Indígena morreu por causa de vacina chinesa (Coronavac) contra Covid-19 #boato

Boato – Um indígena morreu por causa da vacina chinesa (Coronavac) contra Covid-19. A morte por parada cardíaca ocorreu semanas depois dele ter sido o primeiro a se vacinar no Acre.

A população indígena está entre os grupos prioritários para receber a vacina contra a Covid-19 no Brasil, como previsto no Plano Nacional de Vacinação, apresentado pelo governo federal. E, em muitos estados, a primeira etapa de imunização nas aldeias já começou, como é o caso do Acre. E é justamente da cidade acreana de Cruzeiro do Sul que vem o nosso desmentido de hoje.

Uma publicação que começou a circular no Facebook nos últimos dias dá conta de que um indígena teria morrido após tomar a vacina chinesa contra a Covid-19, a Coronavac. Fernando Rosa Katukina, de 55 anos, faleceu supostamente após uma parada cardíaca que ocorreu semanas depois dele ter sido o primeiro indígena a ser vacinado em Cruzeiro do Sul, a maior cidade do Acre. Confira, a seguir, as versões do texto original da publicação que está rodando online:

Versão 1: LÍDER INDÍGINA MORRE APÓS TOMAR VACHINA! A morte por parada cardíaca ocorreu semanas depois dele ter sido o primeiro a se vacinar contra a Coronga-19 para dar o exemplo aos acreanos. Versão 2: ● TODAS ESSAS VACÍNAS VÃO MATAR Link no Telegram t.me/MalditoSistema Morre o primeiro indígena a tomar a CoronaVac no Acre. Versão 3: A Globo só noticiou a vacinação dos indígenas com a c0r0n4v4c…mas “esqueceu” de falar sobre o falecimento do líder indígena em decorrência disso.

Indígena morreu por causa de vacina chinesa (Coronavac) contra Covid-19?

A publicação noticiando a morte do líder indígena causou revolta entre os internautas, gerando vários compartilhamentos, principalmente entre grupos contrários à vacinação contra a Covid-19. No entanto, a história não procede.

E desconfiamos disso, para começar, por conta do histórico extenso e recente de boatos online sobre as vacinas contra o coronavírus. Desde que os candidatos a imunizantes começaram a ser falados na mídia, não pararam de surgir fakes sobre a eficácia da vacinação. Aqui mesmo, no Boatos.org, nós já desmentimos várias delas, como a que dizia que a vacina contra Covid-19 é mais perigosa do que o vírus; outra que apontava que a Polícia Federal teria desvendado sacanagem da vacina chinesa Coronavac no Brasil; e até aquela sobre o pastor Wenceslau ter morrido após tomar vacina contra a Covid-19.

E no nosso caso de hoje, o que houve foi uma distorção de uma notícia real. De fato, o indígena Fernando Rosa Katukina, de 55 anos, morreu. No entanto, a morte dele não teve nenhuma relação com a vacinação. Uma nota de pesar divulgada pela Comissão Pró-Índio do Acre (CPI-Acre) esclarece que o falecimento de Fernando, liderança do povo Noke Ko’í (Katukina), ocorreu em decorrência de complicações causadas por diabetes e hipertensão, motivo pelo qual ele já estava debilitado há bastante tempo. O Instituto Butantan, que é o responsável pela produção da vacina chinesa aqui no Brasil, também desmentiu que a morte do líder indígena tenha sido causada pela dose de Coronavac:

“Atenção! Não há qualquer relação entre a morte do líder indígena Fernando Katukina, no Acre, com o fato de ele ter tomado a vacina contra a Covid-19 no dia 19 de janeiro, como especulam publicações nas redes sociais. A médica que cuidou de Fernando não só já declarou que a morte não tem relação com o imunizante tomado como afirmou que a vacina é segura e é o único meio de evitar a doença. Espalhar Fake News é tão perigoso quanto o próprio vírus. A vacina salva vidas. O Butantan faz isso há 120 anos”, diz a publicação na página oficial no Facebook.

Mais que isso, uma nota de pesar da Secretaria de Atenção Especial à Saúde Indígena (Sesai), ligada ao Ministério da Saúde, ainda forneceu mais detalhes sobre o quadro de saúde de Fernando Katukina e o real motivo do óbito do líder indígena no Acre: “lutava contra a diabetes há 11 anos, associada ainda a um quadro de hipertensão e insuficiência cardíaca congestiva”.

Resumindo: A publicação que estão espalhando por aí dizendo que um indígena teria morrido após tomar a vacina chinesa (Coronavac) contra a Covid-19 não é verdadeira. O líder indígena Fernando Katukina veio a óbito após complicações causadas por diabetes e hipertensão, e não por causa da vacinação.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2m2887O
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK