Ministério da Defesa fez nota oficial que cita que não foi encontrado indício de fraudes nas eleições de 2022 #boato

Boato – Em nota oficial, Ministério da Defesa afirma que não encontrou indícios de fraudes nas eleições brasileiras em 2022. 

É oficial: durante as duas últimas semanas após as eleições de 2022, não se fala em outra coisa a não ser as supostas fraudes eleitorais. Enquanto o assunto esteve em alta nos primeiros dias, diversos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro bloquearam rodovias e fizeram protestos golpistas em frente a quartéis. Se isso não bastasse, agora é a vez do outro lado (virando à esquerda) criar “fake news do bem” para tentar acabar com o assunto de uma vez por todas. Exemplo disso é a história de hoje.

De acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, o Ministério da Defesa teria emitido uma nota oficial. Segundo a publicação, a nota afirma que não foram encontrados indícios de fraude nas eleições de 2022. Ainda segundo a publicação, a nota teria sido assinada pelo ministro de Estado da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira. Confira:

“MINISTÉRIO DA DEFESA. CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA DEFESA. NOTA OFICIAL. Brasília, DF. Em 09 de novembro de 2022. Considerando o prazo estipulado até a presente data para a apresentação e exposição do Relatório Final de Fiscalização do Sistema Eletrônico de Votação, realizado pela equipe técnica de Tecnologia da Informação e de Segurança de Dados desta renomada instituição, O Ministério da Defesa (MD) vem a público informar que: Em resumo, não foi encontrado por nossas equipes nenhum indício de manipulação dos resultados que possa configurar fraude do pleito de 2022. Porèm, não obstante, encaminhamos anexo ao Relatório novas ressalvas a serem analisadas e levadas em consideração pela equipe técnica do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o aprimoramento do referido Sistema e, para que ambas as instituições, em objetivo maior, corroborem para a manutenção do estado democrático de direito, garantido a todos os cidadãos brasileiros pela Constituição da República Federativa do Brasil. PAULO SÉRGIO NOGUEIRA DE OLIVEIRA. Ministro de Estado da Defesa”.

Ministério da Defesa fez nota oficial que cita que não foi encontrado indício de fraudes nas eleições de 2022?

A informação causou um enorme burburinho nas redes sociais, em especial, no Twitter, onde viralizou e deixou diversos bolsonaristas indignados. Entretanto, a história não é verdadeira. A explicação está em alguns erros ortográficos da nota e no próprio desmentido do Ministério da Defesa.

Ao se deparar com o suposto documento, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque ele apresenta uma características bastante presente em histórias falsas: erros ortográficos. Em uma determinada passagem, existe um “o” em maiúsculo no meio da frase e, na sequência, existe um acento na palavra “porém” que não é nem um agudo e nem uma crase. Se a nota, com um assunto tão importante, fosse real mesmo, com certeza seria revisada várias vezes antes de ser divulgada.

Além disso, não é de hoje que histórias sobre documentos falsos circulam na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas delas, como a que dizia que o documento fraude nas urnas 2022.pdf, de 70 páginas, das Forças Armadas comprovaria a fraude nas eleições do Brasil. Também a que indicava que a Pfizer teria admitido em um comunicado que não está aplicando vacina, mas sim terapia genética contra a Covid-19 e, por fim, a que apontava que uma Associação portuguesa relevante teria feito uma nota de repúdio contra Bolsonaro.

Ao procurarmos por mais informações sobre o assunto, descobrimos que, de fato, as Forças Armadas fizeram um relatório de segurança sobre as urnas eletrônicas. O documento foi divulgado no dia 9 de novembro de 2022 e encaminhado ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes. O relatório das Forças Armadas atestou a segurança das urnas eletrônicas e não encontrou nenhum indício de fraude nas eleições brasileiras de 2022. Apenas sugeriu melhorias que poderiam ser implementadas pelo TSE.

Entretanto, a suposta nota oficial que está circulando na internet não é verdadeira. O próprio Ministério da Defesa desmentiu a informação em uma publicação no Twitter. De acordo com eles, o relatório produzido pela equipe técnica das Forças Armadas foi feito para o TSE e não para os brasileiros.

Não caia em #FakeNews!  O Ministério da Defesa informa que o relatório produzido pela equipe técnica das Forças Armadas acerca da fiscalização do sistema eletrônico de votação foi encaminhado, hoje (09), ao TSE.

Em resumo: a história que diz que o Ministério da Defesa fez uma nota oficial para dizer que não foram encontrados indícios de fraude nas eleições de 2022 é falsa! De fato, a área técnica do Ministério da Defesa realizou uma auditoria nas urnas eletrônicas que resultou em um relatório sobre a segurança dos dispositivos. Ele foi divulgado no dia 9 de novembro de 2022 e mostrou que não há indícios de fraude nas eleições de 2022. Entretanto, a suposta nota oficial que está circulando na internet não é real. Além dela apresentar erros ortográficos, o próprio Ministério da Defesa apontou que se trata de uma fake news. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso