Maria Clara Ribeiro Tarabal é procurada pelo atentado contra Bolsonaro #boato

Boato – Uma mulher passou a faca para Adélio Bispo de Oliveira atacar Bolsonaro. Ela se chama Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal e é procurada pela Polícia Federal.

Dentre todos os absurdos que têm surgido após o atentado contra Bolsonaro, alguns dos mais graves deles estão relacionados a acusações contra pessoas que nada têm a ver com o crime. Nos últimos dias, três mulheres, no mínimo, tiveram o nome ligado injustamente ao caso. O primeiro destes três nomes (também já temos o texto que fala da fake news sobre Aryane Campos) que vamos tratar é o de Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal (também tratada como Maria Clara Ribeiro Tarabal ou, ainda, Clara Ribeiro).

Tudo começou com uma tese que surgiu na internet: a de que uma mulher teria “passado uma faca” para um homem, que teria passado a faca para Adélio Bispo de Oliveira atacar Bolsonaro. A teoria, nem perto comprovada (até porque não tem muita lógica as pessoas ficarem passando uma faca de mão em mão na multidão), fez com que as pessoas buscassem alucinadamente pela identidade da tal mulher.

Foi a partir do vídeo que as pessoas chegaram a um perfil do Twitter chamado Claaribeir0. A usuária, que se diz de Juiz de Fora, fez uma postagem infeliz no Twitter em 1º de setembro. “Bolsobosta vai vir pra JF dia 06 de setembro, se organizar direitinho a gente organiza um atentado e mata ele”. No dia 4 de setembro, ela foi respondida pelo próprio Bolsonaro.

No dia 6 de setembro, aconteceu o ataque a Bolsonaro e a “tese da faca de mão em mão”. Não demorou muito para as pessoas chegarem à conclusão de que a pessoa do vídeo era a Claaribeir0. Mas não parou por aí: começou a circular na internet a informação de que a “Claaribeir0” do Twitter (que, por sua vez, também nada tem a ver com o atentado) seria a estudante Maria Clara Ribeiro Tarabal.

O primeiro local em que a informação passou a circular foi o próprio perfil Claaribeir0. Após o perfil ter sido supostamente hackeado, a usuária foi identificada como Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal e exposta em um post. Leia mensagem que circula online:

Versão 1: Esta é Maria Clara Ribeiro Tarabal, a última suspeita envolvida na tentativa de assassinato de Jair Bolsonaro. Ate o momento a Polícia Federal tem 4 suspeitos, 3 foram presos e ela esta foragida [..] Até o momento o que se sabe que ela é estudante da Universidade Federal de Ouro Preto, se você tem informações sobre ela encaminhe agora mesmo para a Polícia Federal.

Depois deste “início promissor”, o nome de Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal começou a se espalhar de outras formas em redes sociais. Em uma segunda versão, ela foi apresentada (claro, além da mulher que passou a faca para Adélio) como “militante do PSOL e ativista terrorista”. Em uma terceira versão, ela aparece como “assessora do deputado federal do PT Miguel Côrrea”. Leia

Versão 2: MARIA CLARA DE PAULA RIBEIRO TARABAL é Militante do PSOL e ativista terrorista, e é procurada por formação de quadrilha, cumplice de tentativa de assassinato, porte de arma cortante com intenções criminosas e outras acusações. QUEM A VIR TELEFONE A POLÍCIA FEDERAL. Versão 3: Descobriram o nome da Petista que passou a Faca para o Vagabundo *Maria Clara Ribeiro Tarabal.* Assessora do deputado federal do PT Miguel Correa. Ela desativou seu facebook.

Maria Clara Ribeiro Tarabal é procurada pelo atentado contra Bolsonaro?

Imagine só se você estivesse no lugar desta mulher? Acontece um crime de comoção nacional e, sem mais nem menos, as pessoas começam a falar que a Polícia Federal está atrás de você e que você ajudou a cometer esse crime. E sabe o que é o pior de tudo? Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal não tem nada a ver com a história. Vamos aos fatos.

O primeiro ponto que desmente a acusação (e as outras que envolvem outras mulheres) está no fato de que a tese “da mulher que passou a faca” não está comprovada (por sinal, é uma tese bem fraquinha, mas vamos deixar para a PF descartar). Nesta matéria da Agência Estado, a Polícia Federal chega a falar que a mulher já foi identificada e prestará depoimento, mas também não há provas de seu envolvimento com o crime

Segundo ponto: essa informação já derruba a tese de que a “mulher da faca” seria “procurada pela polícia” ou mesmo “acusada”. Desnecessário dizer que o nome de Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal não está na lista de “procuradas” da Polícia Federal pelo atentado a Bolsonaro. Se estivesse, estaria circulando por toda mídia e não só “na mídia” do zapzap e do feice.

