Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Lista > O melhor de 2023 no Boatos.org, por Kyene Becker

O melhor de 2023 no Boatos.org, por Kyene Becker

Retrospectiva 2023 das fake news

No terceiro texto da nossa retrospectiva das fake news 2023, Kyene Becker escolhe quais foram os cinco boatos que mais a impactaram no ano.

O ano de 2023 está chegando ao fim. Mas infelizmente, as fake news não acabam com ele. Neste ano, o ritmo da desinformação não foi tão intenso como em 2022. Não tivemos eleições no Brasil, por exemplo, mas isso não significou nada. Uma eleição presidencial na Argentina foi o suficiente para desencadear uma série de histórias falsas. Além disso, pudemos observar (e desmentir) diversos ataques contra o governo Lula e, principalmente, contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e seus ministros.

Já no campo internacional, a guerra entre o Hamas e o governo de Israel foi um dos assuntos mais comentados no mundo das fake news no final de 2023. E na metade do ano, acompanhamos o desfecho trágico do submersível Titan, que tentava chegar aos destroços do Titanic. Por dias e dias, histórias falsas sobre o Titan tentaram enganar e impressionar os internautas.

Se isso não bastasse, o ano de 2023 também foi recheado de golpes na internet. Investimentos fajutos, promoções falsas e até roubo de identidade de empresas e vendas de produtos que não existem. Para completar, até a inteligência artificial começou a ser usada para embasar fake news. E para a gente relembrar tudo o que aconteceu em 2023, a equipe do Boatos.org preparou uma lista especial. Vem conferir a minha!

Confira a retrospectiva em vídeo:

#5 – Palácio do governo da Venezuela foi invadido em protesto e “povo” tomou o poder #boato

A política internacional esteve presente no mundo das fake news em 2023. E um nome que esteve presente ao longo do ano todo foi o da Venezuela. Após firmar uma trégua com os Estados Unidos em relação ao embargo econômico e logo se envolver em uma polêmica por disputa de território com a Guiana, as fake news sobre o país se alastraram pela internet.

Vídeo: é falso que médico favorável a Ivermectina ganhou prêmio de Melhor Cientista do mundo

Em fevereiro de 2023, uma história sobre a Venezuela começou a circular nas redes sociais. Na oportunidade, uma publicação afirmava que o povo venezuelano teria realizado um protesto, invadido o palácio do governo da Venezuela e tomado o poder contra o presidente Nicolás Maduro. Toda a história se baseava em um vídeo, que mostrava um protesto nas ruas da Venezuela. E após uma intensa busca, descobrimos toda a origem e o contexto das imagens.

O vídeo, na realidade, mostrava um protesto de professores e funcionários públicos, em San Felipe, no dia 16 de janeiro de 2023. As imagens mostravam o momento exato em que os manifestantes conseguiram quebrar o cordão humano formado pela Polícia Nacional Bolivariana (PNB) e pela Guarda Nacional Bolivariana (GNB). Na época, a PNB e a GNB escoltavam os manifestantes para que eles seguissem a rota pré-determinada pelo governo e tentavam abafar os protestos. Após quebrarem o cordão humano, os manifestantes seguiram os protestos pela Avenida Caracas (a principal da cidade) e, com isso, conseguiram visibilidade da população e do governo.

Palácio do governo da Venezuela foi invadido em protesto e “povo” tomou o poder #boato

#4 – Vídeo mostra implosão do submarino Titan no fundo do mar #boato

Sem dúvidas, um dos assuntos que mais gerou a atenção do público em 2023 foi o desaparecimento do submersível Titan, durante sua visita aos destroços do Titanic, no dia 18 de junho de 2023. O caso, infelizmente, teve um desfecho trágico, no dia 22 de junho de 2023, com a morte de 5 pessoas. E mesmo após a notícia da tragédia, fake enws sobre o assunto continuaram a circular na internet. No final de junho de 2023, uma história dava conta que um vídeo que mostrava o momento exato da implosão do submarino Titan no fundo do mar teria vazado na internet. As imagens mostravam os tripulantes gravando os destroços do Titanic quando a implosão aconteceu de repente.

Porém, alguns detalhes colocaram a história em xeque, como a gravação do Titanic. Quando os destroços do Titan foram encontrados, as autoridades afirmaram que o submarino foi encontrado a cerca de 1km do Titanic. E após procurarmos bastante, descobrimos que as imagens foram retiradas de uma entrevista de Aaron Newman, palestrante, empreendedor do ramo da tecnologia e investidor da OceanGate (responsável pela construção do Titan). Aaron concedeu uma entrevista à CBS News, no dia 21 de junho de 2023, para contar sobre sua experiência junto ao Titan, em 2021. Na oportunidade, ele mostrou gravações de seu acervo pessoal durante sua visita. Posteriormente, os vídeos de Newman foram editados e usados na história sobre a implosão.

Vídeo mostra implosão do submarino Titan no fundo do mar #boato

#3 – Homem que aparece em vídeo usando cocaína não é Sergio Massa, candidato à Presidência da Argentina; Vídeo é resultado de deep fake

Em 2023, o Brasil não teve eleição. Mas nossa vizinha Argentina viveu uma disputa presidencial acirrada do início ao fim. E é claro que os disseminadores de fake news não deixaram o assunto passar batido. Além de criarem histórias próprias, os brasileiros responsáveis pelas fake news também traduziram muitos conteúdos e compartilharam nas redes sociais brasileiras.

Uma das histórias que foram traduzidas e fizeram sucesso tanto na Argentina quanto no Brasil foi a publicação que afirmava que Sergio Massa, um dos candidatos à Presidência da Argentina, teria sido gravado usando cocaína. Esse tipo de história foi bastante difundida durante as eleições argentinas e também ao longo do mandato de Sergio Massa como ministro da Economia, mas nenhuma delas era real. Assim como o vídeo usado como prova dessa história.

As imagens compartilhadas no segundo turno das eleições argentinas eram falsas. Mas o que ninguém esperava era que o vídeo em questão tivesse sofrido uma manipulação por meio de inteligência artificial. As imagens são um deep fake, vídeos e fotos modificados por meio de tecnologia IA para parecerem extremamente reais. O vídeo original, publicado na internet em 2016, mostra um homem desconhecido (e sem nenhuma relação com Sergio Massa) consumindo cocaína.

Homem que aparece em vídeo usando cocaína não é Sergio Massa, candidato à Presidência da Argentina; Vídeo é resultado de deep fake

#2 – Banco do Brasil processa Marcos Mion por revelar plataforma de criptomoedas em programa de Danilo Gentili #boato

E se pudéssemos definir o mundo das fake news em 2023 em uma palavra, com certeza ela seria: golpe. Os golpes usando redes sociais fizeram inúmeras vítimas ao longo do ano e muita gente acabou perdendo dinheiro por confiar em investimentos, vendas e promoções anunciadas na internet.

Um dos golpes mais recorrentes em 2023 foi o investimento que teria sido divulgado por famosos no programa de Danilo Gentili e teria causado a ira do Banco do Brasil. Essa era a base da história, que mudava as personalidades e o produto divulgado. Perdemos as contas das versões que circularam na internet, mas uma delas ganhou enorme visibilidade. O texto afirmava que Marcos Mion teria sido processado pelo Banco do Brasil após revelar uma plataforma de criptomoedas no programa de Danilo Gentili.

Mas assim como as outras histórias, essa versão era falsa. O golpe utilizava nomes conhecidos para dar credibilidade à história e incentivar as pessoas a investirem no negócio. Entretanto, o texto e a história são exatamente iguais às outras versões. Além disso, o site onde o texto estava hospedado tentava imitar o layout de sites conhecidos. Mas ao navegar pela página, era possível ver que o site era falso.

Banco do Brasil processa Marcos Mion por revelar plataforma de criptomoedas em programa de Danilo Gentili #boato

#1 – Vídeo que mostra pai se despedindo de duas crianças amarradas e mortas não foi gravado em Israel

Um dos assuntos que dominou o debate público já no fim de 2023 foi a guerra entre o Hamas e o governo de Israel. O conflito já deixou inúmeros mortos, tanto na Faixa de Gaza quanto em Israel e tem causado a revolta de israelenses e palestinos. E se isso não bastasse, a situação acabou servindo de inspiração para os disseminadores de fake news.

E uma das histórias que marcaram esse período (e também o ano de 2023) foi uma publicação que afirmava que um vídeo mostraria o momento em que um pai se despede de seus filhos que teriam sido mortos pelo Hamas. A história se provou falsa e para chegarmos à verdade passamos por uma verificação intensa e bastante triste. Sabíamos que a história era falsa pela falta de notícias sobre o vídeo e por agências internacionais de checagem que acompanham o conflito não terem atestado a veracidade da informação. Mas isso não era o suficiente.

Depois de muita busca, com imagens horríveis, descobrimos que o vídeo foi gravado no dia 21 de agosto de 2013, em um contexto totalmente diferente. As imagens foram registradas em Ghouta, subúrbio de Damasco, capital da Síria. Na época, as tropas do presidente sírio Bashar al-Assad realizaram um ataque na região, que era controlada por opositores ao governo de Bashar al-Assad. Semanas mais tarde, a Organização Mundial da Saúde (OMS) fez uma avaliação no local e constatou o uso de foguetes com o agente químico sarin. Mais de 400 crianças morreram no local. O vídeo mostra um pai encontrando seus filhos mortos logo após o ataque.

Vídeo que mostra pai se despedindo de duas crianças amarradas e mortas não foi gravado em Israel

Lista de todos os conteúdos da retrospectiva 2023 das fake news

29/12 – Texto e vídeo da retrospectiva 2023 das fake news do Boatos.org

Nos últimos dias do ano, o Boatos.org faz a sua tradicional retrospectiva das fake news. Saiba o que de melhor e pior rolou no mundo da desinformação em 2023.

30/12 – O melhor de 2023 no Boatos.org, por Edgard Matsuki

Edgard Matsuki, editor do Boatos.org, lista quais foram os 10 boatos mais o impactou em 2023. Texto faz parte da retrospectiva 2023.

30/12 – O melhor de 2023 no Boatos.org, por Kyene Becker

No terceiro texto da nossa retrospectiva das fake news 2023, Kyene Becker escolhe quais foram os cinco boatos que mais a impactaram no ano.

31/12 – Os cinco textos mais lidos de 2023 no Boatos.org

Edgard Matsuki e Kyene Becker já escolheram quais foram os boatos que mais os impactaram no ano de 2023. Agora, é a hora de falarmos quais foram os textos mais lidos do site neste ano.

31/12 – Um olhar sobre as fake news e uma perspectiva para 2024

No último texto do ano, Edgard Matsuki, editor do Boatos.org, agradece a você, que esteve conosco neste ano de 2023: em que podemos dizer que as fake news tiveram ligadas a espécies diferentes de golpes.