Imprensa boicota vacinação do Exército contra Covid-19 na Vila Militar #boato

Boato – Postos de vacinação contra Covid-19 do Exército na Vila Militar estão vazios por causa de boicote político da imprensa brasileira.

A vacinação contra a Covid-19 no Brasil tem andado, infelizmente, a passos lentos. Apesar do número de vacinados ter aumentado, muitos municípios precisaram suspender a vacinação por falta de doses (e diversas pessoas vão precisar esperar ainda mais pela segunda dose do imunizante).

Nessa confusão toda, muita gente tem apontado culpados por aí. O que ninguém esperava é que sobrasse até para a imprensa brasileira. De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, a imprensa teria boicotado a vacinação do Exército contra a Covid-19, na Vila Militar, no Rio de Janeiro (RJ).

Segundo a publicação, o boicote teria motivos políticos e, enquanto postos de saúde do Rio estariam lotados e com filas imensas, os postos instalados na Vila Militar estariam totalmente vazios. Confira:

“AJUDE A DIVULGAR ! A participação do Exército na vacinação está sendo boicotada pela imprensa por motivos políticos. Enquanto os dois postos inaugurados dias 11/04 e 12/04, na Vila Militar, ficam vazios… As filas ficam enormes nos postos de saúde. Divulguem para que todos possam se vacinar. Posto de vacinação no Museu Militar Conde de Linhares, em São Cristóvão, também está vacinando desde 12/04 e está ficando vazio todos os dias!!! Amanhã funciona das 08h as 12h!!!! Divulguem por favor!!!”.

Imprensa boicota vacinação do Exército contra Covid-19 na Vila Militar?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no Facebook e no WhatsApp. Apesar disso, a história não é nada real. Não só os postos de saúde da Vila Militar não estão vazios, como a imprensa não está boicotando a vacinação.

Basta olhar para a publicação para perceber que ela apresenta diversas características de fake news na internet, como o caráter extremamente alarmista e a falta de fontes confiáveis. E isso já nos deixa desconfiados.

Além disso, essa história de que a imprensa brasileira estaria prejudicando o presidente Jair Bolsonaro não é novidade. A equipe do Boatos.org já desmentiu diversas delas, como a que dizia que o jornal El País teria dado duas notícias sobre Bolsonaro: uma positiva na Espanha e outra negativa no Brasil. Também a que indicava que um repórter teria atacado Bolsonaro ao dizer “vamos visitar sua filha na cadeia” e, por fim, a que apontava que uma jornalista do Estadão teria afirmado que o jornal pretendia arruinar Bolsonaro.

Dito isso, resolvemos buscar por mais informações sobre a situação e descobrimos que, ao contrário do que diz a mensagem, a imprensa não está boicotando a vacinação na Vila Militar, no Rio de Janeiro. A prova fica por conta das inúmeras matérias divulgando a vacinação pelo Exército no local. Em uma delas, inclusive, está a lista completa de lugares onde a população pode se vacinar no Rio de Janeiro (inclusive, o ponto da Vila Militar).

Se isso não bastasse, os postos citados na histórias não estão vazios. De acordo com outra matéria, quase 600 pessoas já foram vacinadas por lá. O movimento é tranquilo, mas isso não deve ser encarado, de forma alguma, como uma má notícia. Como o posto é um local novo para vacinação, a mudança de hábitos para pessoas que moram na região ainda está ocorrendo. Além disso, a região da Vila Militar não é um dos pontos mais centralizados no município, o que pode gerar um apelo maior entre os moradores da região (e não de outros locais do Rio de Janeiro).

Vale citar ainda que a capital carioca não é um dos municípios com mais filas para vacinação, isso porque o município do Rio de Janeiro está utilizando um sistema de data de nascimento. Cada dia é reservado à vacinação de pessoas com determinada idade e sexo. Os maiores problemas relacionados às filas ocorreram em outros municípios do estado do Rio de Janeiro, como na cidade de Duque de Caxias, onde aconteceram problemas graves de organização.

Por fim, os horários informados na história para a vacinação na Vila Militar estão equivocados. De acordo com informações da Prefeitura do Rio de Janeiro, o posto instalado na Vila Militar vai atender das 8h às 17h, de segunda a sábado.

Em resumo: a história que diz que a imprensa brasileira está boicotando a vacinação do Exército contra Covid-19 é falsa! Ao contrário do que aponta a mensagem, a imprensa tem divulgado (e muito) o novo ponto de vacinação no município do Rio de Janeiro. Além disso, algumas informações apontadas na publicação (como o horário de vacinação) estão equivocadas. Por fim, quase 600 pessoas já foram vacinadas no posto da Vila Militar. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3aIzl5T
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy