Bolsonaro foi à Rússia para entregar dossiê do Exército contra o STF, evitar fraude das urnas e dar xeque-mate no sistema #boato

Boato – Bolsonaro viajou à Rússia para entregar um dossiê das Forças Armadas contra o STF e as urnas eletrônicas

A guerra entre a Rússia e a Ucrânia se tornou o assunto mais falado no mundo inteiro. No Brasil, a situação chamou a atenção por um detalhe: a visita do presidente Jair Bolsonaro à Rússia, na véspera do início dos conflitos.

No dia 16 de fevereiro de 2022, Bolsonaro se encontrou com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, no país russo. Após a volta de Bolsonaro, o presidente brasileiro tem mantido uma posição neutra e chegou a dizer que não condenaria as ações do presidente russo.

Mas de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro teria um motivo especial para visitar a Rússia e outros países na visita feita em meados de fevereiro de 2022. Segundo a publicação, Bolsonaro teria entregue um dossiê, feito pelas Forças Armadas, contra as urnas eletrônicas e o Supremo Tribunal Federal (STF). Ainda segundo a história, Bolsonaro ainda teria dado um xeque-mate nas autoridades brasileiras. Confira:

“REPASSEM PARA TODOS OS ESTADOS BRASILEIRO. Leiam até o final. XEQUE MATE: BOLSONARO DEU UMA ENQUADRADA NA QUADRILHA !!! Bolsonaro deu uma enquadrada gigantesca no sistema podre. Estrategicamente, foi dando linha, expondo cada peça, e agora tem todos em suas mãos. Terceira via não existe, Moro se tornou um fantoche que será descartado logo, logo… Lula desistirá da candidatura pois sabe que não está em primeiro lugar nas pesquisas e com o exército no comando das eleições, não haverá fraude. Ele não vai querer passar esta vergonha. Bolsonaro tem ido a países não só fazer negócio, mas para entregar o dossiê feito pelos militares contra o STF., pois eles sabem que haverá confronto nas ruas com ele ganhando as eleições, (e ganhará), então será nesta hora que as Forças Armadas entram em cena para prender os cabeças da hidra, e os ministros causadores de crimes contra a nação. 

Com este dossiê com os chefes de cada nação visitada, ele terá provas externas que agiu o tempo todo dentro da lei e o STF não, então os países chaves, como Rússia, Israel, EUA e mais uns estarão ao lado dele. Os três patetas, Alexandre de Moraes, Barroso e Fachin já entenderam onde se enfiaram e sabem que suas cabeças vao rolar, e por isso estão atacando o presidente, não tem mais nada a perder. Perceba como Alexandre de Moraes ficou de cabeça baixa mexendo no celular quando Fachin falava da vulnerabilidade do sistema, querendo acusar o Bolsonaro de ter ido na Rússia fazer acordo com o Putin para invadir o sistema eleitoral brasileiro. 

Esta postura mostra que ele sabe que perdeu. A Rússia será uma aliada cibernética do Brasil para evitar a fraude, além das FFAA. Bolsonaro colocando coturno nas aparições, é um recado para o sistema que as FFAA irão combater o sistema. O ENQUADRAMENTO tá gigante. O Sistema já perdeu. Haverá manobras deles ainda? Sim, mas só nas peças onde não farão mais efeito. O cheque mate está em curso Bolsonaro é um estrategista frio e calculista. Parabéns Presidente”.

Bolsonaro foi à Rússia para entregar dossiê do Exército contra o STF, evitar fraude das urnas e dar xeque-mate no sistema?

A informação causou um verdadeiro burburinho nas redes sociais e agitou, especialmente, os grupos bolsonaristas no Facebook. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da falta de provas e do teor absurdo da mensagem.

Ao olhar a publicação, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque a mensagem apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, os erros ortográficos e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, histórias que apontam que Bolsonaro enquadrou ou de um xeque-mate em alguma instituição não são novidade na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que Bolsonaro teria dado um xeque-mate no TSE e no STF e provado a fraude nas urnas eletrônicas. Também a que indicava que Bolsonaro teria revelado um esquema de José Dirceu e do STF e a CIA teria descoberto que ele venceu as eleições, em 2018, no primeiro turno e, por fim, a que apontava que Bolsonaro teria derrubado a República e provado a fraude nas urnas eletrônicas.

Ao analisar a publicação, é possível perceber que a mensagem não faz muito sentido. Além disso, o texto ainda traz informações erradas. Ao longo da publicação, o autor aponta que não é possível falar em terceira via, porque Moro se transformou em um fantoche. Isso está errado. Ao que tudo indica, Moro deve sim disputar as eleições e, caso não participe, ainda existem outros nomes na disputa. Outra afirmação equivocada é a de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria desistido de concorrer nas eleições presidenciais de 2022. A informação surgiu do nada e dava conta que Lula desistiria do pleito, por causa de revelações de Adélio Bispo. A equipe do Boatos.org já desmentiu essa informação aqui.

Outro ponto falso é a afirmação de que Lula não estaria em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto. Além de não existirem provas disso, todas as pesquisas de intenção de voto até o momento mostram que Lula deve ser eleito em 2022. Se isso não bastasse, o autor da mensagem ainda aponta que o Exército estaria no comando das eleições e que isso seria um indício de que as eleições não teria fraude. Essa afirmação está totalmente equivocada. Quem está no comando das eleições é o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e apesar de muito ladrar, até agora ninguém conseguiu provar a suposta fraude nas urnas eleitorais. Além disso, o autor da mensagem ainda aponta que militares das Forças Armadas teriam elaborado um dossiê contra o STF e o presidente teria entregado o documento para outros países (como Rússia e Hungria). Pois bem, não existe nenhum indício de que o dossiê exista, até porque o trabalho de um militar não é fazer dossiês atacando instituições democráticas. Além disso, não há provas de fraudes. O que existem são questões que já foram respondidas pelo próprio TSE.

Por fim, todas as acusações contidas na história de hoje se baseiam na tese de que o TSE e o PT teriam fraudado as urnas eletrônicas para Bolsonaro perder as eleições, mas Bolsonaro teria descoberto e evitou tudo com a ajuda da Rússia e do Exército. Não existe nenhuma prova de que isso seja real e essa narrativa falsa, inclusive, já colocou em maus bocados até o próprio presidente Jair Bolsonaro.

Em resumo: a história que diz que Bolsonaro teria ido à Rússia para entregar um dossiê das Forças Armadas contra o STF e as urnas eletrônicas é falsa! A história surgiu do nada e, simplesmente, não existem provas de nada do que é dito no texto. Vale ressaltar que a história de hoje se sustenta na velha tese de que o STF e o PT teriam tentado fraudar as urnas eletrônicas para derrotar Bolsonaro nas eleições. Como já lembramos, não existem provas de que isso ocorreu ou está acontecendo. Além disso, volta e meia essa teoria acaba retornando à internet, especialmente, em momentos em que Bolsonaro é atacado. Como o ônus da prova é de quem acusa e, nesse caso, não temos prova, podemos cravar que a história não passa de balela!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3HIppbu
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso