Gerson Florindo, do PT, fingiu ser eleitor de Bolsonaro e xingou Haddad #boato

Boato – Gerson Florindo, presidente do PT de Ubatuba, vestiu a camisa de Jair Bolsonaro e xingou Fernando Haddad na saída da missa só para culpar candidato do PSL. Vídeo mostra tudo.

Nestas eleições não são apenas os candidatos que estão sofrendo com notícias falsas. Pessoas comuns (como eu e você) também estão sendo acusadas e correndo riscos. Já desmentimos histórias que acusavam mulheres de ter ajudado Adélio (os casos estão aqui, aqui e aqui) e, mais recentemente, de um sujeito acusado por se passar por eleitor de Bolsonaro e distribuir capim. Hoje temos mais uma história do gênero.

De acordo com um texto que circula na internet, Gerson Florindo, que seria presidente do PT de Ubatuba, teria se disfarçado de eleitor de Bolsonaro para xingar Haddad na “saída” da missa. Claro que o objetivo seria colocar a culpa do ataque no candidato do PSL. Leia as mensagens que circulam online:

Versão 1: O PT é mesmo um partido de maus carateres. Colocaram um petista com camisa amarela para fingir ser eleitor do Bolsonaro e xingar o Haddad na Missa. Na verdade, é um petista passando por eleitor do Bolsonaro. E Gérson Florindo, Presidente do PT de Ubatuba – SP. Só tem canalhas nesse partido!

Versão 2: Olha o eleitor do Bolsonaro que foi xingar o Haddad na Missa – nota do PT. Na verdade, é um petista passando por eleitor do Bolsonaro.  E Gérson Florindo, Presidente do PT de Ubatuba – SP. Só tem canalhas nesse partido! Não salva um

Gerson Florindo fingiu ser eleitor de Bolsonaro e xingou Haddad na missa?

Muita gente já saiu acusando o sujeito e falando da trama do PT. Mas será mesmo que Gerson Florindo se disfarçou de Bolsonarista, foi na missa e xingou Haddad e a CNBB? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Vamos contextualizar a história para explicar melhor. O tal vídeo (que você pode ver abaixo) foi gravado no dia 11 de outubro. De acordo com essa reportagem, o incidente aconteceu durante encontro de Haddad com membros da CNBB em um hotel (não em uma missa ou na sede da CNBB) em Brasília. É claro que a filmagem passou a ser utilizada por petistas para atacar Bolsonaro.

Vale dizer que nenhuma das matérias apontou quais seriam os nomes das pessoas (ou seja, a informação sobre Gerson Florindo não está em nenhuma fonte confiável). Alguns dias depois do acontecimento, o nome do petista surgiu na internet por causa de outra polêmica. Um áudio dando “dicas” de como se comportar se um pastor falar bem de Bolsonaro foi atribuído a ele. Assista:

No meio da viralização do conteúdo, alguém teve a “bela ideia” de atribuir os xingamentos contra Haddad e CNBB a Gerson Florindo, apresentado como “presidente do PT de Ubatuba”.

Agora que está tudo contextualizado, vamos aos veredictos. 1) Gerson Florindo não é o atual presidente do PT de Ubatuba. 2) O áudio falando sobre o comportamento em igrejas evangélicas é dele. 3) Não é ele no vídeo do homem que usa a camisa de Bolsonaro.

Parte do “mistério” é desvendado com algumas questões lógicas. A primeira é que o sujeito do vídeo não se parece fisicamente com Gerson Florindo. As principais diferenças estão no cabelo (o do petista é mais longo e cacheado. O do sujeito do vídeo é curto e liso) e na voz. Há diferenças no timbre e no sotaque.

O segundo ponto está na própria mensagem. Ela é vaga, alarmista, com erros de português e não cita fontes confiáveis. Como falamos antes, não há nenhuma fonte que confirme isso. Ao buscar sobre o conteúdo, achamos, inclusive, uma negativa.

Um jornal de Ubatuba entrevistou Gerson Florindo (que não é mais presidente do PT local) e o real presidente do partido da cidade, Mauricio Moromizato. Ambos confirmaram que o áudio é real, mas não é Florindo no vídeo. Mais do que isso, eles falaram que vão processar o artista que compartilhou a informação.

Resumindo: a história que aponta que o petista Gerson Florindo se disfarçou de eleitor de Bolsonaro para atacar Haddad é falsa. Além de a tese não ter pé nem cabeça, a informação “brotou” nas redes sociais e já foi desmentida. Balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)