Teste de Covid-19 que utiliza cotonete causa danos no cérebro porque atinge barreira sangue-cerebral #boato

Boato – Teste para detectar Covid-19 que utiliza cotonete pode causar danos ao cérebro, porque rompe barreira sangue-cerebral. 

A falta de exames para a detecção do novo coronavírus (SARS-CoV-2) foi e ainda é um problema enfrentado em escala global. Muitos países ainda carecem de exames para a realização da testagem em massa, o que gera subnotificação e dificulta o monitoramento de muitos casos.

Infelizmente, no Brasil, as coisas parecem estar na mesma. O país ainda dispõe de poucos testes para a população. Atualmente, o Brasil conta com dois tipos de testes. O tipo RT-PCR, considerado “padrão ouro” na identificação da doença, é usado para detectar a presença do RNA do vírus no organismo, isto é, ele identifica se o vírus está ativo. Já o tipo sorológico, usado em testes rápidos, é usado para a detecção da resposta imunológica do organismo ao vírus, isto é, ele identifica se uma pessoa possui anticorpos de combate ao vírus.

Nos últimos dias, uma história a respeito de um tipo de teste tem causado pânico nas redes sociais. De acordo com uma publicação, o teste do tipo RT-PCR poderia causar problemas de saúde. Segundo o texto, o cotonete usado para coletar o material a ser analisado poderia causar danos em uma região sensível do cérebro. Isso porque, de acordo com a história, o cotonete atingiria a chamada “Barreira Sangue-Cerebral”. O texto dá conta que essa seria a única camada que protegeria o cérebro da entrada de metais pesados e substâncias tóxicas. Com a suposta lesão causada pelo cotonete, o cérebro ficaria inflamado e exposto à entrada de bactérias e toxinas. Ainda segundo o texto, os sintomas da lesão iriam desde ansiedade, distúrbios de humor até ao aparecimento de câncer. Confira:

“Sabe esse “cotonetão” que estão usando para testar covid? Então… “O local em que eles estão “obtendo uma amostra” para o teste Covid-19 é chamado de Barreira Sangue-Cerebral. É uma única camada de células que protege o cérebro de metais pesados, pesticidas e outras substâncias tóxicas que geralmente são mantidas de fora. É assim que os nutrientes vitais, como o oxigênio, atingem o cérebro. Se, de alguma forma, a sua barreira hematoencefálica estiver comprometida, ela se tornará uma “barreira hematoencefálica com vazamento”, que é um cérebro inflamado! Em seguida, permite que bactérias e outras toxinas entrem no seu cérebro e infectem o tecido cerebral, o que pode levar a inflamação e, às vezes, à morte.

**** Mais sintomas (longo e curto prazo) incluem autismo, DDA, TDAH, doenças cardíacas, doenças autoimunes, câncer, doenças neurodegenerativas, acidente vascular cerebral, danos no fígado, fadiga crônica que não se resolve com repouso, hipóxia, ansiedade, humor distúrbios, depressão e outras condições de saúde mental como esquizofrenia; convulsões, perda de memória e declínio cognitivo, resultando em Alzheimer ou Demência, fluxo sanguíneo insuficiente para o cérebro, atividade cerebral anormal!” Agora, faça esse teste e caso entre qualquer contaminação aí sim você estará bem encrencado!!”.

Teste de Covid-19 que utiliza cotonete causa danos no cérebro porque atinge barreira sangue-cerebral?

A informação causou espanto entre os brasileiros que esperam pela realização do exame e até entre aqueles que já fizeram. Mas será que essa história de que o teste de Covid-19 que usa cotonete pode causar danos ao cérebro porque lesiona a barreira sangue-cerebral é verdade? A resposta é não!

Vamos aos detalhes! Basta ler a história para perceber diversos elementos recorrentes em fake news. O texto é vago, bastante alarmista (até pede para que as pessoas não façam os testes!), possui erros de português e não cita fontes confiáveis.

Além disso, existe um histórico bastante vasto na internet de procedimentos e aparelhos relacionados à Covid-19 que fariam mal. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que o uso prolongado de máscaras poderia causar hipóxia. Também a que indicava que o álcool em gel 70% poderia causar os mesmos sintomas da Covid-19 e levar à morte e, por fim, a que apontava que um estudo de Harvard teria mostrado que o isolamento social é pior para conter a Covid-19.

Se isso não fosse suficiente, ainda há uma questão lógica. O teste RT-PCR, aquele que usa o tal cotonete, já é usado há bastante tempo para a detecção de outras doenças, como a própria H1N1. Até hoje, não existem estudos e muito menos relatos de que o teste possa ter causado lesões cerebrais. O fato é que o cotonete sequer atinge a área citada. É anatomicamente impossível.

Existem três camadas de proteção em nosso nariz. A mais profunda delas é chamada de dura-máter, uma espécie de couro inflexível e resistente, que protege o cérebro. De acordo com profissionais, é bastante difícil perfurá-la sem algo afiado. Mesmo com uma técnica inadequada no momento da coleta, é quase impossível perfurar a dura-máter.

Além disso, o termo “barreira sangue-cerebral” sequer existe no vocabulário médico. Trata-se de uma tradução mal feita. O termo correto é barreira hematoencefálica.

Por fim, encontramos vários (vários mesmo!) desmentidos sobre o assunto. Primeiro, em inglês (já que a história surgiu em outra língua e foi traduzida para o português). No Brasil, o serviço de fact-checking Estadão Verifica destacou que a história não tem nenhum embasamento científico. Já o serviço de fact-checking da AFP conversou com especialistas e mostrou que o swab (o tal “cotonete”) nasal é utilizado com frequência em unidades de terapia intensiva (UTIs) para detecção de bactérias. Além disso, o swab é 100% seguro.

Já o serviço de fact-checking Aos Fatos entrou em contato com o Ministério da Saúde. Em nota, o órgão afirmou que o teste é seguro e não recebeu nenhum notificado de que o exame possa ter ocasionado qualquer tipo de dano cerebral.

Em resumo: a história que diz que o teste de Covid-19 que usa cotonete pode causar dano cerebral, porque danifica a barreira sangue-cerebral é falsa! O texto não possui nenhum embasamento científico, o nome do termo está errado (o correto seria “barreira hematoencefálica”) e, na realidade, o local onde o cotonete alcança é uma espécie de couro inflexível e duro, ou seja, não seria perfurado pelo swab (cotonete). Ou seja, a história é puro boato!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Xmskzm
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)