Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Política > Paula Rousseff, filha de Dilma, estava infiltrada na invasão ao Palácio do Planalto #boato

Paula Rousseff, filha de Dilma, estava infiltrada na invasão ao Palácio do Planalto #boato

Paula Rousseff, filha de Dilma, estava infiltrada na invasão Palácio do Planalto, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Foto mostra Paula Rousseff, filha da ex-presidente Dilma, durante invasão ao Palácio do Planalto no dia 8 de janeiro de 2023.

Temos visto nos últimos dias a tentativa de imputação de uma narrativa que deve ser utilizada na CPMI das manifestações de cunho golpista de 8 de janeiro de 2023: a de que o vandalismo foi feito por “infiltrados” nos protestos. O grande problema é que a narrativa (que não tem comprovação) está se utilizando de alguns elementos falsos para tentar se sustentar.

A mais nova história que está circulando na internet aponta para o que seria a prova de que a filha da ex-presidente Dilma Rousseff, Paula, estaria infiltrada entre os manifestantes do Palácio do Planalto em 8 de janeiro de 2023. Uma foto de uma mulher que seria a filha de Dilma está viralizando em montagens em redes sociais. Leia algumas das mensagens que estão circulando online:

Versão 1: *ANA PAULA*, Filha da Dilma tá? Que participou do quebra-quebra em Brasília-DF no dia 08/01/2023 como invasora infiltrada. *Filha de “peixe” não é jacaré. Peixinho é*. O que você esperaria da filha de uma comprovada guerrilheira, ex-presidanta esquerdopata? Versão 2: *Filha da Dilma kkkkkk Filha de peixe 🐟🐟 Peixinho é !!! ..

Vídeo: é falso que decreto permite confisco de doações para colocar "selo do PT"

Versão 3: *ANA PAULA*, filha da Dilma tá, participou do quebra quebra como infiltrada Versão 4: Alguém conhece essa sujeita dentro do Palácio do Planalto no dia 08/01/2023? Unhas feitas, anel no dedo.🤔 Estão dizendo, que parece com a filha da Dilma. Uma das terroristas infiltradas. As duas outras fotos, são de 2015. Já tem 08 anos. Será que essa senhora está presa?

Paula Rousseff, filha de Dilma, estava infiltrada na invasão ao Palácio do Planalto?

A tese se espalhou com todas as forças na internet. Só que, além de a história não se sustentar por si só (gente, vamos imaginar o absurdo), há elementos que apontam que a pessoa não é Paula Rousseff, filha da ex-presidente Dilma.

A mensagem, o histórico e uma busca por fontes confiáveis já nos ajudam a revelar a farsa. Assim como um “bom” boato, a história em questão é vaga, alarmista, tem erros de português (na verdade, a mensagem consegue até errar o nome de Paula ao chama-la de “Ana Paula”) e não cita qualquer fonte confiável que comprove a informação em questão (já já falaremos mais sobre provas).

Além disso, o que não tem faltado é fake news sobre pessoas que supostamente estariam infiltradas nos ataques de 8 de janeiro. Já desmentimos que pessoas do MST, do PSOL, do PT e até do “CPX” estariam infiltrados para colocar a culpa dos protestos em Bolsonaro.

Se, de fato, a filha de Dilma estivesse entre as pessoas que foram detidas nos atos de 8 de janeiro, isso viraria um escândalo (assim como foi quando se descobriu imagens de pessoas do GSI no Palácio do Planalto). Só que não consta nada em fontes confiáveis.

Ao analisar a imagem da mulher, um frame de um vídeo que não foi divulgado (provavelmente para ajudar na manipulação), é possível ver que, apesar de ter algumas características similares à filha de Dilma, não se trata da mesma pessoa. O formato da testa e do nariz, por exemplo, são diferentes.

Buscamos mais (e muito mais) e conseguimos encontrar uma mensagem de uma pessoa que aponta que é a mulher que está na imagem. Por meio da nossa apuração, conseguimos confirmar (por meio de imagens) que se trata da pessoa que esteve lá, que está na lista de pessoas presas pelos atos de 8 de janeiro e que é a pessoa da imagem. Mais do que isso: conversamos com ela.

Falamos com a mulher que mora no interior de São Paulo e não será identificada aqui. Ela apontou que estava dentro do Planalto para “se defender das bombas do lado de fora”. Ela também alegou que não participou do quebra-quebra (de fato, o frame que circula não mostra ela quebrando nada).

A mulher apontou, ainda, que estava chateada com as mensagens que estavam expondo a imagem dela, que não quer ser confundida com a filha de Dilma, que, aliás, nem sabia que a ex-presidente Dilma tinha filha e temeu que até Paula Rousseff fosse prejudicada com a fake news.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que a filha de Dilma estava infiltrada nas manifestações de 8 de janeiro de 2023. Além de a pessoa da imagem não se parecer com ela, documentos e uma busca na realidade desmentem a tese em questão.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm