Anvisa aprovou falsas vacinas e devemos voltar às ruas sem máscaras #boato

Boato – A Anvisa aprovou falsas vacinas e devemos voltar às ruas sem máscaras. Tudo não passou de um teatro para divulgar uma substância que atenta contra a saúde e a vida das pessoas.

A vacinação contra o coronavírus já começou no Brasil todo. Até a manhã deste domingo (24/01), quase 700 mil pessoas já foram vacinadas no país, sendo mais de 171 mil só na Bahia (estado que lidera a lista de imunização), seguidas de mais de 125 mil em São Paulo e pouco mais de 89 mil vacinados no Rio de Janeiro. Mesmo assim, já no “andar da carruagem”, ainda tem gente que insiste em espalhar fake news para desinformar e tentar atrapalhar a vacinação da população.

Uma publicação que começou a circular recentemente nas redes sociais, por exemplo, especialmente no Facebook, dá conta de que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) teria aprovado vacinas falsas e que, por isso, todos deveríamos voltar às ruas sem máscaras. A postagem traz um longo texto, que levanta a teoria de que a decisão da agência não teria passado de um teatro para divulgar não uma vacina, mas uma “substância que não se sabe o que é” e que atenta contra a saúde e a vida das pessoas. Confira, a seguir, o texto original da publicação que está rodando online:

ANVISA APROVA FALSAS VACINAS “É a primeira vez que vi agentes públicos montarem um palco para divulgar uma decisão que atenta contra a saúde e a vida das pessoas. […] A decisão da Anvisa, ficou claro, não aprovou uma vacina, mais uma substância que não se sabe o que é e que pode causar muitos problemas às pessoas. E a própria agência sabe disso, pois no encerramento do show vespertino deste domingo, o stand up man correu a dizer que máscaras, distanciamento e álcool gel devem continuar a ser a realidade do país. Incrível, quanta confiança tem ele nas vacinas que aprovou, não é mesmo? […] Ou voltamos às ruas (sem máscaras!), ou seremos emudecidos e viraremos vassalos pagadores de impostos para alimentar a fome pantagruélica dos corruptos que espreitam as nossas liberdades.”

Anvisa aprovou falsas vacinas e devemos voltar às ruas sem máscaras?

O “textão” viralizou rapidamente no Facebook, gerando vários comentários e compartilhamentos entre os internautas. No entanto, várias informações trazidas pela publicação não procedem.

E desconfiamos disso, a princípio, por conta de alguns indícios comuns em fake news na internet, como o longo histórico de boatos que surgiram nos últimos meses contra a vacina contra a Covid-19. Muitos deles, inclusive, nossa equipe já desmentiu aqui no Boatos.org, como aquele que dizia que enfermeiras de Paraty (RJ) teriam sido internadas após receberem a vacina chinesa; outro que apontava que israelenses que tomaram a vacina lotaram os hospitais por causa de efeitos colaterais; e até aquela história já manjada de que a vacina sem agulha está sendo aplicada no mundo todo.

Assim como nestes casos, o nosso boato de hoje traz um texto com fala recheada de informações falsas e, diga-se de passagem, um tanto absurdas. E para que você entenda melhor, decidimos explicar cada uma delas em tópicos:

Fake #1: Anvisa aprovou vacinas falsas

Batemos de cara com essa primeira informação desencontrada no textão. É óbvio que a Anvisa não aprovaria vacinas falsas. Todos os imunizantes aprovados pela agência reguladora passaram por todas as fases de testes necessárias nos estudos clínicos para que fossem liberados para a vacinação em humanos (essa matéria da BBC News explica em detalhes).

Ao se vacinar com a Coronavac, por exemplo, que é a única disponível no momento aqui no Brasil, as chances de se infectar com o coronavírus diminuem 50%, as de desenvolver uma forma grave da doença ficam em 78% e as de morrer 100% (não dá para cravar exatamente esse número no caso de mortes porque foi um número pequeno de testes, mas é um limiar similar). Explicamos tudo isso anteriormente aqui. Ou seja, não faz nenhum sentido dizer que a Anvisa aprovou vacinas falsas, já que todas foram testadas.

Fake #2: A Anvisa aprovou uma substância que pode causar problemas às pessoas

Como falamos anteriormente, todas as vacinas passam por fases de testes durante os estudos clínicos antes de serem aprovadas para aplicação na população. Especificamente, a fase 2 da pesquisa é a que verifica se os imunizantes são seguros para a saúde. Neste caso, tanto a Coronavac quanto a vacina de Oxford passaram por essa fase, o que quer dizer que é falso dizer que a “substância” pode trazer problemas de saúde às pessoas.

Fake #3: A vacina não funciona porque teremos que continuar a usar máscaras e fazer isolamento

Mais um absurdo do texto que pode causar muita confusão se não for bem explicadinho. Na realidade, a recomendação para o uso de máscaras e isolamento social mesmo após a vacinação é apenas para um primeiro momento, e não para sempre.

Isso porque, a partir do momento em que um grande número de pessoas for vacinada e conseguirmos alcançar a chamada “imunidade do rebanho”, poderemos sim abandonar as máscaras e voltar à normalidade. Portanto, mesmo depois de ser vacinado, não deixe de usar proteção facial e continuar mantendo o distanciamento social para conseguirmos chegar até essa outra fase da imunização o mais breve possível.

Fake #4 – Devemos voltar às ruas sem máscaras

Sem dúvidas, é mais uma informação incoerente do texto que está sendo compartilhado. Ninguém deve voltar às ruas sem máscaras, mesmo com o início da vacinação contra a Covid-19! Como falamos no tópico anterior, ainda estamos longe de atingir a imunização em massa da população e, portanto, precisamos continuar nos cuidando.

Apesar de a vacina reduzir em muito as chances de se infectar pelo coronavírus, usar máscaras e manter o distanciamento social pode trazer melhores resultados. Até porque, se você pensar de forma lógica, se todo mundo for levar uma vida normal com o vírus ainda circulando a todo o vapor (e não devemos esquecer também das novas mutações que estão sendo estudadas por cientistas), mesmo com a vacina, em vez de chegarmos à “imunidade do rebanho”, poderemos retroceder e aumentar os casos de infecção e mortes, como aconteceu recentemente em Manaus. Por isso, evite sair de casa (somente em casos realmente necessários) e, se for sair, use máscara sempre.

Resumindo: A publicação que dá conta de que a Anvisa aprovou falsas vacinas e que devemos sair às ruas sem máscara não é verdadeira. O texto que está sendo compartilhado é recheado de informações absurdas, a começar pelo fato de que todas as vacinas aprovadas passaram por fase de testes que comprovaram a sua eficácia, entre tantas outras. Portanto, não acredite no que está sendo compartilhado sem antes verificar todas as informações.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/318Tn5c
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK