Argentina comprou fornos crematórios para vítimas da vacina Sinovac #boato

Boato – Argentina entra em acordo com a China e compra fornos crematórios para as vítimas da Covid-19 e da vacina Sinovac.

O debate sobre a possível obrigatoriedade da aplicação da vacina contra a Covid-19 no Brasil acirrou as discussões entre os grupos contrários e favoráveis à vacinação nas redes sociais e estimulou a disseminação de boatos sobre o assunto. O último deles reforça teses já desmentidas sobre a China e a vacina contra o coronavírus.

O vídeo e as imagens que viralizaram no Facebook e WhatsApp apontam que a Argentina, em acordo com a China, comprou câmaras crematórias para as vítimas da Covid-19 e da vacina. Na publicação, o texto diz: “estas são as novas câmaras crematórias modernas que estão sendo enviadas para todos os países” e que já “se sabe que, posteriormente, os humanos que recebem essas vacinas, partirão”. Leia o que diz algumas publicações e a transcrição do vídeo (que não iremos exibir aqui):

Versão 1: FORNOS crematórios chegados da China na Argentina! Na calada da noite! Lá a vacina será a coronavac! Chegaram em todos os estados do país! Penso que São Paulo deve receber também! Versão 2: NOSSO DESTINO? Estas são as novas CÁMARAS CREMATÓRIAS modernas que estão sendo enviadas para todos os países que têm OBEDENTEMENTE pandemia, quarentena e vacinação obrigatória porque se sabe que, posteriormente, os humanos que recebem essas vacinas, PARTIRÃO. Então, para não ocupar lugar nos cemitérios, para que não haja perguntas desconfortáveis, para que não haja autópsias e não se saiba nada, está a recorrer-se a este sistema. Que aparentemente já teria chegado à Argentina, misteriosa e silenciosamente. Isto está sendo distribuído em todas as nações obedientes à NOVA ORDEM MUNDIAL, através dos seus políticos que TRANSAM com os partidos comunistas (principalmente China e Rússia). E que, por sua vez, aceitaram dinheiro como dádiva pessoal pela entrega que estão a fazer dos seus respectivos povos, sem ter em conta que são seres humanos os estão a condenar a este novo açougue mundial.

Transcrição do vídeo: “Boa tarde. Acabei de lhe enviar o que chegou há vários dias e estava aqui no meu celular e tinha esquecido de enviar para você. São as novas câmaras crematórias modernas que foram enviadas, com esta modernização a todos os países que obedientemente têm vacinação pandêmica, quarentena é obrigatória, pois sabe-se que depois os humanos que recebem essas vacinas saem. Para não ter que ocupar um lugar em cemitérios. Para que não haja perguntas, para que haja autópsias, para que ninguém saiba de nada, já estão a ser tratadas. É a novidade que veio à Argentina. Misteriosamente, ele está sendo distribuído silenciosamente em todas as nações obedientes à nova ordem mundial por meio de seus políticos que lidaram com os partidos comunistas centrais, especialmente da China e que por sua vez aceitaram dádivas em dinheiro pessoal para e entrega do povo que fazem. Ou seja, os humanos que entregam para um futuro açougue”.

Argentina comprou fornos crematórios para vítimas da Covid-19 e da vacina?

A informação causou polêmica e deixou muita gente atônita. Mas, se depender de nós, por pouco tempo. Isso porque, além do enredo se sustentar em premissas falsas, o enredo não faz o menor sentido.

O primeiro e mais óbvio motivo está nas características da mensagem, que é vaga, alarmista, não cita datas e fontes confiáveis. Coincidência ou não, o texto também segue o enredo básico das fake news sobre Covid-19 e vacina, como na história do médico italiano Roberto Petrella, vacina contra o coronavírus de graça e vacina com microchip.

Além disso, a história se fundamenta em diversas informações falsas. Uma delas é a de que a vacina faz parte de um plano para reduzir a população mundial. Em 2019, o Boatos.org publicou uma matéria sobre o assunto. Nela, explicamos que este é um tema comum no mundo dos boatos e que, além de não existirem provas de que as vacinas reduzem a população, a tese não se sustenta, já que a vacina seria uma prova física da tal “nova ordem mundial”.

A outra é de que a China possui interesses políticos por trás da pandemia de Covid-19 e que a Argentina fez um acordo com o país. Em março de 2020, o Boatos.org também desmentiu uma história semelhante, que apontava que a China teria criado o coronavírus para ganhar a 3ª Guerra Mundial. A história se baseava na informação de que a China teria comprado empresas mundiais graças ao novo coronavírus. Porém, a China não comprou as tais empresas. Na verdade, essa informação também era fruto de uma feke news que também foi desmentido no Boatos.org. Sobre a Argentina, toda a tese se baseia em um outro boato (que já foi desmentido aqui) de que a Argentina não existia mais porque virou a China comunista.

Dito isso, saiba que as imagens que aparecem no vídeo nada tem a ver com câmaras crematórias. Mas então, do que se trata? Na verdade, são fornos de biomassa usados para desidratar forragens. Os fornos foram fabricados pela empresa APISA e seriam enviados à Romênia, segundo o site espanhol de checagem Maldita. A informação também foi confirmada pela Autoridade Portuária de Tarragona (na Espanha) que afirmou que se tratava de fornos industriais com destino à Romênia.

O Newtral também desmentiu a informação e classificou o conteúdo como falso. Segundo o site, ao questionar a empresa APISA (fabricante do equipamento), o gerente da empresa informou que se trata de quatro fornos de biomassa e não de pessoas. No Twitter, o Port Tarragona também esclareceu que os equipamentos que aparecem nas imagens são equipamentos industriais fabricados na Espanha para a desidratação de forragens. Confira a publicação:

Antes de chegar no Brasil, o vídeo e as imagens viralizaram na Espanha. Depois, se espalhou pela Argentina e outros países e, posteriormente, desmentidas em diversos sites de checagem, como, por exemplo, o Maldita, Newtral e o Periódico Tribuna de Periodistas.

Resumindo: Argentina não comprou câmaras crematórias para vítimas da Covid-19 e da vacina. A história é resultado de diversos boatos, muito alarmismo e falta de informação. Ou seja, mais um #boato para a lista.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2QvB43t
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK