MST está se programando para invadir casas de veraneio em Santa Catarina #boato

Boato – MST está no Morro do Encano, em Itapema (SC), esperando o dia 30 de outubro para invadir casas de veraneio.

Não é de hoje que muitas pessoas da classe média se posicionam contra propostas, como a taxação de grandes fortunas, com medo do governo levar suas únicas economias. O mesmo ocorre com a falta de apoio ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Por desinformação, muitas pessoas acreditam o MST vai ocupar terrenos de 100 m² produtivos. Exemplo disso é a história de hoje. De acordo com uma história que está circulando por aí, o MST teria desistido de produzir alimentos.

Segundo o vídeo que acompanha a publicação, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) estaria no Morro do Encano, em Itapema (SC), esperando para invadir casas de veraneio. Ainda segundo a história, a invasão estaria programada para o dia 30 de outubro de 2022, data das eleições. Confira:

Versão 1: “Preste muita atenção neste vídeo se você é do litoral catarinense e do Brasil todo. Eu recebi fotos, vídeos, áudios… São verídicos! Pessoal do MST já está no Morro do Encano, em Itapema, pronto para invadir. Só estão esperando o resto das pessoas chegarem. E a princípio, isso acontecerá no dia 30, nas eleições. Isso já está acontecendo. Ontem, invadiram um templo luterano ali em Joinville, com bandeiras da CUT. No Rio Grande do Sul, temos informações de várias invasões. Este é o modus operandis, já está acontecendo. Você está negligenciando defender a sua nação, a sua família, porque você acha que: “ai, eu não vou sujar o meu Instagram, eu não vou postar isso aqui, o que que vão pensar de mim? Ai, eu não vou falar no grupo da família, não vou falar no pessoal do trabalho”. Vão bater na sua porta. Isso já está acontecendo, isso é um núcleo organizado. A CUT, o MST, são braços do PT. Isso é organizado. Isso é um modus operandis, é assim que eles funciona. Vocês estão acovardando-se. Não permitam que isso aconteça. Manifestem-se. Vão bater na porta de vocês. Já está acontecendo, já está acontecendo!”.

Versão 2: “A deputada Carla Zambelli falou que o MST fez um mapeamento do litoral de SC para invadir as casas de veraneio conforme relatos já estão nas proximidades”.

MST está se programando para invadir casas de veraneio em Santa Catarina?

A informação acabou ganhando visibilidade nas redes sociais, em especial, no Twitter e deixou muitas pessoas revoltadas. Apesar disso, a história está longe de ser verdade. A explicação fica por conta da falta de provas e da proposta do MST.

Ao se deparar com o texto, logo de cara ficamos desconfiados. Ele apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, a falta de fontes confiáveis e a ausência de notícias em veículos de comunicação confiáveis.

Além disso, histórias falsas sobre o MST não são novidade na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que o MST estaria bloqueando a transposição do rio São Francisco para faltar água aos nordestinos. Também a que indicava que o MST teria colocado fogo em carros de padre da paróquia de Eldorado dos Carajás (PA) e, por fim, a que apontava que um vídeo mostraria o MST destruindo plantações de mamão e café, no Espírito Santo, em 2022.

Ao procurar por mais informações sobre o assunto, nada encontramos. Além disso, não existe qualquer prova de que o MST está no Morro do Encano, em Itapema (SC). Nem na imprensa e muito menos apontada pelo homem que aparece no vídeo.

Na realidade, não existe nenhuma lógica em toda a história. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) luta pela Reforma Agrária e pela redistribuição de terras na área rural. A principal luta do MST é contra grandes latifúndios improdutivos (terras paradas, sem nenhuma produção). O objetivo do MST é garantir terra a todos, para uma utilização social e racional. Dessa forma, uma vez que o MST ocupa uma área rural, inicia sua luta por infraestrutura e direitos básicos (como água e luz), visando o assentamento de família e a produção de alimentos saudáveis, sem uso de agrotóxicos e transgênicos.

Dessa forma, a história não faz o menor sentido. O MST tem uma luta específica em relação à Reforma Agrária, não à ocupação de casas (o movimento que se ocupa dessa questão é o MTST, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) ou de igrejas.

Por fim, a outra suposta invasão citada pelo homem que aparece no vídeo da história de hoje também é falsa. A própria Igreja Luterana da Paz, em Joinville (SC), negou as informações. De acordo com a Igreja, a movimentação no pátio do templo foi uma manifestação dos estudantes do Instituto de Ensino Luterano de Santa Catarina (Ielusc), que protestavam contra a demissão de uma professora que teria criticado o presidente Jair Bolsonaro.

Em resumo: a história que diz que o MST vai invadir casas de veraneio, em Itapema (SC), no dia das eleições é falsa! Apesar das acusações, não existe qualquer prova de que o MST estaria no Morro do Encano, em Itapema (SC). Muito menos esperando para invadir casas de veraneio na cidade. Se isso não bastasse, o homem que aparece no vídeo da história de hoje ainda cita outra história falsa sobre uma suposta invasão na Igreja Luterana, em Joinville (SC). Por fim, não existe a menor lógica no MST invadir casas, uma vez que a proposta do movimento sequer é essa. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso