Argentina retira imagens de igrejas e dá início a modelo avançado de comunismo #boato

Boato – Vídeo mostra que a Argentina deu início ao modelo mais avançado de comunismo. Isso porque está retirando imagens de igrejas.

Nos dias anteriores às manifestações de 7 de setembro, o que não faltaram na internet foram mensagens tentando “motivar” as pessoas a irem às ruas para mostrar apoio ao presidente Jair Bolsonaro e, quiçá, defender pautas antidemocráticas. Uma delas tratava de um exemplo de “ameaça” do comunismo.

Um vídeo de uma imagem de Jesus Cristo sendo retirada da cruz de uma igreja viralizou junto com mensagens que apontam que a ação se deu por conta de uma ordem do “governo comunista da Argentina” e que isso viria a acontecer no Brasil se as pessoas não fossem às ruas no dia 7 de setembro. Leia algumas das mensagens que circulam online e assista ao vídeo:

Versão 1: Argentina dá início ao modelo mais avançado de comunismo. Vejam, observem e reflitam. Se é isto que você quer e deseja pro Brasil. 07 de setembro: Independência ou Morte. Brasil acima de tudo. Deus acima de todos.

Versão 2: EM CUBA, NA VENEZUELA E AGORA NA ARGENTINA OS DITADORES COMUNISTAS TIRARAM E ESTÃO TIRANDO E DESTRUINDO AS IMAGENS DAS IGREJAS. SE OS BRASILEIROS, NO DIA 07 DE SETEMBRO, NÃO FOREM PARA AS RUAS ESTA DESGRAÇA PODERÁ ACONTECER TAMBÉM NO BRASIL

Argentina retira imagens de igrejas e dá início a modelo avançado de comunismo?

O vídeo, principalmente nos dias anteriores aos protestos de 7 de setembro (que já já vai virar página virada), viralizou entre grupos de pessoas simpáticas ao presidente da República. Porém, não é verdade que o vídeo seja da Argentina ou mesmo seja uma retirada de imagens de uma igreja pelo comunismo.

Quando nos deparamos com o vídeo, sentimos uma sensação de que ele não era novo. O motivo não demorou muito para aparecer: o mesmo vídeo foi utilizado em outro boato sobre “comunismo fechou igrejas”.

Em 2019, a mesma mensagem circulou como se fosse de uma igreja fechada pelo presidente da Venezuela Nicolás Maduro. De fato, o vídeo é da Venezuela. Porém, a filmagem nada tem a ver com fechamento por causa do governo e sim por uma ameaça de violência. Relembre o que escrevemos na época.

Antes de falar do caso real por trás do vídeo, temos que falar o básico. 1) As mensagens seguem aquelas características básicas de boatos online: vaga, alarmista, com erros de português, pedido de compartilhamento e sem citar fontes confiáveis. 2) Ao buscar por qualquer ordem de Maduro contra a Igreja Católica, nada encontramos. Ao contrário, Maduro chegou até a “pedir ajuda ao papa” recentemente (cita-se, que a ajuda teve uma resposta dura).

Dito isso, vamos à história. O vídeo foi feito em janeiro deste ano (antes mesmo de Maduro “chamar o papa”) na paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, localizada em Maracaibo. De acordo com notícias da época, um grupo de 40 pessoas armadas invadiram a igreja e começaram a “quebrar tudo”. Ao todo, 15 pessoas ficaram feridas.

Após o ataque, integrantes da paróquia resolveram fechar a igreja. O vídeo em questão era justamente do momento em que as imagens eram retiradas do local e o próprio áudio justifica e explica o que aconteceu.

Vale apontar que, ao buscar por qualquer relato de que o governo da Argentina esteja “fechando igrejas” e “retirando símbolos dela” por questões ideológicas, nada encontramos. Ou seja: pegaram um vídeo antigo e deram uma roupagem nova a ele só para fortalecer a tese de que “o Brasil vai ser demolido pelo comunismo”.

Resumindo: é falsa a informação que aponta que o governo da Argentina resolveu, por causa do comunismo, retirar símbolos de igrejas no país. O vídeo é antigo, da Venezuela e nada tem a ver com questões governamentais ou ideológicas.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet