Vídeo mostra genocídio na China, Venezuela e Cuba promovido pelo “comunismo” e “socialismo” #boato

Boato – Comunismo e socialismo adotados por China, Venezuela e Cuba está causando genocídio. A prova é um vídeo de cristãos e adversários políticos sendo mortos de jogados em uma vala com pneus. 

Desde as eleições de 2018, histórias falsas (e bizarras) sobre as noções de socialismo e comunismo têm inundado as redes sociais. Em geral, são mensagens indicando os malefícios de um sistema socialista ou comunista.

Além disso, esse tipo de história costuma citar países que supostamente adotam o sistema socialista e comunista e mostrar vídeos e imagens do que esse tipo de sistema é capaz de fazer. E quando achamos que essas histórias estavam acabadas, novos textos começaram a circular.

Exemplo disso é a história de hoje. De acordo com uma história que ganhou repercussão nas redes sociais, a China estaria executando civis por causa do seu regime comunista. Segundo a publicação, o comunismo e o socialismo, adotados por países como China, Venezuela e Cuba, estariam matando cristãos e adversários políticos. Ainda de acordo com as imagens que acompanham a história, os exércitos estariam jogando civis em valas e executando pessoas com tiros. Confira:

“Alguém sabe oque está acontecendo na China, Venezuela, Cuba, Síria ??? O comunismo e socialismo matam cristãos e adversários políticos como se fosse baratas!!! Estou compartilhando este genocídio antes que do wattsapp bloqueie para que ninguém saiba disso !!! *Isso sim é ditadura e genocídio!!!”.

Vídeo mostra genocídio na China, Venezuela e Cuba promovido pelo “comunismo” e “socialismo”?

A informação viralizou rapidamente nas redes sociais, em especial, no Twitter e deixou muita gente horrorizada. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta de alguns detalhes presentes no vídeo e da origem das imagens.

Ao ver a mensagem, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque o texto apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, como já mencionamos anteriormente, histórias falsas envolvendo países que supostamente adotaram sistemas comunistas ou socialistas não são novidade por aqui. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que Haddad teria sido flagrado comemorando a implantação do comunismo do PT no Brasil. Também a que indicava que a Argentina teria retirado imagens de igrejas e dado início a modelo avançado de comunismo e, por fim, a que apontava que cubanos teriam jogado artistas e jornalistas defensores do comunismo em caminhão de lixo.

Ao analisar a história, percebemos alguns erros. O primeiro deles é a aparência das pessoas que aparecem no vídeo. Não são pessoas asiáticas (como indica a história, dizendo que o caso ocorreu na China). Muito menos parecem latinos.

Se isso não bastasse, ao procurar um pouco mais sobre a origem do vídeo, descobrimos que as imagens foram feitas na Síria. O vídeo só foi revelado nesta semana, mas é antigo. As imagens foram obtidas por um recruta de uma milícia síria, após ter acesso a um laptop de uma das alas de segurança do governo de Bashar Al-Assad. O vídeo é datado de 16 de abril de 2013 e foi registrado no distrito de Tadamon, em Damasco, capital da Síria.

Inicialmente, o vídeo foi vazado para um ativista de oposição na França e, posteriormente, para um professor da Universidade de Amsterdã, que resolveu investigar a fundo a história. Após criarem um perfil no Facebook e conversarem com vários militares pró-Bashar Al-Assad, o professor da Universidade de Amsterdã e sua orientanda, Annsar Shahhoud, entregarem todo o material que coletaram ao longo dos anos para promotes da Holanda, Alemanha e França.

Por fim, é importante ressaltar que Bashar Al-Assad é presidente da Síria desde os anos 2000. Após promover repressões em massa e cercos militares contra manifestantes, Al-Assad iniciou uma guerra civil. Ele já foi acusado internacionalmente por crimes de guerras. E o governo Bashar Al-Assad não tem nada a ver com o socialismo ou comunismo.

Em resumo: a história que diz que um vídeo mostra o regime socialista e comunista da China, da Venezuela e de Cuba matando cristãos e adversários políticos é falsa! O vídeo usado na história de hoje não tem nada a ver com regimes socialistas ou comunistas. Na realidade, o vídeo foi gravado em 16 de abril de 2013, no distrito da Tadamon, em Damasco, capital da Síria. As imagens mostram militares do governo de Bashar Al-Assad assassinando civis. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso