Motos e carros são queimados em guerra civil na Venezuela, mostra vídeo #boato

Boato – Venezuela está em guerra civil e governo de Nicolás Maduro está apreendendo e queimando motos e carros por causa do petróleo. Vídeo mostra toda a ação. 

A situação do mercado de combustível na Venezuela não está sendo favorável nos últimos meses. Em março de 2021, a crise do óleo diesel ameaçou agravar ainda mais a falta de alimentos no país. Em 2020, a situação não foi diferente. Em novembro do ano passado, diversos venezuelanos chegaram a roubar petróleo da estatal PDVSA e produzir sua própria gasolina.

E de acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o petróleo teria acabado na Venezuela e o país estaria falido. Segundo a história, como medida, o governo estaria apreendendo carros e motos dos venezuelanos. Ainda de acordo com a publicação, uma guerra civil teria começado no país, com saques, invasões e assassinatos. Confira:

“*Venezuela hoje. Começou a guerra Cívil, saques, invasões à residências e assassinatos em massa. Maduro está escondido protegido pelo Exército para não ser assassinado* Isso não é um pátio de carros não! Eles vão rendendo as pessoas e tomando os carros e motos a duas semanas. O petróleo acabou tambem, estava vindo do Irã,vá Venezuela não tem mais como extrair, faliu tudo. Parabéns Lula, STF e Rede Globo pelo comunismo, vocês alcançaram seus objetivos na Venezuela, mas aqui no Brasil não, aqui vocês terão que correr e se ficar vão morrer!”.

Motos e carros são queimados em guerra civil na Venezuela, mostra vídeo?

A informação viralizou nas redes sociais, especialmente, no Facebook e entre as pessoas que acreditam que “o Brasil vai virar a Venezuela”. Entretanto, a história não passa de balela. A explicação fica por conta de elementos de outros países no vídeo e também por notícias sobre onde ocorreu o caso.

Alguns pontos já nos deixam desconfiados. Basta olhar para a publicação para perceber que ela apresenta diversas características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, os erros de português e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, histórias falsas sobre a Venezuela são recorrentes na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas delas, como a que dizia que um vídeo mostraria a guerra civil na Venezuela, em 2021. Também a que indicava que Maduro teria feito um acordo com coronavírus na Venezuela e, por fim, a que apontava que um sargento da Guarda Bolivariana teria atirado em coronel e desobedecido ordens de Maduro na Venezuela.

E assim como no desmentido do vídeo do suposto sargento da Guarda Bolivariana, tudo indica que as imagens da história de hoje, na verdade, são da Colômbia. Desde o início de maio de 2021, a Colômbia registra embates entre manifestantes e a polícia. A crise começou após o presidente Iván Duque anunciar uma reforma tributária que desagradou grande parte da população. A ação levou diversas pessoas às ruas para protestar contra a medida. Entretanto, a polícia iniciou um confronto com manifestantes, resultando em diversas pessoas machucadas e mortas.

E como dissemos anteriormente, diversos elementos do vídeo de hoje indicam que as imagens, na realidade, foram gravadas na Colômbia. O primeiro deles é uma bandeira da Colômbia. Apesar das bandeiras dos dois países serem parecidas (porque antes de se tornarem independentes, Colômbia, Venezuela e Equador faziam parte do extinto país chamado Grã-Colômbia), elas possuem diferenças. Na bandeira da Colômbia, a faixa amarela ocupa metade da bandeira. Enquanto isso, as faixas da bandeira da Venezuela possuem o mesmo tamanho e há a presença de 7 ou 8 estrelas na faixa do meio (isso depende se a bandeira é anterior ou posterior a 2006, quando a bandeira sofreu modificações).

O segundo elemento que denuncia a fake news é o estabelecimento chamado Oxicauca que aparece no vídeo. Ao pesquisar pelo nome da loja na internet, descobrimos que ela fica localizada na Colômbia.

Ao buscar por mais detalhes sobre o assunto na internet, encontramos diversas notícias que explicam as imagens. O vídeo foi gravado na cidade de Popayán, na Colômbia, no dia 28 de maio de 2021. Na oportunidade, manifestantes queimaram centenas de carros e motos que estavam apreendidos no pátio municipal da autoridade de trânsito local. Manifestantes também atearam fogo na prefeitura da cidade.

Por fim, é importante destacar que o presidente da Colômbia, Iván Duque, faz parte do Centro Democrático, um partido de centro direita que foi apoiado pelo ex-presidente Álvaro Uribe, nas eleições de 2018, e é opositor aos partidos de esquerda no país.

Em resumo: a história que diz que motos e carros foram queimados na Venezuela durante guerra civil é falsa! Diversos elementos presentes no vídeo mostram que as imagens sequer foram gravadas na Venezuela. Os detalhes, como a aparição de bandeiras e estabelecimentos, mostram que o vídeo foi feito na Colômbia, durante uma manifestação no município colombiano de Popayán, no dia 28 de maio de 2021, contra a reforma tributária proposta pelo presidente Iván Duque (que é de direita). Ou seja, a história não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3aIzl5T
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3w3sv3d
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3wa3LY1