Morte de Agnaldo Timóteo, Alberto Fernández com Covid-19 e surto no Chile provam que Coronavac não funciona #boato

Boato – Coronavac não funciona e provas são morte de Agnaldo Timóteo, contaminação de Alberto Fernández e surto da doença no Chile.

Desde que a pandemia da Covid-19 se instalou no mundo todo, o maior desejo de toda a população mundial é ser vacinada. Foram meses de angústia até que os primeiros imunizantes contra a doença ficassem prontos.

Mas, enfim, muitos deles já estão disponíveis a toda a população. Uma das primeiras vacinas a serem disponibilizadas foi a Coronavac, uma parceria entre o laboratório chinês Sinovac e o Instituto Butantan. Entretanto, a vacina não foi bem aceita entre algumas pessoas.

E de acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, essas pessoas estariam certas. Segundo uma publicação, a morte do cantor Agnaldo Timóteo, a contaminação do presidente argentino Alberto Fernández, além do surto de Covid-19 no Chile, seriam as provas de que a vacina Coronavac não funciona. Confira:

“*UMA* *TRISTE* *REALIDADE* Manchete 1 – Aguinaldo Timóteo morre de COVID, mesmo tendo tomado a vacina. Manchete 2 – Presidente da Argentina está com COVID mesmo tendo tomado a vacina. Manchete 3 – Apesar do Chile ter vacinado grande parte de sua população, há uma explosão no número de casos de COVID. O que todas estas manchetes tem em comum? Todos os países acima utilizam em grande parte a Coronavac, a vacina chinesa. Pode ser cedo para afirmar algo, mas a história de que a eficiência da Coronavac era de apenas 58% começa a cobrar suas consequências. Enquanto isso, nem EUA, nem Japão, nem Israel , nem Alemanha, nem Inglaterra, nem França, nem Itália, nem Espanha, nem Suécia, nem Dinamarca, nem Noruega, nem Suécia, nem Suíça, sequer cogitaram comprar a vacina chinesa.

O mundo inteiro sabe da desonestidade e da péssima qualidade dos produtos chineses. Uma coisa é mandar fazer bugigangas na China. Outra coisa é comprar uma vacina mal feita e arriscar a vida de centenas de milhões de pessoas. Os números não mentem: a Inglaterra é o país que mais vacinou na Europa (vacinas Pfizer, Astra Zeneca e Moderna) e os casos desabaram (gráfico abaixo). O Chile é o país que mais vacinou na América do Sul (Com Coronavac) e os casos estão explodindo (gráfico abaixo).

Novamente, ha indícios que o Brasil entrou num barco furado por culpa de um governador que nunca foi patriota e nunca pensou nos interesses do país e do povo. Pensa apenas em receber comissão de chinês corrupto e fazer guerra política contra o presidente para tentar ganhar mais poder. Se a notícia de que a coronavac nao funciona for confirmada, João Doria será ainda mais odiado por todo o povo brasileiro. Doria pode passar para a história como o verdadeiro genocida. F. DGM”.

Morte de Agnaldo Timóteo, Alberto Fernández com Covid-19 e surto no Chile provam que Coronavac não funciona?

A informação, é claro, fez grande barulho nas redes sociais, em especial, no Facebook e no WhatsApp. Apesar disso, a história não passa de balela.

Infelizmente, o movimento antivacina conseguiu causar certo estrago na internet e, ao longo da pandemia, emplacou diversas informações falsas sobre os imunizantes contra a Covid-19. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que a cidade de Serrana (SP) teve aumento de mortes por Covid-19 por causa da vacina Coronavac. Também a que indicava que um indígena teria morrido após tomar a Coronavac e, por fim, a que apontava que um estudo demonstrou que a Coronavac não funcionaria contra a nova cepa da Covid-19. Pois bem, além do texto apresentar diversos erros, como o nome do cantor Agnaldo Timóteo, ele também utiliza várias informações equivocadas para tentar justificar a sua tese.

Em relação ao caso do cantor Agnaldo Timóteo, de fato, ele tomou a vacina Coronavac. Entretanto, foi internado dois dias após tomar a segunda dose. Como muitos pesquisadores já estão cansados de repetir, a vacina não tem efeito imediato, uma vez que sua função é ensinar o nosso sistema imune a se defender (e, pasmem, isso não ocorre da noite para o dia). Após a segunda dose, o nosso organismo ainda leva alguns dias (talvez, semanas) até que consiga responder de forma satisfatória à infecção. Se isso não bastasse, as vacinas não vão impedir que você seja infectado, mas sim que não desenvolva a doença (e, caso desenvolva, que o caso não seja tão grave. E, é claro que, infelizmente, existem as exceções).

Já o caso do presidente da Argentina, Alberto Fernández, o político sequer foi vacinado com o imunizante Coronavac. Fernández recebeu duas doses da vacina russa Sputnik V, sendo a segunda aplicada no dia 11 de fevereiro de 2021. Ele foi diagnosticado com Covid-19 no dia 3 de abril de 2021 e apresentou sintomas bastante leves (o que, na idade de Fernández, onde a taxa de morte pela doença é alta, é um resultado positivo).

A respeito do novo surto por Covid-19 no Chile, a questão não tem nada a ver com a vacina. Na realidade, o país chileno (que possui um dos mais altos índices de imunização contra a Covid-19 da América Latina) acabou relaxando diversas medidas de proteção, assim como os chilenos. Diversas pessoas voltaram a se encontrar em lugares públicos e até a frequentarem as casas de familiares, amigos e conhecidos. Muita gente, inclusive, deixou de usar máscaras em lugares públicos. Se isso não bastasse, no novo surto da doença, a maior parte dos infectados são jovens. Entretanto, ainda em março de 2021, o Chile voltou a endurecer as medidas de proteção e retrocedeu diversas cidades para fases mais restritas. Vale recordar que uma situação parecida aconteceu em Israel, após diversas pessoas relaxarem as medidas de proteção depois de tomarem a primeira dose da vacina da Pfizer.

Por fim, não há provas de que a vacina Coronavac não funciona. É importante lembrar que para uma vacina ser aprovada por agências regulatórias, necessita de um estudo bastante rigoroso e dados robustos sobre sua eficácia. Além disso, ainda estamos em um processo de vacinação. Enquanto grande parte das pessoas (mais de 75%) foram vacinadas, não teremos um controle efetivo da doença. E se as pessoas não continuarem se cuidando, mesmo as que já foram vacinadas, ainda existe a possibilidade da Covid-19 seguir circulando e contaminando mais pessoas. Se isso não bastasse, a falta de cuidados também pode levar ao aparecimento de novas variantes que podem burlar o sistema de proteção das vacinas. Dessa forma, continuar adotando as medidas de proteção, mesmo depois de vacinado, é de extrema importância (tanto para quem já se vacinou quanto para quem ainda espera sua vez).

Em resumo: a história que diz que a morte de Agnaldo Timóteo, a contaminação de Alberto Fernández pela Covid-19 e o novo surto da doença no Chile seriam as provas de que a vacina Coronavac não funciona é falsa! Desde o início, o texto apresenta diversas informações equivocadas (como o nome de Agnaldo Timóteo e a afirmação de que o presidente da Argentina Alberto Fernández teria tomado a vacina Coronavac). Fernández tomou duas doses da vacina Sputnik V e o surto de Covid-19 no Chile não tem nada a ver com a vacina, mas sim com o relaxamento das medidas de restrição. Ou seja, o texto não prova que a vacina Coronavac não funciona e, portanto, não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3tP2fIR
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy