Homem que espancou filhas em vídeo é encontrado morto com 30 facadas #boato

Boato – O homem que gravou um vídeo na internet batendo nas duas filhas foi encontrado morto com 30 facadas em um porta-malas de um carro.

Na última semana, um vídeo um tanto quanto forte começou a circular com força na internet. Nas imagens, um homem bate em duas crianças sob a alegação de que queria se vingar na esposa. Passado o boom do compartilhamento inicial, uma notícia começou a chamar atenção em redes sociais.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org Siga o Boatos.org no Twitter: Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/36nlVru

Confira o nosso Instagram:

Instagram

De acordo com um texto publicado em um “blog daqueles”, o homem que havia espancado as crianças foi encontrado morto em um porta-malas de um carro. Ele teria levado cerca de 30 facadas após ter se apresentado na delegacia e ter sido liberado pela polícia. Leia trechos do texto que circula por aí:

Homem que espancou as filhas pra se vingar da esposa é encontrado morto com 30 facadas Segundo informações extra-oficiais, o homem que aparece em um vídeo espancando as três filhas covardemente para se vingar da ex esposa foi encontrado morto dentro do porta malas de um carro.

De acordo com a polícia, o homem foi executado com mais de 30 facadas por todo o corpo. Ele havia se apresentado na delegacia na tarde de ontem (27) após a grande repercussão do vídeo nas redes sociais, mas foi liberado, pois as 24 horas do flagrante já haviam passado.

Homem que espancou filhas em vídeo foi encontrado morto com 30 facadas?

Teve gente que acreditou na história e teve gente que acreditou e, ainda por cima, elogiou a vingança contra o homem. Mas será mesmo que o sujeito que fez um vídeo espancando as filhas foi mesmo morto a facadas e deixado em um carro? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

Quando nos deparamos com a história, já tínhamos certeza de que era um boato. Isso porque esse enredo “fulano que fez algo errado em um vídeo viral foi morto” tem sido mais do que manjado. Detalhe: é sempre o mesmo site (ou sites criados pelo mesmo dono) que publicam esse tipo de balela.

Na história do Boatos.org já desmentimos a mesma história relacionada a outras pessoas. Teve o caso do homem que atirou em um cavalo, do um sujeito que bateu em uma criança, da mulher que teria pisado em uma criança e do mexicano que esfaqueou um cachorro. Em comum, duas coisas: a história envolvia uma vingança e é falsa.

Há um detalhe extra em comum entre a história do mexicano e a hoje: a foto do porta-malas. A imagem usada nos dois casos é a mesma. Ela é de um homicídio ocorrido na cidade de Araguari (MG), em 2017.

Veja o que temos até agora: 1) Um boato já batido. 2) Um fonte nada confiável. 3) Uma foto que nada tem a ver com a descrição. Para terminar, só faltou descobrir mais detalhes sobre o homem que bateu nas crianças. Ele, que mora na cidade de Indaial (SC), de fato, se entregou à polícia para prestar depoimento e disse que só iria se pronunciar em juízo. Após isso, o sujeito (que é pai de uma das meninas e padrasto de outra) foi liberado. Nada mais aconteceu.

Resumindo: a história que aponta que o homem que fez um vídeo batendo em duas crianças (a filha e a enteada) morreu é falsa. Tudo não passa de mais uma fake news de um site que já criou várias balelas do gênero por aí.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2rJGq2y

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)