Então é isso, por enquanto: mesmo se a Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal fosse a pessoa do vídeo, ela não seria “acusada” ou “procurada”. Agora, só tem um “detalhe” a mais nesta história: ela sequer é a pessoa do vídeo ou do perfil Claaribeir0. Já na sexta-feira (07), fomos buscar mais informações sobre o perfil dela e chegamos ao seu Instagram.

De cara, descobrimos que, ao contrário do que algumas acusações apontam, ela não estuda em Juiz de Fora (ela estuda em Belo Horizonte),  não é assessora do deputado Miguel Corrêa (a informação é confirmada com uma busca pela lista de servidores da Câmara) e nem filiada ao PSOL (algo que pode ser comprovado aqui). No perfil do Instagram (que foi desativado), encontramos duas coisas: 1) Não há postagens políticas (pelo menos não encontramos). 2) Ela chegou a desmentir a história. Leia:

Fui vítima de uma fake news. Veicularam fotos, minhas redes sociais, e meu nome com uma notícia sobre um atentado contra Bolsonaro. Parece uma piada de mal gosto mas não é. Centenas de pessoas estão me adicionando e enviando mensagens deliberadamente me xingando de vagabunda, p…, imunda, quando não estão fazendo ameaças inclusive de morte. Troquei meu arroba e meu nome diversas vezes para que parassem de me importunar. Não pararam.

Começaram a buscar meus dados pelo escavador, enviaram mensagens para familiares. Minha vida em dois segundos virou um inferno por conta de uma notícia porca e sem fontes, pelo fanatismo, pela ignorância humana. Tenho print de tudo e estou sendo auxiliada por uma advogada colhendo todo material que posso enviar para a delegacia de crimes cibernéticos, que estava fechada hoje. Peço encarecidamente para que vocês que estão vindo ao meu perfil através dessa notícia absurda que PAREM de veicular isso. Eu nunca estive em Juiz de Fora e pessoas estão me ameaçando de morte. É uma irresponsabilidade tremenda o que vocês estão fazendo.

No mesmo dia, conseguimos falar com Maria Clara por meio do chat do Instagram. Ela nos apontou que a conta do Twitter Claaribeir0 não é dela (até porque ela tem outro perfil na rede social) e que não sabia de onde a história havia surgido. A mulher parecia um tanto nervosa e até arredia com as nossas perguntas (ela chegou até a tentar nos dar uma “aula de checagem” que não foi lá muito útil, mas tudo bem). Por sinal, o perfil do Instagram acabou deletado em algum momento entre 7 e 10 de setembro.

Resumindo: temos diversos boatos dentro de um só. 1) Não há qualquer confirmação de que uma mulher “passou a faca para Adélio Bispo de Oliveira”. 2) A mulher que está no vídeo não é a “Claaribeir0” do Twitter. 3) O perfil Claaribeir0 não é de Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal. 4) A Polícia Federal não está procurando Maria Clara de Paula Ribeiro Tarabal. Ou seja: estamos diante de uma fake news das mais graves. Aquela dica de ouro continua valendo: não compartilhe o que você não tem certeza.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

6 comentários em “Maria Clara Ribeiro Tarabal é procurada pelo atentado contra Bolsonaro #boato

  • 20/09/2018 em 07:12
    Permalink

    NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO, VEM COM ESSA CONVERSA FIADA PRA CÁ NÃO, ELA TÁ ENVOLVIDA SIM, TA PROTEGENDO ELA PORQUE MALANDRO? É AMIGUINHA SUA?
    DESATIVOU TUDO, CONTA DO FACEBOOK, TWITER, E FICOU ENTOCADA E ETC, AGORA TA COM MEDINHO E CHAMANDO PULISSA?…, SÓ TAMU ESPERANDO A POEIRA BAIXAR TÁ LIGADO, E PODE AVISAR A ELA FICAR TRANQUILA QUE VAI SER NA CALADA QUANDO TODOS ESQUECEREM ISSO.
    ELA TEM UM ROSTINHO MUITO BONITINHO, MAS SERIA UMA PENA SE 500ML DE H2SO4 VOASSE NA CARA DELA.

    Resposta
  • 15/09/2018 em 17:09
    Permalink

    Ninguém com boa índole, faz ameaças em vão…

    Resposta
  • 11/09/2018 em 14:29
    Permalink

    Ela tem muito a ver com essa história sim, pois ela ameaçou um candidato à presidência, e ameaça de assassinato é crime codificado no código penal. Quando dirigida contra pessoas públicas, enquadra-se na Lei de Segurança Nacional.
    Ela que arque com as consequências.

    Resposta
  • 10/09/2018 em 16:12
    Permalink

    se ela nao deve nada vai ate a PF e se explica
    quem nao deve nao teme

    Resposta
  • 10/09/2018 em 15:45
    Permalink

    onde tem fumaça ,tem fogo…todos que diziam querer matar Bolsonaro, agora estão com o kw na mão…ou a mão no kw…tem de ser ouvidos…ameaça de morte é grave…o fatos é que as ameaças foram publicas….e foi concretizada….o video não mente….uma foto vale por mil palavras…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)