Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > G1 noticia que Anvisa aprovou Cartilaris para combater dores no corpo #boato

G1 noticia que Anvisa aprovou Cartilaris para combater dores no corpo #boato

G1 noticiou que Anvisa aprovou Cartilaris para combater dores no corpo, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook))

Boato – O portal g1 acabou de noticiar que a Anvisa aprovou o Cartilaris para combater as dores no corpo. Medicamento é vendido por anúncio no Facebook.

Nos últimos dias, estamos vivendo uma enxurrada de propagandas que se utilizam de dois recursos: 1) Informações falsas. 2) A publicidade paga no Facebook. No caso de hoje, um link contido em uma dessas publicidades aponta para algo que teria ocorrido na área da saúde.

Uma página linkada por meio do Facebook Ads e com o layout idêntico ao do portal g1 (o portal de notícias da Globo) aponta que a Anvisa teria aprovado um produto chamado Cartilaris para o combate a dores no corpo. Leia a mensagem que circula online e o conteúdo do site:

O CARTILARIS foi aprovado nº do registro: 240/2018  e considerado eficaz pela ANVISA Aproveite e conheça Esse é o momento de livrar seu corpo das dores.

Conheça agora mesmo essa super novidade Exclusivo: ANVISA aprova composição Americana que Alivia 96% de qualquer Dor em até 24h, sem contraindicações e nem efeitos colaterais. Composição acaba com dores reumáticas, articulares, repõe cartilagem 100% natural e saudável. Autorizada pela FDA (Anvisa Americana) agora é autorizado também pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) através da RDC 240/2018, sem contra indicações e nem efeitos colaterais.

Vídeo: é falso que Lula parou doações em Lajeado e Encantado destruiu donativos

Confira a descoberta que já começou a revolucionar os tratamentos de dores corporais no País. Alguma vez da sua vida você já se perguntou porque certas pessoas envelhecem sem dores e outras envelhecem com muitas dores? Enquanto uns sofrem por anos na cama, em fila do SUS, outras vivem felizes com mobilidade, com movimentação, praticando exercícios e sem sentirem Dores. Você sabe ao menos porque?

Pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que no mundo, há 38 milhões de pessoas com reumatismo, porém o reumatismo evolui atingindo pessoas até o final de suas vidas. Um exemplo prático é quando o Paciente possui Artrite, depois de um Ano vira uma Artrose, após esse estágio evolui para Bursite, pós-Bursite desenvolve uma Osteoporose e por último e este, o pior estágio de todos, a Fibromialgia.

A Resposta pra isso é que juntamente com o Laboratório Americano de Chicago, um Grupo de Médicos Brasileiros se reuniram com Americanos para desenvolverem uma combinação de Vitaminas que aliviassem as Dores de modo instantâneo e que também, impedissem que ela dor ali gerada anteriormente, fosse evoluindo com o passar do tempo, tudo isso de forma 100% Natural, foi então que descobriram o poder da Concha da Ostra Americana.

G1 noticiou que Anvisa aprovou Cartilaris para combater dores no corpo?

Por meio da publicidade paga no Facebook, a história se espalhou com todas as forças na internet. Porém, é falso que a Anvisa tenha aprovado o tal Cartilaris para combater dores no corpo e que o g1 tenha noticiado isso.

O histórico recente de anúncios, no mínimo, suspeitos que contém informações falsas e/ou escondem golpes já nos deixa desconfiados da veracidade da informação. Falamos, por exemplo, sobre fake news que apontavam que a Evino havia falido e estava vendendo produtos em promoção e sobre um produto para tratamento com ozônio que estaria em promoção.

De cara, já percebemos uma coisa: o produto em questão não é certificado pela Anvisa para o combate de dores. O anúncio aponta como “registro” o RDC 204/2018 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Ao buscar pela resolução (que não é um registro), vimos que se trata de uma decisão que dispensa algumas categorias de alimentos de obter registro sanitário. E aí está o grande erro.

Ao ser anunciado como algo que “combate dores”, o Cartilaris não pode ser classificado como “dispensado de registro”. O próprio RDC aponta que “Alimentos com alegações de propriedade funcional e ou de saúde” devem ter registro. Este link é claro ao dizer que “se for para pessoa saudável, é suplemento”. Ou seja: se o intuito é “aliviar 96% da dor”, não é dispensado de registro.

A prova disso é que o link do site que “noticia” a “descoberta” não é do portal g1. Na realidade, trata-se de uma página com o layout similar ao portal de notícias da Globo para dar credibilidade ao produto.  Algo que também não é novidade neste tipo de anúncio.

Resolvemos procurar por mais alguns detalhes da “notícia”. Uma foto com crédito ao “Gabriel Nunes do g1” e com descrição como do laboratório de Stanford é, na realidade, uma ilustração com crédito à Getty Images. Outra foto, com o crédito ao paciente “Ronaldo Nunes de 62 anos” é, na realidade, uma imagem genérica de um idoso utilizada em diversos sites.

Por fim, uma imagem com a descrição do “médico Joseph LeBlanc, chefe de pesquisas do Cartilaris” mostra um médico com uma identifica no jaleco como Baron Lonner.

Resumindo: se você quer comprar este produto, o faça. Apenas saiba que o site que está o divulgando não é o g1 e não é verdade que a Anvisa aprovou o registro do produto. Além disso, a matéria está recheada de imagens com créditos errados.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm