Dono de rede de hotéis de Nova York tira a própria vida após demitir funcionários, mostra vídeo #boato

Boato – Vídeo em redes sociais mostra empresário de rede de hotéis de Nova York (EUA) se suicidando após crise financeira durante a pandemia do novo coronavírus.

O isolamento social, recomendado pelo Ministério da Saúde e também pela Organização Mundial da Saúde (OMS), tem surtido efeito na contenção da propagação do novo coronavírus no Brasil. Mas junto com a quarentena, a incerteza em relação ao futuro também começou a se fazer presente. Com isso, muitas pessoas passaram a questionar a situação econômica: vai faltar emprego? Vou ser demitido? Como vou pagar minhas contas? Como as empresas vão sobreviver?

Sabemos que muitas pessoas foram afetadas financeiramente pela pandemia de Covid-19, especialmente as autônomas e os microempresários. Por conta disso, muitas pessoas precisaram demitir seus funcionários. Na internet, uma história tem chamado a atenção. Em um vídeo, um homem aparece se jogando do alto de um prédio. De acordo com o texto que acompanha as imagens, o homem seria um empresário, dono de um hotel em Nova York (EUA), que teria se suicidado depois de um grande prejuízo financeiro e ter que demitir todos os seus funcionários.

“EMPRESÁRIO DONO DE REDE DE HOTÉIS EM NOVA YORK SE SUICIDANDO DEPOIS DE UM GRANDE PREJUÍZO E TER TIDO QUE MANDAR TODOS OS SEUS FUNCIONÁRIOS EMBORA…”.

Dono de rede de hotéis de Nova York tira a própria vida após demitir funcionários, mostra vídeo?

A informação gerou repercussão nas redes sociais e o assunto foi usado para embasar o discurso daqueles que defendem o fim do isolamento. Mas será que essa história de que um empresário teria se suicidado após ter prejuízo e ter que demitir todos os funcionários depois da pandemia da Covid-19? Não é!

Vamos aos fatos! Uma rápida leitura nas mensagens é suficiente para causar desconfiança. Elas apresentam as principais características de boatos online: são vagas, alarmistas, possuem erros de português e não citam fontes confiáveis (o vídeo, por si só, não diz muita coisa).

Além disso, diversos vídeos retirados de contexto e usados em histórias falsas acabam viralizando nas redes sociais. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversos casos parecidos, como o que dizia que Drauzio Varella teria afirmado que continuaria andando normalmente nas ruas durante a pandemia. Também o que indicava que morcegos de crisântemo, principal transmissor do coronavírus, teria sido filmado no telhado de uma casa na China e, por fim, o que apontava que saques em supermercados em São Vicente (SP) teriam acontecido durante a quarentena.

Ao buscar por notícias sobre o ocorrido, não encontramos nada. Vale ressaltar que esse tipo de acontecimento não costuma virar notícia, porque, dependendo de como ele é abordado, pode servir de gatilho para muitas pessoas. Inclusive, o Ministério da Saúde até desenvolveu uma cartilha de orientação para veículos de comunicação noticiarem esse tipo de fato. Devido à situação, uma fatalidade como essa seria usada (mesmo que politicamente) por algum site. Apesar disso, não existe nada em inglês.

Procurando pelo vídeo, descobrimos que ele circula na internet desde 2015. Ele já foi compartilhado em fóruns, publicações em redes sociais e até no YouTube (onde, estranhamente, não foi banido). Isso, por si só, já elimina qualquer relação com o novo coronavírus.

Ao revirar mais um pouquinho a internet, descobrimos que ele, infelizmente, também já foi usado em outra fake news, em Singapura. De acordo com essa história, um bilionário italiano teria saltado de um prédio depois de toda sua família ter morrido de Covid-19.

No final das contas, a verdade foi descoberta pelo serviço de fact-checking do site Alt News, da Índia. Segundo a página, o vídeo teria sido publicado, pela primeira vez, em 2015 e, na realidade, mostra uma mulher saltando de um prédio após descobrir a traição do marido. O fato teria ocorrido em Gana. O site Daily Mail noticiou o caso na época. De acordo com ele, a mulher estaria grávida e teria descoberto que o marido estava mantendo relações com a própria mãe (que também estaria grávida do homem).

Em resumo: a história que diz que um homem teria pulado de um prédio, em Nova York (EUA), após ter grande prejuízo e ter que demitir todos os funcionários é falsa! O vídeo é bastante triste e lamentamos que ele ainda não tenha sido retirado do ar. Ao contrário do que diz a história, o vídeo mostra uma mulher. Ela teria se suicidado após descobrir que seu marido mantinha um caso com sua mãe. O registro foi feito em 2015, em Gana. Ou seja, a história é pura balela e não tem nada a ver com o novo coronavírus. Não compartilhe!

PS: em tempos normais, a saúde mental pode ficar debilitada. Em tempos de pandemia e quarentena, isso pode se agravar. Caso você esteja sofrendo e precise de ajuda, não fique sozinho! Você pode conferir o canal da Associação Brasileira de Psiquiatria, com dicas e sugestões para se manter bem durante esse período, ou também ligar para o número 188, do Centro de Valorização da Vida. Procure ajuda. Sua vida importa!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD

 

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)