Missionárias cristãs no Afeganistão foram colocadas em sacos plásticos em praça pública #boato

Boato – Vídeo mostra missionárias cristãs que foram colocadas em sacos plásticos em plena praça pública pelo Talibã no Afeganistão.

O único assunto que está, de certa forma, conseguindo rivalizar com fake news relacionadas às manifestações de 7 de setembro é a crise no Afeganistão. E, apesar de minorias (independentemente da religião) estarem sofrendo no país, o que tem circulado é em relação a supostas “perseguições a cristãos”.

A última história que circula online aponta que mulheres cristãs foram colocadas em sacos para morrerem sufocadas no Afeganistão. A prova seria um vídeo e o texto é, ainda, acompanhado de mensagens que relacionam a ação à “volta de Jesus Cristo” e ao “comunismo de Lula”. Leia a mensagem circula online (o vídeo você vê mais abaixo):

Confira o desmentido em vídeo:

Essas mulheres são missionárias no Afeganistão. Elas foram jogadas em praça pública dentro de sacos plásticos para morrerem sufocadas por causa da palavra de Deus Elas escolheram não negar o Nome de Jesus. Para elas e para cada cidadão afegão, a GT – Grande Tribulação ja começou e é agora IGREJA TE PREPARA JESUS CRISTO ESTÁ VOLTANDO Isso aqui que comunismo do Lula Faz com as mulheres mundo a Fora.

Missionárias cristãs no Afeganistão foram colocadas em sacos plásticos em praça pública?

É incrível como esse tipo de mensagem se espalha em grupos religiosos em redes sociais. Porém, não há qualquer relato de mulheres colocadas em sacos plásticos no Afeganistão e o vídeo nada tem a ver com a situação descrita.

Antes de falar no assunto em si, precisamos fazer um alerta sobre como o debate em relação à situação do Afeganistão está sendo tratado por alguns grupos religiosos no Brasil. É fato que o Talibã ter chegado ao poder no país representa um risco a diversos grupos como minorias étnicas, mulheres, oposicionistas políticos e, sim, grupos religiosos.

Porém, algumas pessoas estão tratando o assunto de forma simplista, como se a situação no Afeganistão se resumisse, simplesmente, em “uma caça a cristãos por parte de muçulmanos”. Ou seja: estão usando um cenário trágico para capitalização política e acirramento da intolerância religiosa por aqui.

Neste cenário, diversas notícias falsas têm circulado por aí. De anúncio falso de “cristãos missionários que seriam mortos nos próximos dias” a “leilão de meninas cristãs”, o que não tem faltado é denúncia falsa sobre o assunto. E a história das mulheres no saco plástico é mais uma delas.

Para chegar à solução do caso, precisamos de duas coisas. A primeira foi buscar detalhes sobre as tais perseguições a cristãos por parte do Talibã. Não encontramos nada de específico em fontes confiáveis (o mais perto que chegamos disso foi uma notícia duvidosa sobre “estarem matando quem tem o aplicativo da Bíblia no celular”).

A segunda foi fazer uma busca reversa pelo vídeo em questão. Foi aí que descobrimos que as imagens nada têm a ver com Afeganistão, cristãos ou mesmo envolveu “morte de pessoas”. Na realidade, o vídeo é de um protesto na Colômbia de maio deste ano.

A performance se chama Empaquetados (empacotados) e, de acordo com essa publicação é “Uma homenagem às pessoas que foram encontradas mortas nos últimos dias, afogadas, em pedaços e sacos. Em homenagem a todos aqueles que deixaram suas casas para lutar por seus direitos e não puderam voltar para casa”. Veja o vídeo da performance:

Neste ano, esse vídeo chegou a ser compartilhado falsamente como se fosse de “vítimas da Covid-19” sendo colocadas em sacos na Indonésia. O boato foi desmentido, em julho deste ano, por serviços de checagem como o News Mobile (Índia) e AFP Tailândia.

Resumindo: é falso que um vídeo mostra que mulheres missionárias cristãs estão sendo colocadas em sacos para morrerem sufocadas em uma praça pública no Afeganistão. O vídeo é da Colômbia e já foi, inclusive, utilizado em outras notícias falsas por aí.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet