Igreja em Moçambique é incendiada durante culto cristão clandestino #boato

Boato – Irmãos da igreja de Moçambique sofreram um atentado. Enquanto faziam culto clandestino, bandidos colocaram fogo em um prédio. 

Na internet, certas imagens causam grande impacto, ainda mais quando se tratam de histórias bastante tristes. Na história de hoje, por exemplo, um vídeo está causando grande angústia em muitos internautas.

Sabemos que a intolerância (em todos os seus âmbitos) segue firme e forte nos quatro cantos do mundo. À orientação sexual, à cor de pele, à religião… E parece que, especificamente, essa última teria sido o motivo do desastre que aparece no vídeo de hoje.

Na filmagem em questão (que não vamos exibir aqui), é possível ver um prédio em chamas e, ao longo do vídeo, também é possível observar diversas pessoas desesperadas. Segundo a história, o incêndio teria ocorrido em Moçambique, como forma de protesto contra um culto cristão clandestino. Confira mensagens que circularam online:

Versão 1: “Urgente ! Hoje em Moçambique nosso irmão sofreram um ataque”. Versão 2: “CRENTES SE ESCONDEM PARA FAZER CULTO EM PRÉDIO E É GUEIMADOS. os crentes estavam fazendo um culto ne um prédio abandonado porgue os endiabados estão gueimado a IGREJA e é por isso gue eles estão assim na cidade MONSOBIGUE  na ÁFRICA”.

Versão 3: “Olha quanta maldade descobriram um local em Moçambique onde o povo fazia culto e tacaram fogo numa igreja evangélica”. Versão 4: “Igreja e Moçambique e botar fogo igreja evangélica as profecias da Bíblia está se cumprindo a volta”.

Igreja em Moçambique foi incendiada durante culto cristão clandestino?

O vídeo viralizou em pouquíssimo tempo nas redes sociais, comovendo muitos internautas e um grande número de comentários criticando a ação começou a pipocar nas redes sociais. Porém, a dúvida que permanece é: será que essa história é real? A resposta é não!

Uma rápida leitura já é suficiente para colocar o caso em xeque (mate). Ao ler as diversas versões sobre a situação, é possível observar que elas são bastante vagas (não dizem em qual lugar de Moçambique o fato teria acontecido e nem fornece datas. Além disso, as mensagens também são (bastante) alarmistas, possuem diversos erros de português e não citam nenhuma fonte confiável para maiores detalhes. Para quem acompanha o Boatos.org, sabe que essas são as principais características de fake news.

Como se isso não bastasse, vídeos retirados de contexto (especialmente aqueles que estão na categoria “religião” do nosso site) são bastante comuns na internet. Temos aqui alguns exemplos desmentidos pela equipe do Boatos.org: o caso de um ataque de policiais contra uma igreja cristã na Bolívia, também o vídeo que mostraria crianças e mulheres cristãs sendo mortas em Angola e, por fim, a história que afirmava que, em meio a um tumulto na Igreja Universal, um pastor havia disparado tiros.

Retornando ao caso de hoje, há um detalhe, em particular, que chama bastante a atenção. Moçambique é um país lusófono. Isso quer dizer que a língua oficial do lugar é o português. Porém, ao assistir o vídeo, podemos ver que as placas que estão fixadas no prédio estão escritas em outra língua (o que não faz muito sentido).

Pois bem, ao procurar pelo origem do vídeo, acabamos descobrindo toda a verdade: as imagens, de fato, não de Moçambique. E, apesar das mensagens serem falsas, a verdadeira história por trás do vídeo também é bastante triste.

O vídeo, na realidade, foi gravado em maio de 2019, na cidade de Surat, na Índia. As imagens mostram o momento exato em que um incêndio acometeu uma escola. De acordo com a polícia local, as chamas teriam começado após uma falha elétrica no ar-condicionado. Cerca de 20 pessoas (a maioria estudantes) acabaram morrendo durante o incêndio.

Em resumo: a história que diz que uma igreja em Moçambique foi incendiada durante culto cristão clandestino é falsa! As imagens não são de Moçambique, mas sim da Índia. Além disso, não se tratava de um culto clandestino em um prédio abandonado, mas sim de uma escola na cidade de Surat. Por fim, o vídeo sequer é atual (foi gravado em maio de 2019). Ou seja, a história é apenas #boato. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Compartilhe este artigo:
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)