Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > Médico anestesiologista de Fortaleza morreu de infarto por causa da vacina bivalente contra a Covid-19 #boato

Médico anestesiologista de Fortaleza morreu de infarto por causa da vacina bivalente contra a Covid-19 #boato

Médico anestesiologista de Fortaleza morreu de infarto por causa da vacina bivalente contra a Covid-19, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Em Fortaleza (CE), médico anestesiologista morre de infarto uma semana após tomar a vacina bivalente contra a Covid-19.

A vacina bivalente contra a Covid-19, que protege contra a cepa original do vírus e também contra a variante ômicron, já é uma realidade no Brasil. A vacina bivalente começou a ser aplicada ainda no final de fevereiro de 2023.

Entretanto, a baixa procura pelo imunizante preocupa tanto o Ministério da Saúde quanto os especialistas, que temem uma nova onda de contágios. Dentre as justificativas da baixa procura está a desinformação, que desestimula a procura pelo imunizante e a falsa sensação de que não há mais risco de contaminação.

E de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, os brasileiros deveriam tomar cuidado com o imunizante. Segundo uma publicação, um médico anestesiologista de Fortaleza (CE) teria morrido de infarto por causa da vacina bivalente contra a Covid-19. Ainda segundo a história, o médico não tinha nenhum problema de saúde, mas fazia apenas 1 semana que havia tomado a vacina bivalente contra a Covid-19. Confira:

“Famoso médico anestesiologista de Fortaleza.  acabou de ter uma parada cardíaca  e foi a óbito. Ele era Anestesista, um dos melhores do Ceará.  Participou de uma cirurgia hj às 6hs da manhã,  foi pra casa, se sentiu mal e foi para o hospital acompanhado de uma colega médica q mora no mesmo condomínio  Ela o levou para  o São  Carlos, fizeram várias  reanimações mas ele não  resistiu. Detalhe: ele tinha uns 70 anos, muito saudável,  não  era cardíaco,  nem diabético  não  tinha comodidades! Mas fazia uma semana q havia tomado a bivalente”.

Médico anestesiologista de Fortaleza morreu de infarto por causa da vacina bivalente contra a Covid-19?

Vídeo: é falso que Lula parou doações em Lajeado e Encantado destruiu donativos

A informação caiu como uma bomba nas redes sociais, em especial, no Twitter e ajudou a inflamar ainda mais os grupos negacionistas. Apesar disso, a história não é real. A explicação está na falta de provas e no discurso negacionista.

A mensagem de hoje possui caráter vago, sensacionalista e não apresenta fontes confiáveis (o que dá a entender é que a história surgiu do nada). Além disso, não existem notícias sobre o assunto em veículos de comunicação confiáveis.

Se isso não bastasse, histórias falsas sobre supostos efeitos colaterais da vacina contra a Covid-19 já vêm sendo desmentidas há alguns anos. A equipe do Boatos.org já desmentiu centenas delas, como a que indicava que Lucas Leiva teria desenvolvido um problema cardíaco por causa da vacina contra a Covid-19. Também a que dizia que a vacina contra a Covid-19 estaria liberando fibrinas no sangue e, por fim, a que  apontava que todos que tomaram a vacina bivalente estariam passando mal em hospitais por causa de efeitos colaterais.

Não é preciso nem lembrar que a chance de alguém morrer por algum problema causado pela Covid-19 é muito maior do que pela vacina contra a Covid-19. Como já explicamos por aqui, as vacinas passam por diversos estudos e testes robustos que precisam atestar não só a eficácia, como também a segurança do imunizante. E depois de muito trabalho, as agências reguladoras de cada país precisam analisar todos os dados para dar um aval final sobre o uso do imunizante. Ou seja, ninguém está tomando algo desconhecido e muito menos está sendo cobaia. As vacinas precisam cumprir diversas exigências antes de serem liberadas para uso. Por isso, é importante que as pessoas se vacinem. É mais seguro se vacinar do que contrair a doença e esperar pelo desfecho (que muitas vezes pode ser fatal).

Ao pesquisar sobre o assunto, descobrimos duas coisas. A primeira delas foi uma nota de pesar do Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (Cremec) sobre a morte do médico. Entretanto, não há nada sobre a vacina.

A segunda é uma série de publicações de um amigo do médico que falou sobre a morte do anestesiologista. Com muitos detalhes, ele falou sobre o ocorrido. Entretanto, mais uma vez, não há nenhuma menção sobre as vacinas.

Em resumo: a história que diz que um médico anestesiologista de Fortaleza (CE) teria morrido de infarto após tomar a vacina bivalente contra a Covid-19 é falsa! A história surgiu do nada e não apresenta provas. Tanto o Cremec quanto um amigo próximo do médico emitiram uma nota de pesar e fizeram publicações sobre o caso, mas em nenhum momento mencionam a vacina bivalente contra a Covid-19. Dessa forma, sem provas, não há argumento que se sustente.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 9275-5610

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/41sX0QS
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso