburgo aponta que coronavírus é menos perigoso que outras doenças #boato

Boato – Universidade de Hamburgo divulga estudo que compara a Covid-19 com outras doenças e mostra que o novo coronavírus mata menos do que uma gripe comum. 

Quando o novo coronavírus foi identificado pela primeira vez, em Wuhan, na China, no final de dezembro de 2019, ninguém poderia imaginar a dimensão da Covid-19, a doença causada pelo novo vírus. Hoje, quase três meses depois do primeiro caso, o número de pessoas infectadas já ultrapassa as 500 mil, levando quase 30 mil pessoas a óbito por conta de complicações da Covid-19. Porém, ainda há quem duvide do potencial do novo coronavírus.

Com isso, diversas teorias da conspiração e histórias que pretendem amenizar o verdadeiro impacto da Covid-19 começaram a circular nas redes sociais. Nas últimas horas, uma, em especial, chamou a atenção. De acordo com a mensagem, dados obtidos na Universidade de Hamburgo mostrariam que a Covid-19 seria inofensiva e mataria bem menos gente do que outras doenças, como o resfriado comum, a malária, o câncer etc. Segundo a publicação, a maior parte dos casos ativos da doença estariam na China e, portanto, não seria necessário pânico. A publicação ainda afirma que se você tem menos de 50 anos e não mora na China, seria mais provável que você ganhasse na loteria do que morresse por Covid-19. Confira:

“COVID19. Fonte: * Dados da Universidade de Hamburgo O número de mortes no mundo nos primeiros dois meses de 2020. * 2.360: * Coronavírus; * 69.602: * Resfriado comum; * 140.584: * Malária; * 153.696: * Suicídio; * 193,479: * Acidentes de carro/ônibus * 240.950: * morte por HIV; * 358.471: * Álcool; * 716,498: * Fumar; * 1.177.141: * Câncer. Então você acha que Corona é perigoso? Ou é o objetivo da campanha da mídia para resolver a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos ou reduzir os mercados financeiros para preparar o cenário dos mercados financeiros para fusões e aquisições ou vender títulos do Tesouro dos EUA para cobrir o déficit fiscal neles … ou é um Pânico criado por empresas farmacêuticas para vender seus produtos como desinfetante, máscaras, remédios etc. Não entre em pânico e não se mate com um medo desnecessário: estou postando isso para equilibrar seu feed de notícias de postagens que causaram medo e pânico. 

* 82.000 * pessoas estão doentes com Coronavírus no momento, das quais * 77.000 * estão na China, com uma população de * 1,1 bilhão de pessoas. * Isso significa que, se você não está na China ou não visitou a China recentemente, isso deve elimine * 94% * da sua preocupação. Se você contrair Coronavírus, isso ainda não é motivo de pânico porque: * 81% * dos casos são MILD * 14% * dos casos são MODERADOS Apenas * 5% * dos casos são CRÍTICOS O que significa que, mesmo que você obtenha o vírus, é mais provável que voce se recupere. Alguns disseram: “mas isso é pior que o SARS!”. A SARS apresentava uma taxa de mortalidade de * 10% *, enquanto o COVID-19 apresentava uma taxa de mortalidade de * 2% * Além disso, observando as idades daqueles que estão morrendo por esse vírus *, a taxa de mortalidade de pessoas com menos de 50 anos é de apenas 0,2% * 

* Isso significa que: * se você tem menos de 50 anos e não mora na China – é mais provável que ganhe na loteria (que tem uma chance de 1 em 45.000.000). Vamos ver um dos piores dias até agora, * 10 de fevereiro, quando 108 pessoas na CHINA morreram de coronavírus. * *No mesmo dia:* * 26.283 * pessoas morreram de Câncer * 24.641 * pessoas morreram de doença cardíaca * 4.300 pessoas morreram de diabetes. O suicídio levou 28 vezes mais vidas do que o vírus. Mosquitos matam * 2.740 * pessoas todos os dias, HUMANOS matam * 1.300 * companheiros humanos todos os dias, e Cobras matam * 137 * pessoas todos os dias. (Tubarões matam * 2 * pessoas por ano). TOME MULTI VITAMINAS E FAÇA AS COISAS DIÁRIAS PARA APOIAR SEU SISTEMA IMUNOLÓGICO, HIGIENE ADEQUADA E NÃO VIVA COM MEDO. * COMPARTILHE PARA PARAR O PÂNICO *”.

Estudo da Universidade de Hamburgo apontou que coronavírus é menos perigoso que outras doenças?

No meio da quarentena por causa do coronavírus, a história acabou viralizando, especialmente por tentar amenizar o medo causado pela doença e pelo vírus. Mas será que um estudo da Universidade de Hamburgo realmente mostrou que o coronavírus é inofensivo e menos perigoso que outras doenças? A resposta é não!

Vamos aos detalhes! Ler apenas o primeiro parágrafo da publicação já é o suficiente para notar algumas inconsistências. O texto todo apresenta todas as características de fake news na internet: é vago (não diz quando a pesquisa foi publicada e sequer cita o nome dos pesquisadores que a teriam realizado), alarmista, possui diversos erros de português, pedido de compartilhamento e não cita fontes confiáveis (como o link onde o estudo teria sido publicado).

Além disso, desde que o coronavírus começou a figurar nos veículos de comunicação, diversos textos e estudos falsos atribuídos, erroneamente, à instituições de todo o mundo. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeros deles, como o que dizia que uma universidade dos EUA teria confirmado que pessoas que usam maconha estariam imunes ao novo coronavírus. Também o que apontava que pesquisadores dos EUA teriam encontrado a cura para a Covid-19 e, por fim, o que indicava que pesquisadores de Israel teriam descoberto uma vacina para a Covid-19.

Ao analisar a publicação, é possível perceber, logo de cara, que o texto não tem nenhum tom de artigo científico. Pelo contrário, o modo de escrever e as informações sem lógica alguma apresentadas ao longo da publicação lembram muito as fake news.

Para começo de história, o coronavírus não é menos perigoso do que um resfriado comum. Essa é uma tese já refutada por autoridades de saúde que mostraram que a Covid-19 pode apresentar complicações sérias e levar à morte de forma muito pior que a gripe (especialmente por ainda não ter uma vacina).

Já a teoria de que a Covid-19 seria apenas uma armação da China para vencer a batalha econômica contra os EUA é tão absurda que dá até preguiça de escrever. Nós já desmentimos essa tese em várias matérias aqui no Boatos.org, como aqui e aqui. Assim como explicamos, a China sofreu tanto quanto o resto do mundo (perdeu milhares de cidadãos e ainda deve enfrentar uma forte recessão econômica). Discutimos mais sobre isso aqui e aqui.

Outra teoria que não faz o menor sentido é afirmar que tudo está “tranquilo” fora da China. Como é possível observar nesse levantamento, mais de 200 territórios já foram afetados pela Covid-19. Na Itália e na Espanha, por exemplo, o número de mortos já superou o da China. Ou seja, a China deixou de ser o epicentro da doença há muito tempo.

Um ponto que merece bastante atenção no texto é a análise dos números. Ao contrário do que muita gente pensa, os números não falam por si só. Comparar os dados apresentados no texto de forma fria, sem levar em consideração o contexto, pode levar a alguns equívocos. O primeiro deles é a própria desatualização dos números sobre a Covid-19. O texto indica que apenas 2.360 pessoas teriam morrido em decorrência de complicações do coronavírus. Hoje, dia 27 de março de 2020, esse número já ultrapassa os 27 mil casos. Infelizmente, a doença ainda não atingiu o pico de infecção em muitos países, o que significa que esse número tende a aumentar (e muito, caso medidas de prevenção não sejam tomadas, como o isolamento social).

Além disso, a mortalidade não é o único fator de preocupação. Como a doença tende a crescer e ainda não existem vacinas ou tratamentos disponíveis contra ela, o número de pessoas que vão procurar os serviços de saúde também deve aumentar. E o que acontece quando muita gente busca, ao mesmo instante, uma instituição? Ela não vai conseguir prestar atendimento a todos. Ou seja, o sistema de saúde pode entrar em colapso, assim como já ocorreu em outros países. E em um país como o Brasil, por exemplo, onde o sistema de saúde público já está saturado em diversas lugares, a previsão não é nada positiva.

Todos os dados apresentados até agora já podem indicar que o coronavírus pode ser tudo, menos uma “doença leve”. Vale destacar que a própria Universität Hamburg (Universidade de Hamburgo) desmentiu a informação de que teria feito um estudo mostrando que o coronavírus seria menos perigoso que outras doenças. Em suas páginas oficiais, a instituição destacou que o texto trata-se, claramente, de uma fake news. A universidade destacou que não contribuiu com nenhuma informação que aparece no texto.

ATENÇÃO: Fake News! Uma publicação está circulando no Facebook, WhatsApp e outras redes sociais reivindicando ser da “Universidade de Hamburgo” ou nomeando a “Universidade de Hamburgo” como fonte. A Universität Hamburg NÃO é a fonte dos dados fornecidos na referida publicação sobre supostas mortes por diversas doenças. A Universität Hamburg não é responsável pelo conteúdo da referida publicação e, de maneira alguma, contribuiu com informações ou dados para a referida publicação. Nós enfatizamos que esse é um caso claro de fake news e pedimos que vocês parem de continuar circulando a publicação e/ou seu conteúdo.

Por fim, ao procurarmos pelo texto na internet, descobrimos que ele foi retirado do site Worldometer, que, atualmente, publica diversas estatísticas sobre o novo coronavírus e a Covid-19. É importante ressaltar que os números publicados na categoria “coronavírus” do site é atualizado com base nos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e dos Ministérios da Saúde. Já em relação às outras doenças, os dados são uma projeção com base em estudos dos anos anteriores. Ou seja: os dados sobre a Covid-19 são mais exatos do que da gripe, malária etc.

Em resumo: a história que diz um estudo da Universidade de Hamburgo mostrou que o coronavírus é mais inofensivo do que outras doenças é falsa! A Universität Hamburg desmentiu a informação em suas páginas oficiais na internet. Além disso, mais uma vez, por mais que algumas doenças matem mais do que a Covid-19, não dá para tapar o sol com a peneira, ignorar o que está acontecendo e sair por aí dizendo que a maior guerra, agora, não é contra a Covid-19. Ou seja, a história é puro boato. Não compartilhe e, se possível, fique em casa. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2pzfTk6