Fungo negro é causado pelo uso de máscaras contra Covid-19 #boato

Boato – Infecção por fungo negro na Índia é causada pelo uso de máscaras contra Covid-19 e pessoas devem parar de usá-la. 

Nos últimos meses, a pandemia da Covid-19 tem assolado a Índia. Em meados de maio de 2021, o país bateu o recorde de maior número de mortes por Covid-19 em um único dia (superando 4.500 óbitos).

E se isso não bastasse, a Índia também tem registrado diversos casos de mucormicose (também conhecida como fungo negro) em pacientes com Covid-19. A infecção micótica potencialmente fatal tem feito diversas vítimas e o número de infectados já chega a quase 9 mil pessoas.

Em meio a toda essa situação, uma história tem circulado nas redes sociais. De acordo com uma publicação, o fungo negro seria causado pelo uso de máscaras contra a Covid-19. Segundo a história, pessoas estariam se contaminando após usarem máscaras por mais de duas horas e reutilizarem máscaras descartáveis. Ainda de acordo com a publicação, as máscaras seriam prejudiciais ao sistema imunológico. Confira:

“[…] O original em inglês encontra-se após a tradução: O fungo negro que causa medo à Índia é causado pelo uso de máscara Médicos e jornalistas em todo o mundo estão criando pânico com as infecções fúngicas que atualmente supostamente afetam pessoas na Índia. Alguns afirmam que as infecções fúngicas são um novo sintoma de covid-19. Outros dizem que as infecções fúngicas são causadas pela prescrição excessiva de esteróides para covid-19. E ainda mais culpam o diabetes mellitus. Ambos podem contribuir para o problema de fungos, mas não acredito que sejam a única ou mesmo a principal causa. Acredito que isso seja ainda mais assustador, planejado para encorajar as pessoas a aceitar uma das pseudo-vacinas experimentais. A alegada epidemia de infecções fúngicas é causada pelo uso de máscaras. 

O problema é particularmente prevalente na Índia, onde as pessoas pobres não têm dinheiro para comprar novas máscaras regularmente, portanto, a mesma máscara está sendo usada repetidamente. Além disso, o clima quente, que aumenta a sudorese, agrava as infecções fúngicas em pessoas que usam máscaras faciais. […] Quando uma máscara é usada por mais de duas horas ou mais, há um grande risco de desenvolvimento de fungos que afetem a pele, o nariz, a boca e os pulmões. […]. E, claro, as máscaras são prejudiciais ao sistema imunológico – o que aumenta a suscetibilidade a todos os tipos de infecção (bacterianas e fúngicas em particular). Somado a isso, bloqueios e a cobiçada “vacina” também podem danificar o sistema imunológico, deixando as pessoas suscetíveis a infecções fúngicas e complicações causadas por infecções fúngicas. 

[…] Prova de que as máscaras fazem mais mal do que bem: Muitas pessoas usam a mesma máscara por mais de duas horas (o que é perigoso), usam máscaras descartáveis ​​mais de uma vez (o que é perigoso), deixam de lavar máscaras de pano (o que significa que elas acumulam bactérias, fungos e vírus – todos os quais são respirados em) tocar sua máscara enquanto ela está em posição (o que torna a máscara ainda pior do que inútil), colocar as máscaras em seus bolsos ou bolsas e, em seguida, colocá-las de volta vincadas e sujas (uma coisa muito perigosa de se fazer, pois o usuário será respirando quaisquer insetos que tenham sido transmitidos à máscara.) […] A solução é simples. Persuadir as pessoas a removerem suas máscaras”.

Fungo Negro é causado pelo uso de máscaras contra Covid-19?

A informação caiu como uma bomba nas redes sociais, em especial, no Facebook. Apesar disso, a história não passa de balela. A explicação fica por conta do caráter negacionista da mensagem e a falta de provas sobre a relação entre o fungo negro e o uso de máscaras.

Basta olhar para a publicação para perceber que ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, os erros de português e a falta de fontes confiáveis.

Além disso, o que não falta na internet são histórias falsas sobre o uso de máscaras. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, como a que dizia que máscaras causam danos neurológicos irreversíveis. Também a que dizia que a máscara baixa a imunidade e causa pneumonia e, por fim, a que apontava que uma menina teria morrido na Alemanha após usar máscara e aspirar CO2.

Após uma busca rápida na internet, descobrimos que o autor do texto é um negacionista da pandemia que publica diversas teorias da conspiração. De acordo com serviços de checagem internacionais, o homem (que é ex-clínico-geral) não está mais registrado no Conselho de Medicina do Reino Unido e, por isso, não pode exercer a profissão.

Se isso não bastasse, não existe qualquer prova de que o fungo negro teria relação com o uso de máscaras. De acordo com especialistas, a infecção acomete pessoas com problemas no sistema imune. A doença, causada pela exposição ao mofo mucoso, afeta os seios da face, os olhos, o cérebro e os pulmões. Dentre os sintomas, estão dor de cabeça, inchaço do rosto, febre e visão turva. A infecção é altamente mortal entre os imunocomprometidos (como os portadores de HIV, Aids e diabetes).

As infecções por fungo negro no país já existia bem antes da pandemia. Entretanto, se agravaram após o surto de Covid-19. Especialistas acreditam que o uso de corticoides para reduzir o risco de morte por Covid-19 pode estar auxiliando no aumento de casos, uma vez que reduzem a imunidade do paciente e aumentam a quantidade de glicose no sangue. Além disso, sabe-se que muitos acometidos pela infecção são portadores de doenças (como Aids e diabetes) e até mesmo transplantados, isto é, pessoas que já apresentavam um quadro de problemas imunológicos. Especialistas também ressaltam que o uso de água contaminada em cilindros de oxigênio e umidificadores também teriam colaborado para o aumento de casos.

Apesar do número significativo de casos de fungo negro na Índia, autoridades de saúde afirmam que a contaminação é rara. De acordo com informações de especialistas, muitos casos têm se desenvolvido para quadros graves, porque as pessoas demoram em procurar ajuda médica. Por fim, médicos afirmam que o surto de fungo negro não deve se transformar em um problema de saúde pública, uma vez que não há transmissão de pessoa para pessoa. A infecção ocorre após a inalação de esporos do fungo e não causa problemas em pessoas saudáveis.

Em resumo: a história que diz que o fungo negro é causado pelo uso de máscara é falsa! A história surgiu de um ex-clínico-geral que não possui mais autorização para atuar como médico. Além disso, ele é um negacionista que já espalhou outras fake news, como a que dizia que a Aids não existe. Se isso não bastasse, não existem provas de que o fungo negro tenha relação com o uso da máscara. Ou seja, a história não passa de balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3aIzl5T
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3w3sv3d
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3wa3LY1