Relatório de alerta ao Brasil aponta que Coronavac não irá controlar pandemia #boato

Boato – Pesquisadores enviam relatório ao Brasil e afirmam que vacina Coronavac não conseguirá controlar a pandemia da Covid-19. 

A vacinação no Brasil segue andando a passos curtos e lentos. Até o momento, apenas pouco mais de 7% da população foi vacinada totalmente (isto é, tomou as duas doses da vacina). E isso tem preocupado muita gente (até porque o país ainda enfrenta a falta de vacinas).

E em meio a toda essa situação, uma história tem causado pânico nas redes sociais. De acordo com publicações um relatório feito por pesquisadores e enviado ao Brasil apontou que a vacina Coronavac não conseguirá controlar a pandemia da Covid-19. “Cientistas divulgam relatório sobre a CoronaVac e alertam o Brasil: “países que utilizam a vacina chinesa não conseguirão conter a Covid-19”, diz uma das mensagens.

Relatório de alerta ao Brasil aponta que Coronavac não irá controlar pandemia?

A informação caiu como uma bomba nas redes sociais, em especial, no Facebook e no WhatsApp. Apesar disso, a informação não procede. A explicação fica por conta da não existência do relatório, do alerta e pelos dados equivocados.

Não faz muito tempo, vivemos uma verdadeira onda de fake news relacionadas às vacinas contra a Covid-19. A equipe do Boatos.org desmentiu várias delas, como a que dizia que o município de Serrana (SP) teria aumentado o número de mortes após usar a vacina Coronavac. Também a que indicava que um indígena teria morrido após tomar a vacina Coronavac e, por fim, a que apontava que a eficácia global da Coronavac estaria abaixo da exigida pela Anvisa.

Ao analisar o conteúdo, não conseguimos identificar nenhum tipo de relatório e muito menos um alerta direcionado ao Brasil. Na realidade, encontramos apenas uma fala do professor Ian Jones (citado na publicação) ao site Daily Mail.

No dia 12 de abril de 2021, o site publicou uma reportagem sobre os riscos do ressurgimento da Covid-19 em países que estão usando massivamente a vacina Coronavac. Na oportunidade, o pesquisador Ian Jones, virologista da Universidade de Reading, sugeriu que as vacinas chinesas não seriam suficientes para interromper a circulação do SARS-CoV-2. Ou seja, não existe relatório e nem alerta ao Brasil.

Se isso não fosse suficiente, a reportagem erra em dados importantes, como o que aponta que a vacina Coronavac evita apenas 84% das mortes por Covid-19. Na verdade, segundo resultados dos estudos da Coronavac, o índice de proteção contra mortes da vacina é de cerca de 100%.

Além disso, a situação do Chile não está diretamente relacionada com a vacinação. Como já explicamos em outros desmentidos por aqui, é necessária uma vacinação em massa para que os resultados sejam satisfatórios e que a pandemia seja controlada. Se isso não bastasse, no início de 2021, diversas cidades chilenas voltaram a reabrir o comércio, o que levou milhares de pessoas às ruas novamente. Além disso, em 2021, centenas de festas clandestinas começaram a ser realizadas e fechadas no Chile.

Com isso, a Covid-19 no país chileno, é claro, disparou. Entretanto, o governo do Chile anunciou medidas que resultaram no estado de quarentena em diversas regiões. Atualmente, a maior parte delas segue em lockdown ou com medidas mais restritivas.

Se isso não fosse suficiente, passados quase três meses do início da vacinação com imunizantes chineses no Chile, pesquisadores indicaram que a vacina Coronavac apresentou 80% de efetividade contra mortes, após 14 dias depois da segunda dose, no país.

Por fim, é importante destacar que a vacinação (seja ela de qualquer imunizante) é uma das medidas mais importantes para conter a pandemia. Dados divulgados por países com vacinação acelerada, como Alemanha, Canadá, Estados Unidos e Israel, indicam uma forte queda no número de casos e mortes por Covid-19. Mesmo que uma vacina não proteja 100% contra a infecção, ela pode diminuir drasticamente as chances de uma pessoa desenvolver quadros graves da doença, evitando hospitalizações, o sobrecarregamento do sistema de saúde e aumentando as chances de sobrevivência dos infectados. Entretanto, assim como já explicamos acima, isso só vai ocorrer quando a maior parte da população ser vacinada (pois só assim vamos conseguir diminuir a carga viral em circulação no país).

Em resumo: a história que diz que um relatório enviado ao Brasil afirma que a vacina Coronavac não vai conseguir controlar a pandemia no país é falsa! Não existe relatório e muito menos um alerta direcionado ao Brasil. Na realidade, a história utiliza como base uma reportagem do site Daily Mail com uma fala do pesquisador Ian Jones. Além disso, apresenta dados equivocados sobre a eficácia da vacina. Por fim, dados apresentados por pesquisadores chilenos mostraram que a eficácia da vacina Coronavac está sendo alta por lá. Ou seja, a história não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3aIzl5T
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3wa3LY1