Estão usando seringas vazias para vender vacinas no mercado negro, prova vídeo #boato

Boato – Estão usando seringas vazias para vender vacinas no mercado negro. Um vídeo mostra um enfermeiro aplicando uma seringa vazia em uma idosa para roubar a vacina e levar para casa para aplicar nos familiares ou repassar.

Em meio à pandemia de Covid-19, além de todas as teorias que espalham o medo sobre os efeitos resultam e tentam colocar em xeque uma eficácia das vacinas contra o coronavírus, muitos internautas ainda precisam lidar com uma avalanche de notícias falsas pelos quatro cantos da internet que sugerem uma suposta “máfia das vacinas”, com o intuito de atrapalhar a vacinação no Brasil.

Neste sentido, em mais um boato da categoria “seringas falsas usadas para enganar a população”, uma publicação que começou uma circular nas redes sociais, especialmente no Facebook, dá conta de que estão usando seringas vazias para vender vacinas no mercado negro. A prova seria um vídeo no qual um enfermeiro aparece aplicando uma seringa vazia em uma idosa para fingir a vacinação. Nas imagens, o homem ainda diz que uma vacina não seria válida porque “não havia nada” no acessório.

De acordo com a postagem, a ideia é desviar as vacinas para vender no mercado negro, nome usado para falar sobre um tipo de comércio ilegal na web. Confira, a seguir, o texto original da publicação e o vídeo que está sendo compartilhado:

Na vacinação do Covid é SUPER importante olhar se uma seringa está cheia antes, e se esvaziou depois da aplicação. Alguns estão aplicando seringas vazias, para surrupiar e levar para aplicar nos familiares, ou vender no mercado negro. Não cofiem em seringa pronta. Tem que tirar o lacre na sua frente! Denunciem. Filmem a pessoa é denunciem. E se possível, repassem esse vídeo. Vejam o vídeo acima.

Vídeo prova que estão usando seringas vazias para vender vacinas no mercado negro?

O vídeo viralizou rapidamente entre os internautas, rendendo uma série de compartilhamentos e comentários sobre a suposta máfia das vacinas. No entanto, a história por trás do vídeo não procede.

E desconfiamos disso, para começar, devido ao extenso e recente histórico de boatos online com denúncias contra a vacinação. Inclusive, aqui no Boatos.org, nós já desmentimos vários deles, como aquele que dizia que o vídeo “Vacuna Show” (“Vacina Show”) provaria a farsa da vacinação contra Covid-19 no Brasil ; outro que apontava que o primeiro indígena a ser vacinado no Acre teria morrido após tomar a Coronavac ; e até aquela história de que a vacina seria mais perigosa que o próprio coronavírus .

E no nosso caso de hoje, ao buscarmos sobre o assunto, descobrimos que, de fato, houve um “erro” na vacinação de idosa que aparece no vídeo . Tanto é que o próprio enfermeiro reaplica a vacina, desta vez, com a presença de líquido na injeção. O caso aconteceu em Manaus, no Amazonas.

Porém, em nenhum momento foi possível que a vacina teria sido “surrupiada” para ser vendida no mercado negro. Como é possível ver no próprio vídeo, tudo não passou de um defeito de fábrica, mas que foi resolvido com a reaplicação da dose na senhora.

A prova disso é que a própria prefeitura de Manaus publicou uma nota de esclarecimento apontando que o funcionário em questão foi advertido e que ele relatou que um defeito na seringa (algo que pode ocorrer) ocasionou um vazamento. Em nenhum momento, foi dito que se trata de uma fraude para venda de imunizantes no mercado negro. Leia a nota na íntegra:

A Prefeitura de Manaus esclarece que, em relação a um vídeo que circula nas redes sociais e aplicativo de mensagens, mostrando falha na aplicação da vacina em uma idosa, a coordenação da campanha de imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), ao tomar conhecimento do fato, iniciou de imediato a apuração do caso.

O servidor responsável pela aplicação da vacina foi advertido, conforme estabelece o Estatuto dos Servidores Públicos Municipais de Manaus, e reorientado a observar o correto funcionamento do material a ser utilizado.

O vacinador relatou que um defeito na seringa causou vazamento da dose aspirada. De acordo com a Divisão de Imunização do município, por falha de fabricação, as seringas podem, eventualmente, ocasionar a perda de líquido, tanto pela borracha do êmbolo quanto pelo canhão de encaixe da agulha.

A Prefeitura de Manaus reafirma seu compromisso de realizar todo o processo de imunização com transparência e urbanidade, razão pela qual todo o processo de vacinação já atendeu mais de 41,6 mil pessoas até às 16h desta quinta-feira, 4/2, sem que problemas tenham ocorridos.

Resumindo: a publicação que dá conta de que estão usando seringas vazias para vender vacinas no mercado negro não é verdadeira. Apesar de o vídeo ser real e ter havido defeito na seringa na hora de vacinar a idosa que aparece nas imagens, o que houve foi apenas um defeito de fábrica e a dose da vacina foi reaplicada na mulher. No entanto, não houve menção à venda no mercado negro ou algo do tipo até mesmo por parte da prefeitura de Manaus.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2m2887O
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK