PM prendeu homens que receberam R$ 200 do PT para colocar fogo em ônibus de Brasília #boato

Boato – A PM acabou de prender três vagabundos que confessaram que receberam R$ 200 do PT para colocar fogo nos ônibus no centro de Brasília.

Os ataques realizados no centro de Brasília no dia 12 de dezembro de 2022 ainda estão gerando fake news. Muitas delas tentam imputar a culpa do ataque a “petistas infiltrados” entre “patriotas”. Uma das histórias aponta para uma “prova irrefutável” da tese.

De acordo com mensagens que circulam online, a PM do Distrito Federal prendeu três homens que confessaram na “delegacia distrital” que ganharam R$ 200 de alguém do PT de Brasília para colocar fogo em um ônibus. Junto à mensagem, há algumas fotos (curiosamente, mais de três) dos homens presos. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Confira também: É falso que Lulinha foi preso no Paraguai! Confira o desmentido em vídeo:

Clique e siga o Boatos.org no YouTube

HOJE 13/ 12/ 2022 A PM prendeu três vagabundos e confessaram na Delegacia Distrital que receberam. R$ 200,00 de um dos  Líderes do PT de Brasília para tocar fogo em um ônibus. O elementos encontram se custodiados na DP. Os marginais que tocaram fogo em Brasília tudo presidiário.

PM prendeu homens que receberam R$ 200 do PT para colocar fogo em ônibus de Brasília?

Assim como em outros casos que apontam para “provas de que os atos de depredação foram feitos por infiltrados”, a história circulou com muita força na internet. E assim como em outros casos, a história é falsa.

A mensagem já começa a entregar a farsa. Ela tem características de fake news como o caráter vago, o tom alarmista, os erros de português e a falta de citação de fontes confiáveis que comprovem a “notícia”.

Ao buscar pelo assunto em fontes confiáveis, as desconfianças se reforçaram. Se você não esteve atento, os atos de vandalismo dominaram a pauta da imprensa por um bom tempo. A notícia da prisão de manifestantes “infiltrados” com certeza seria noticiada pela mídia. Porém, não há nada sobre a suposta “prisão dos vagabundos petistas”.

Aliás, até o momento, ninguém foi preso pelos atos. O que há são investigações e a hipótese mais cogitada pela polícia é de que os atos foram realizados, de fato, por bolsonaristas.

Ao buscar pela imagem, chegamos ao veredicto. Além de (como alertamos no começo do texto) as mensagens estarem apontando para mais de três homens (o que é estranho), os elementos das imagens não têm qualquer relação com os atos de vandalismo de Brasília.

Na realidade, eles são detentos que fugiram da cadeia pública da cidade de Andirá (PR). De acordo com esta notícia de um veículo local, 20 homens fugiram do local e quatro foram recapturados.

É importante citar que provas falsas de que “foram infiltrados” que realizaram os atos de vandalismo já foram desmentidas aos montes aqui no Boatos.org (temos exemplos aqui, aqui e aqui). Esta não foi a primeira e nem será a última.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que homens foram presos e confessaram que o PT pagou R$ 200 para eles incendiarem os ônibus em Brasília. Não houve tais prisões e confissões e, ainda, as fotos são de pessoas que sequer são do Distrito Federal.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet