Bolsonaro dá início a projeto Amazônia Conectada que leva internet fibra ótica à região, mostra vídeo #boato

Boato – O governo Bolsonaro, por meio do ministro Marcos Pontes, deu início ao projeto Amazônia Conectada. A ideia é levar internet de alta velocidade por meio de cabos de fibra ótica em rios.

Passados 13 meses de governo, já podemos dizer que o que não tem faltado na internet desde janeiro de 2019 são informações erradas de ações do governo de Jair Bolsonaro relacionadas a vídeos antigos ou fora de contexto.

Já falamos aqui de histórias que incluem o fim da seca no Nordeste (aqui e aqui), ponte ferroviária, construção de estrada de ferro por chineses, energia no Pantanal e outras. Hoje, a história envolve internet e região Amazônica.

Um vídeo de um projeto chamado Amazônia Conectada, que prevê a interligação de cidades por meio de fibra ótica por meio de rios da Amazônia, começou a circular junto com a informação de que Bolsonaro e Marcos Pontes, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, deram o pontapé inicial à iniciativa. Leia algumas das mensagens que circulam online e assista ao vídeo:

Versão 1: Governo Bolsonaro, através do Ministro Marcos Ponte – Ciências e Tecnologia / Exército Brasileiro deram início ao maior programa de interligação via internet do mundo através de rios. Toda a Região da Amazônia, inclusive territórios indígenas terão conceção direta com o mundo todo. Esse é o Governo que votei. Versão 2: Amazônia conectada, um projeto do Governo Bolsonaro.

Versão 3: Olha isso aí, amigo. Amazônia Conectada através de cabos de fibra ótica vai marcar o Governo Bolsonaro e levar aos municípios a TIC – Tecnologia da Informação e Comunicação, base de qualquer desenvolvimento econômico, social e ambiental, de modo a possibilitar ao Brasil o completa domínio da Amazônia brasileira. Desconhecia esse importante projeto, que me surpreendeu.

Vídeo mostra que Bolsonaro deu início ao projeto Amazônia Conectada que leva internet fibra ótica à região?

O tal vídeo se espalhou muito na internet e deixou muita gente espantada. Estaria tudo certo se não fosse um detalhe: o vídeo e o lançamento do projeto não são do governo Bolsonaro. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

De cara, as mensagens já nos causaram desconfianças. Isso porque ela tem algumas das principais características de boatos online como ser vaga, alarmista e com erros de português (inclusive no nome do ministro Marcos Pontes). Além disso, como mostrado no início do texto, esse tipo de balela tem sido comum na web desde que Bolsonaro assumiu o poder.

Já desconfiados, fomos buscar mais informações a respeito do tal projeto. Logo descobrimos ele não foi lançado no governo Bolsonaro. Veja o que diz a página do projeto, no site do Exército:

O Projeto Amazônia Conectada tem sua instituição amparada pela Portaria Interministerial Nr 586, de 22 de julho de 2015, assinada pelos ministérios da Defesa, Comunicações e Ciência, Tecnologia e Inovação.

O objetivo desse grande Projeto é expandir infraestrutura de comunicações e contribuir para as ações do Governo Federal desenvolvidas no âmbito do Programa Nacional de Banda Larga na região Amazônica.

Ao buscar por mais informações, descobrimos que o Amazônia Conectada chegou a ser rebatizado para Programa Amazônia Integrada Sustentável e que o Tribunal de Contas da União (TCU) chegou, em 2019, a apontar que o programa não atingiu os objetivos.

No relatório, o TCU apontou que um decreto de 2019 deixou o programa sem comando e que 85km de fibra ótica chegaram a ser instalados, mas que apenas um dos 12 pares de fibra ótica está em funcionamento.

Já deu para ver que o programa é antigo e não é do governo Bolsonaro. Mas e o vídeo? Significa uma “retomada do programa”? A resposta é não. Ao buscar pela filmagem, que se referia à instalação de fibra ótica entre Coari (AM) e Tefé (AM), já circula na internet desde 2016. Veja uma das versões que achamos na web:

Resumindo: a história que aponta que Bolsonaro lançou o programa Amazônia Conectada é falsa. O programa foi lançado em 2015, já mudou de nome e o vídeo em questão já circula online desde, no mínimo, 2016.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2UyyDRF

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet