Ministros do STF gastaram R$ 4,4 milhões de pregão eletrônico 47 em viagem aos EUA #boato

Boato – Viagem de ministros do STF aos EUA foi paga com dinheiro público. Gasto foi de R$ 4, 4 milhões, liberados pelo pregão 47/2022.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) têm passado por maus bocados fora do país. Na última semana, vídeos mostrando apoiadores do presidente Jair Bolsonaro hostilizando os ministros do STF, nos Estados Unidos, pipocaram na internet.

Os ministros Gilmar Mendes, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, entre outros, estão em Nova York para participar de um evento sobre liberdade, democracia e economia com empresários brasileiros.

E de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, os ministros do STF sequer teriam pagado pela viagem. Segundo uma publicação, Alexandre de Moraes e companhia teriam viajado com dinheiro público. Ainda segundo a história, os ministros teriam gastado R$ 4,4 milhões na viagem aos Estados Unidos, que teriam sido liberados pelo pregão eletrônico 47/2022. Confira:

Versão 1: “PREGÃO ELETRONICO 47/2022 DO stf! QUER DIZER QUE O POVO BRASILEIRO É QUEM ESTA PAGANDO POR ESSA FARRA??????? O GRUPO LIDE DO SR. DORIA QUE CONVIDOU OS MERETRISSIMO VAI RESSARCIR OS COFRES PUBLICOS?????? SENTA O DEDO ROBOZADA!!”. Versão 2: “Viagem dos ILUMINISTROS aos EUA custaram 4,4 milhões de reais, pregão eletrônico 47/2022″.

Versão 3: “R$4.400.000,00 FOI QUANTO PAGAMOS AOS ILUMINISTROS FALAREM DE NOSSA (FALTA) DEMOCRACIA EM EUA. R$4.400.000,00 CONFORME PREGÃO ELETRONICO 47-2022 UMA VERGONHA E ESCARNIO COM NOSSO POVO”.

Ministros do STF gastaram R$ 4,4 milhões de pregão eletrônico 47 em viagem aos EUA?

A informação causou um verdadeiro burburinho nas redes sociais, em especial, no Twitter e no Facebook e causou indignação em diversos brasileiros. Apesar disso, a história não é bem assim. A explicação fica por conta do próprio documento e da origem do pagamento.

No último ano, histórias falsas sobre os ministros do STF têm circulado bastante nas redes sociais. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que o genro do ministro Barroso, do STF, seria dono da rede D’or. Também a que indicava que os ministros do STF teriam deixado um rombo em Itaipu, que foi descoberto por Bolsonaro e, por fim, a que apontava que Alexandre de Moraes teria fugido do Brasil porque descobriram uma fraude nas eleições.

Ao pesquisar por mais informações sobre o assunto, descobrimos que a história não é bem assim. O documento, na verdade, trata-se de um pregão eletrônico que visa a contratação de serviços de emissão de passagens nacionais e internacionais, montagem de roteiros e emissão de seguro viagem. Nos anexos do documento é possível observar que o valor de R$ 4, 4 milhões se refere à uma estimativa do valor total do serviço. Além disso, o anexo também explica que o serviço será pago por cada viagem feita.

Se isso não bastasse, não há qualquer menção à viagem dos ministros aos Estados Unidos. Por outro lado, o Grupo de Líderes Empresariais (Lide), empresa de eventos responsável pela organização do encontro que os ministros do STF estão participando, esclareceu a situação. De acordo com o Lide, as passagens, hospedagem e alimentação dos ministros do STF foram pagas pelo próprio Grupo. Por fim, o próprio TSE afirmou que não teve nenhum custo sobre as viagens dos ministros.

Em resumo: a história que diz que os ministros do STF viajaram aos EUA com dinheiro público, cerca de R$ 4,4 milhões, aprovado no pregão eletrônico 47 é falsa! O documento usado como prova mostra um pregão que visa a emissão de passagens nacionais e internacionais, seguro viagem e a montagem de roteiros. O valor de R$ 4,4 milhões diz respeito à uma estimativa do valor total do serviço. Mas o próprio documento aponta que cada viagem será paga individualmente. Não há nada sobre a viagem dos ministros do STF para os EUA. Por fim, a empresa responsável pela organização do evento pagou todos os gastos dos ministros (passagem, hospedagem e alimentação). Ou seja, a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso