Repórter atacou Bolsonaro ao falar “vamos visitar sua filha na cadeia”, mostra vídeo #boato

Boato – Antes de ouvir de Jair Bolsonaro “vontade de encher sua boca de porrada”, repórter o atacou dizendo “vamos visitar sua filha na cadeia” ao presidente. Vídeo prova tudo.

A mais recente (e que, com certeza, não será a última) polêmica envolvendo o presidente Jair Bolsonaro e a imprensa se deu no dia 23 de agosto de 2020. Ao ser questionado por um repórter do O Globo “presidente, por que sua esposa Michelle recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz”, Bolsonaro, além de não responder à questão, disse “vontade de encher sua boca de porrada”.

A ação do presidente gerou inúmeras reações. Além de notas de repúdio em relação às palavras de Bolsonaro por parte de órgãos em defesa à liberdade de imprensa e “tuitaços” repetindo o questionamento do repórter, houve quem tentasse defender a atitude do presidente.

De acordo com mensagens em redes sociais e textos publicados em sites favoráveis a Bolsonaro, a ameaça foi “só uma reação” a um ataque que ele teria sofrido do repórter. Isso porque mensagens dão conta de que o repórter disse “vamos visitar sua filha na cadeia” ao presidente. Leia alguns dos textos que circulam online e assista ao vídeo, devidamente legendado:

Versão 1: VÍDEO: REPÓRTER ATACA FILHA DE BOLSONARO E PRESIDENTE REAGE; “vontade de encher sua boca de porrada” A Provocação do repórter está passando dos Limites. Versão 2: URGENTE! Como sempre, a imprensa lixo mentiu e tirou o vídeo do contexto. O Presidente Bolsonaro respondeu a quem o agrediu com a frase: “vamos visitar sua filha na cadeia”.

Versão 3: REPÓRTER ATACA FILHA DE BOLSONARO E PRESIDENTE REAGE; “vontade de encher sua boca de porrada”Um vídeo gravado no momento em que o presidente Jair Bolsonaro responde o repórter do O Globo mostra o outro lado da situação. Após o jornalista dizer que iria visitar a filha do presidente na cadeia, Bolsonaro logo responde “vontade de encher tua boca de porrada”.

Versão 4: IMPRENSA BOLIVARIANA CRIA DO FORO DE SÃO PAULO : Vamos visitar sua FILHA na cadeia agora. ( se referindo a Michelle Bolsonaro por ser mais nova que o PR ) ATAQUE PRESIDENTE: Que vontade de encher tua boca de porrada seu safado. DEFESA E se fosse com sua esposa ou esposo, qual seria sua reação????

Repórter atacou Bolsonaro (que só reagiu) ao falar “vamos visitar sua filha na cadeia”?

O que não faltou foi gente compartilhando o vídeo ao quatro cantos da internet e tentando justificar a ação de Bolsonaro. Infelizmente, para quem defende o presidente, o vídeo não mostra o repórter falando “vamos visitar sua filha na cadeia”.

A mensagem em questão e o histórico da mensagem já começam a entregar o fake. A mensagem tem características de boatos online como ser vaga, alarmista, ter erros de português e não citar nenhuma fonte confiável que comprove a suposta fala.

Para além disso, fakes que se utilizam de distorções de falas não são novidade. Um exemplo clássico é um vídeo de uma agressão a uma repórter em Minas Gerais. Enquanto a mulher do vídeo falou “Kirrarinha”, uma mensagem apontava que ela teria falado “José Rainha”.

Assim como naquele caso, a legenda contradiz a realidade. Em um áudio publicado pelo próprio Jornal O Globo, é possível ouvir claramente o que é dito. Na realidade, instantes antes de Bolsonaro ameaçar o jornalista, um vendedor (que tem a voz diferente da do repórter do O Globo) diz “”vamos visitar nossa feirinha da catedral, presidente”. Ouve aí:

O próprio O Globo, por meio do Fato ou Fake desmentiu a informação. O site Poder 360 também fez um desmentido no qual colocou o vídeo em velocidade baixa para que a frase ficasse mais clara. Confira também:

Resumindo: ao assistir ao vídeo é possível ver claramente que a frase que está sendo descrita como “vamos visitar sua filha na cadeia” não foi dita pelo repórter atacado por Bolsonaro. Mais do que isso, a frase, dita por um vendedor, foi “vamos visitar a feirinha da catedral”. Ou seja: o repórter em questão não atacou a filha de Bolsonaro.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/318Tn5c
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet