Vídeo mostra ataque em igreja na Bolívia e morte de cristãos #boato

Boato – Depois da lei que proíbe o cristianismo na Bolívia, policiais atacaram igreja e promoveram uma chacina de cristãos. Vídeo mostra morte de cristãos no país de Evo Morales.

Há poucos dias, o Boatos.org desmentiu uma história suscitada pela polêmica proposta de mudança do Código Penal na Bolívia (do qual vamos falar mais para frente neste texto). Um vídeo que seria de policiais invadindo a Catedral de La Paz viralizou na web. Depois que explicamos o caso, outro vídeo passou a ser atribuído ao país presidido por Evo Morales.

Desta vez, as imagens (compartilhadas em conjunto com o vídeo já desmentido) eram muito mais fortes. Elas mostravam muito sangue dentro de uma igreja e pessoas mortas. Diversos textos desencontrados falavam do caso.

Em um deles, a igreja foi identificada como “Assembleia da Madureira”. “Irmãs vamos ora em favor da Bolívia para Deus entrar com misericórdia do povo dele porque o inimigo já esta em guerra matando o povo de Deus..muito triste..igreja assembléia da Madureira na bolivia”.

Outra mensagem que acompanhava o caso acusava diretamente o presidente Evo Morales: “Estas são imagens da Bolívia. Chegamos ao fim… Governo Evo Morales, proibindo a propagação da palavra de Deus , usando a lei para matar  cristãos”, diz o texto.

Há, ainda, uma terceira versão do texto: “Oremos pela Bolívia. Igreja sendo invadida por policiais. Fecharam as portas com pessoas dentro. O que fizeram lá dentro… que o Sangue de Jesus seja derramado sobre a Bolívia”. Tem outras versões (uma falava até de Dilma e Lula), mas já deu para ter uma ideia da história, né?

Vídeo mostra ataque em igreja na Bolívia e massacre de cristãos?

Como você pode perceber, não colocamos o vídeo aqui. O motivo é simples: as cenas são muito fortes. Se você ainda não viu a filmagem, não veja. Agora vamos aos fatos. E o fato é que a filmagem não foi feita na Bolívia.

Trechos do vídeo mostram soldados com a bandeira de um país no uniforme (obrigado ao leitor José Sant’Anna, o “Santanera”, pela observação). A bandeira é do Egito. E foi justamente lá que aconteceu o ataque.

A filmagem foi feita após um ataque em abril de 2017 na cidade do Cairo. Na ocasião, terroristas do Estado Islâmico explodiram bombas em igrejas católicas durante a celebração do Domingo de Ramos. Ao todo, 44 pessoas morreram nos ataques.

Já deu para ver que a história é boato, mas temos mais três observações. A primeira é que o vídeo também foi atribuído erroneamente à Venezuela e à Nigéria (amanhã teremos um desmentido detalhado sobre a Nigéria). A segunda é que a história do outro vídeo que acompanha a mensagem está explicada aqui e, por isso, não vamos ficar repetindo assunto.

A última observação é em relação à proposta de Código Penal na Bolívia. Mesmo acusando os opositores de distorcerem o artigo que “criminalizaria” as igrejas, o presidente Evo Morales afirmou que vai cancelar a proposta e irá discutir uma nova. 

Resumindo: a história que aponta que cristãos foram mortos em um ataque da polícia a uma igreja (evangélica ou católica) na Bolívia é falsa. As imagens são do Egito e de 2017.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

6 comentários em “Vídeo mostra ataque em igreja na Bolívia e morte de cristãos #boato

  • 06/02/2018 em 07:26
    Permalink

    Amigos que moram na. Olivia confirmaram a chacina, amigos que moram na divisa, disse que a Bolívia tava difícil, é foto o que aconteceu. Esta vez VC ta bem anganado

    Resposta
  • 25/01/2018 em 22:38
    Permalink

    As igrejas atacadas são ortodoxas coptas, não católicas, e o ataque foi em Tanta (a 100 km do Cairo) e em Alexandria (este foi fora da igreja, na barreira de controle).

    Resposta
  • 23/01/2018 em 19:17
    Permalink

    Não sei qual a sua Edgard Matsuki, comunista ou adepto do califado, vamos então trocar então o nome dos países: de Bolívia para Egito, ambos países perigosos à democracia, e outra coisa, no jornal “o Deber”, que você indica no seu texto, fica claro que a tal lei, que sequer deveria ser cogitada, deve ser (momentaneamente) retirada, lógico, a contragosto de Morales, pois a intolerância pode “acordar” os países democratas vizinhos, principalmente os Estados Unidos…

    Resposta
  • 23/01/2018 em 10:46
    Permalink

    Não importa onde foi…isso não é um simples boato…pessoas perderam suas vidas ali.
    Acho muito válido deixar clara a localização do ocorrido. Mas que fique claro que cristãos foram mortos de VERDADE!!!
    Maldito socialismo!!! Evo voltou atrás??? Mas o desejo dele foi exposto…o desejo do socialismo é esse.
    Obrigada pela explicação e entenda meu desabafo!

    Resposta
  • 23/01/2018 em 06:39
    Permalink

    Dessa vez vocês falharam, além das pessoas terem o tipo boliviano, o idioma também denúncia. Assistam aos vídeos, são dois. Um mostra a Igreja depois da chacina, o outro mostra a polícia entrando no templo, fechando a porta, e uma mulher gritando desesperadamente “Abra!”.

    Resposta
    • 27/01/2018 em 00:05
      Permalink

      Não, amigo, aos 1:56 do vídeo mais longo você poderá ver a bandeira do Egito no fardamento do paramédico.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)