Dr. Derek Knauss não encontra Covid-19 em 1.500 testes positivos #boato

Boato – O Dr. Derek Knauss não encontrou Covid-19 em 1.500 testes positivos. Ele encontrou apenas o Influenza A ou B nas amostras e, por isso, vai processar o CDC por fraude maciça.

Desde o início da pandemia, quando vários cientistas do mundo todo passaram a explicar como é o coronavírus, o modo complexo como ele interage com o nosso corpo e as inúmeras pesquisas até encontrar a vacina contra a Covid-19, e com todas essas informações científicas podendo ser encontradas facilmente – e de graça – em plataformas confiáveis, ainda tem gente que insiste em espalhar na internet teorias conspiratórias sobre a existência do vírus.

Desta vez, uma publicação que está sendo compartilhada principalmente no Facebook dá conta de que o Dr. Derek Knauss não teria encontrado Covid-19 e 1.500 testes positivos. Segundo a postagem, o virologista teria realizado estudo em laboratório com amostras de sete universidades e não detectaram o coronavírus, mas apenas o Influenza A e B.

Diante disto, ele estaria processando o Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos por fraude maciça, já que o vírus seria “fictício”. Confira, a seguir, as versões do texto original das publicações que estão rodando online:

Versão 1: ESSA NOTÍCIA É DE 18 ABRIL 2021. Eles pegaram uma gripe, a chamaram de “Covid” e criaram o maior golpe da história. Nenhum teste foi encontrado para ter Covid. Simplesmente não havia vestígios deste vírus. Os cientistas encontraram apenas os vírus influenza A e B. “Ainda preciso encontrar uma amostra viável com Covid-19 para trabalhar. Nós, que conduzimos o teste de laboratório com essas 1.500 amostras nas 7 universidades, agora estamos processando o CDC por fraude Covid-19. O CDC ainda não nos enviou uma amostra viável, isolada e purificada de Covid-19. Se eles não podem ou não querem, então eu digo que não existe Covid-19. É fictício.”

Versão 2: Um cientista clínico e imunologista-virologista em um laboratório do sul da Califórnia diz que ele e colegas de 7 universidades estão processando o CDC por fraude maciça. O motivo: nenhuma das 1.500 amostras de pessoas com teste “positivo” conseguiu encontrar Covid-19. Foi simplesmente descoberto que TODAS as pessoas tinham Influenza A e, em menor extensão, Influenza B. Isso é consistente com as descobertas anteriores de outros cientistas, que relatamos várias vezes. Dr. Derek Knauss: “Quando minha equipe de laboratório e eu submetemos as 1.500 amostras supostamente positivas de Covid-19 aos postulados de Koch e as colocamos em um SEM (microscópio eletrônico), encontramos NO Covid em todas as 1.500 amostras. Descobrimos que todas as 1.500 amostras eram principalmente de Influenza A e algumas de Influenza B, mas nenhum caso de Covid. Não usamos o teste de PCR de touros ***. ‘ Em 7 universidades, nenhuma vez o COVID detectou “Quando enviamos o resto das amostras para Stanford, Cornell e alguns laboratórios da Universidade da Califórnia, eles obtiveram o mesmo resultado: SEM COVID. Eles descobriram Influenza A e B. Em seguida, todos nós pedimos ao CDC amostras viáveis de Covid. O CDC disse que eles não podem dar, porque eles não têm essas amostras. ‘ ‘Assim, chegamos à difícil conclusão, por meio de toda a nossa pesquisa e trabalho de laboratório, de que a Covid-19 era imaginária e fictícia. A gripe era chamada apenas de ‘Covid’, e a maioria das 225.000 mortes eram de comorbidades como doenças cardíacas, câncer, diabetes, enfisema pulmonar, etc. Eles pegaram uma gripe que enfraqueceu ainda mais seus sistemas imunológicos, e eles morreram. ‘ ‘Este vírus é fictício’

Dr. Derek Knauss não encontrou Covid-19 em 1.500 testes positivos?

Assim como outras teorias conspiratórias negacionistas em relação ao coronavírus, a história envolvendo o suposto Dr. Derek Knauss viralizou rapidamente entre os internautas. No entanto, não procede.

E desconfiamos disso, para começar, por conta do extenso histórico de boatos negacionistas sobre a Covid-19 que vêm inundando a web nos últimos tempos, especialmente aquelas que vêm de supostas denúncias do exterior. Inclusive, nós chegamos a desmentir vários fakes do tipo aqui no Boatos.org, como o que dizia que o médico alemão Walter Weber teria acertado ao falar que máscaras não protegem, PCR tem 85% de erro, Covid-19 não existe e que a vacina altera o DNA; outro que apontava que as prefeituras estariam ganhando R$ 8 mil e os médicos R$ 1 mil por diagnósticos positivos de Covid-19; e até aquela balela para lá de sem noção que falava que o CPF curaria a Covid-19 e provaria que há fraude na notificação de óbitos.

Assim como nestes casos, a nossa história de hoje é tão bizarra, que chegou a ser desmentida em vários outros idiomas. O site espanhol Maldita.es explicou, por exemplo, que, além de não existir qualquer link que aponte para a documentação que comprovaria a teoria do tal Dr. Knauss (resultados dos testes, nomes das universidades, métodos utilizados no estudo, etc.), este sequer existe, uma vez que este nome não aparece em qualquer banco de dados de publicações científicas.

Mais que isso, como apontou o site italiano Open Online, esse boato é uma versão nova de uma notícia falsa que foi espalhada no início de 2021 e que já foi desmentida por várias agências de checagem. Naquela ocasião, o que mudou foi apenas o nome do personagem. A história, com o mesmo enredo, era atribuída a um tal Dr. Andrew Wye, também inexistente.

No país (assim como aqui) o fake voltou a circular através de um jornalista já conhecido por divulgar teorias da conspiração sobre a Covid-19. Além disso, temos que concordar que, mesmo que o tal Dr. Derek existisse, essa tese que o coronavírus é uma farsa é um contrassenso.

Afinal, estamos diante de um aumento assustador de casos e mortes por Covid-19 no mundo todo, mesmo com o início da vacinação em vários países. Somente aqui no Brasil, estamos ultrapassando os 378 mil óbitos pela doença e mais de 14 milhões de casos nesta segunda onda, com o agravante da mutação do vírus, o que nos leva a concluir que boatos negacionistas como esta história de hoje só atrapalham a luta das autoridades de saúde para dar fim à pandemia.

Vale lembrar que, mesmo com a vacina, o ideal é continuar usando máscaras, álcool gel para higienizar as mãos, manter o distanciamento social e, é claro, não acreditar em qualquer notícia que circula as redes sociais.

Resumindo: A publicação que dá conta de que o Dr. Derek Knauss não teria encontrado Covid-19 em 1.500 testes positivos não é verdadeira. Além de não existir ninguém com este nome em bancos de dados de publicações científicas, também não há documentação do tal estudo conduzido por ele que comprove a suposta farsa dos testes positivos (resultados, métodos utilizados, nomes das universidades, entre outras informações).

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3tP2fIR
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy