Palocci denuncia fraude nas urnas eletrônicas feita pelo PT em 2014 #boato

Boato – Ex-ministro do PT, Antonio Palocci, divulgou o escândalo que todo mundo suspeitava: o PT violou e fraudou as urnas eletrônicas nas eleições de 2014.

Se preparem! É bem provável que de hoje até a próxima segunda-feira (08), o tema urnas eletrônicas apareça aqui algumas vezes. Há pouco, falamos do boato que falava que a PF havia apreendido urnas. Agora, vamos falar de uma fake news “ressuscitada” para essas eleições.

De acordo com uma mensagem que circula online, o ex-ministro do PT Antônio Palocci (que teve trechos da delação premiada divulgados nesta semana) teria denunciado que o PT fraudou as urnas eletrônicas nas eleições de 2014. Como o texto é gigantesco, deixaremos só algumas partes dele:

Confira o desmentido em vídeo:

PALOCCI DIVULGA O MAIOR ESCÂNDALO DO MUNDO, HORRÍVEL,LEIAM,GENTE!!! LEIAM,LEIAM: ATENÇÃO DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA! Isso explique a razão de Marina Silva ter declarado a seguinte frase:- Se as pessoas soubessem o que aconteceu nas Eleiçoes de 2014, ficariam enojadas!. Todos os anti-nazistas ficaram chocados e tristes por assistir a maneira como o Aécio perdeu as Eleições. Não deveriam. […]

Fato comprovado:O PT COMPROU e VIOLOU as URNAS ELETRÔNICAS. Alguns ministros, Deputados do PT e a Presidenta Dilma foram avisados, às 08:00 do dia 04 de setembro(1 mês antes das eleições), em uma reunião de emergência envolvendo o Sr. Luis Inácio Lula da Silva (na única vez que o ex-Presidente compareceu a uma reunião no TSE), a Presidenta Dilma, o Ministro José Dias Tofolli, o Sr. José Maduro Presidente da Venezuela, O Sr Gilberto Carvalho, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da OAS. […]

A princípio muito contrariado, o Ministro Tofolli se recusou a violar as urnas eletrônicas por um grande valor em dinheiro. A aceitação veio através do pagamento total de US$7.000.000,00 mais um bônus de US$4.000.000,00 para todos os integrantes da alta corte do TSE , num total de US$ 35.000.000,00 trinta e cinco milhões de dólares) através da empresa OAS. […]

O Sr. Fidel Castro, presidente de Cuba, aplaudiu a colaboração dos Ministros brasileiros, uma vez que a vitória de Dilma trouxe equilíbrio à América do Sul num momento de crise jamais registrada naquela região, com crescente xenofobia e o reaparecimento do neoliberalismo.

Garantiu, também, a Lula, através de seu filho, Lulinha, que o seu pai teria seu caminho facilitado para ser Presidente em 2018.Passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda a política! Desde já, agradeço. Um abraço! Gunther Schweitzer. Central O Globo de Jornalismo. Saiu agora! !!! REPASSANDO Leitura imperdivel Será verdade

Palocci divulgou escândalo da fraude nas urnas eletrônicas em 2014?

Deixamos essa história rolando por alguns dias (na verdade, ela está circulando desde a divulgação da delação de Palocci) porque achávamos que não seria necessário desmentir. Mas não deu… e cá estamos para falar que a história não só é falsa como é velha. Vamos aos fatos.

O mesmo texto circulou na internet após o resultado das eleições de 2014. Na época, o Boatos.org (que só tinha visto o texto após jogos de futebol) desmentiu a informação. Tivemos que voltar a falar no assunto em março de 2016. Veja o que escrevemos na época.

Apesar de o texto ter sido replicado incansavelmente por pessoas que estavam descontentes com os resultados das eleições, a história é só uma adaptação de outros “filmes” que já vimos no Boatos.org. A história de que a Espanha teria entregue os resultados da Copa das Confederações e a de que o Brasil entregou a Copa de 2014 para Alemanha.

Como já dizemos aqui no Boatos.org, a história surgiu após a derrota do Brasil para a França na Copa de 1998. O tal jornalista Gunther Schweitzer não existe. Ou melhor, o Gunther existe, mas não é jornalista. É apenas um desses caras que encaminhou um e-mail e colocou a assinatura corporativa no final. À época da história da Copa do Mundo de 2014, a ESPN falou com Gunther, que é professor de educação física.

Outros nomes como Ronald Rhovald (que foi uma adaptação de Ronaldo Rivaldo) também voltam a aparecer na trama das eleições. Agora, há outros nomes inclusos na história como os dos executivos Paulo Lindolfo, José Beirão, Lúcio Hippolito e do grande Helmans Aleatorius.

Já dá para ver que a história é uma das balelas mais clássicas da internet. Tanto que há uma página do Facebook ótima chamada “Se Vocês Soubessem o que Aconteceu, Ficariam Enojados”. Lá tem a versão dos boatos para todos os gostos.

Deu para entender? Não é possível que Antônio Palocci tenha feito a tal denúncia por um motivo simples: o texto é uma corrente clássica da web que existe desde 1998 e é idêntico a um texto já desmentido por aqui.

Mesmo sabendo de tudo isso, fomos procurar se havia algo relacionado às eleições de 2014 na delação de Palocci. Apesar de Palocci denunciar que as campanhas de 2010 e 2014 custaram ao PT muito mais do que o declarado (ao todo R$ 1,4 bilhão), não há nada sobre urnas “eletrônicas” e “enojados”.

Resumindo: a história que aponta que o ex-ministro Antônio Palocci denunciou uma fraude nas urnas eletrônicas em 2014 é falsa. Além da parte da delação divulgada não falar nada disso, o texto é uma fake news velha que (aposto que sim) voltará a circular após sabermos quem será o novo presidente da República.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)